Giro do Vale / Esporte / Inter / Porto Alegre

Inter deve ter Réver e Vitinho na estreia do Gauchão

Réver deve começar no lugar de Paulão e Vitinho deverá ficar como opção no banco de reservas.

Foto: Montagem sobre fotos / Diego Vara / Agência RBS

Foto: Montagem sobre fotos / Diego Vara / Agência RBS

Diego Aguirre terá até a sexta-feira para ajustar o Inter que estreará no Gauchão. No domingo, na Arena Alviazul, a partida contra o Lajeadense valerá também a Recopa Gaúcha, o primeiro título do ano. Ainda sob o impacto do desempenho na derrota para o Shakhtar Donetsk, o técnico poderá realizar alguns ajustes na equipe para o primeiro jogo oficial da temporada.

Um deles, o ingresso de Réver no lugar de Paulão. Vitinho deverá ficar como opção. Os dois recém-contratados não foram relacionados para os amistosos contra Juventude e Shakhtar porque ainda enfrentavam um processo de recondicionamento físico.

A mecânica de jogo do meio-campo não funcionou contra o time de Fred, Taison e Luiz Adriano. Willians não guardou posição, e Nilton parecia totalmente fora de ritmo, bem como D’Alessandro. Na pré-temporada, em Bento Gonçalves, Aguirre fixou Willians à frente da zaga, guardando posição — algo que foi descumprido na derrota para os ucranianos.

O treinador uruguaio deverá manter a formação derrotada pelo Shakhtar, com Sasha de titular e Alex no banco, mas cobrará maior concentração e melhor posicionamento em campo. No ataque, Nilmar seguirá como a referência, ainda que agora com maior apoio dos meias. Após a folga no domingo, o elenco se reapresentou na tarde de segunda-feira, no CT Parque Gigante.
— Tivemos uma pré-temporada dura. Vamos crescer. Meias e atacantes também têm de marcar. Esta não é uma responsabilidade apenas da defesa. Este foi um problema que tivemos como equipe — disse Aránguiz, ao comentar a derrota para o Shakhtar.

O chileno destacou ainda a sua preferência por atuar como volante, em vez de meia, e ressaltou o desejo de estrear logo em uma competição.

— Sempre fui um volante de centro (primeiro ou segundo), o técnico sabe, mas a minha disposição é ajudar. Se vou servir melhor jogando adiantado, o farei da melhor forma. Mas prefiro jogar centralizado — comentou Aránguiz. — Vamos jogar o Gauchão com muita responsabilidade. Todos temos vontade de competir, mas é claro que a Libertadores é mais valiosa do que o Gauchão. Daremos o nosso melhor no Estadual — concluiu.

Meia e atacante na mira

O Inter poderá encaminhar até duas novas negociações nos próximos dias. Um armador e um atacante estão na mira. Ainda para a primeira fase da Libertadores, cuja lista de 30 atletas precisará ser entregue pelo clube à Conmebol até o dia 16 de fevereiro, 24 horas antes da estreia no torneio — contra Monarcas Morelia ou The Strongest, que ainda definirão o classificado no mata-mata dos dias 4 e 11 de fevereiro.

A direção nega que Sherman Cárdenas, do Nacional de Medellín, e Nathan, 18 anos, meia-atacante das seleções de base e que está deixando o Atlético-PR por meio de ação judicial, estejam sendo contratados. Um terceiro nome, este um investimento mais alto, seria Vagner Love.

O ex-atacante da Seleção Brasileira está deixando o Shandong Luneng, o clube chinês de Montillo e que recentemente contratou Diego Tardelli ao Atlético-MG. Love quer voltar ao Brasil e já foi sondado pelo Corinthians, que se assustou com o salário chinês do jogador: quase R$ 1 milhão por mês.

Quem está de saída

O tradicional modelo nacional de empréstimo de jogadores, com o clube dono dos direitos econômicos pagando todo ou parte dos vencimentos do atleta, está por ser quebrado no Beira-Rio. Fora dos planos para a temporada, o atacante Wellington Paulista e o meia Jorge Henrique estão de saída.

E o clube não pretende seguir bancando os seus salários. Wellington, cuja cessão até dezembro interessa ao Coritiba, poderá ser vendido a um clube da Série B espanhola ou para o futebol chinês. O Coritiba deseja o atacante por empréstimo, mas pagando apenas parte do que ele recebe no Beira-Rio.

Já Jorge Henrique deverá ser emprestado até o final da temporada para um clube da Série A do Brasileirão. Joinville, Ponte Preta e Sport manifestaram interesse no jogador. O Inter cede, porém, não pretende bancar o salário. O terceiro empréstimo será o do volante João Afonso, ainda sem destino certo.

 

ZH Esporte

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

No primeiro enfrentamento entre as equipes bom-retirenses, o Largados levou a mehor

Equipe bom-retirense vai até Mato Leitão onde disputa última partida da fase classificatória

Acampamento Farroupilha e atrações culturais marcam atividades que vão até dia 22 de setembro

Quina foi marcada por 154 jogos que poderão sacar mais de R$ 47 mil