Giro do Vale / Geral / País

MPF denuncia Lula e Odebrecht por esquema de R$ 30 mi em Angola

Além do ex-presidente e do empresário Marcelo Odebrecht, sobrinho de Lula está entre os denunciados.

Foto: Nelson Almeida / AFP

Foto: Nelson Almeida / AFP

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou, nesta segunda-feira, dia 10, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o empresário Marcelo Odebrecht pelos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, tráfico de influência e organização criminosa. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a acusação contra 11 investigados foi enviada hoje à Justiça Federal.

De acordo com a denúncia, as práticas criminosas ocorreram entre 2008 e 2015 e envolveram a atuação de Lula junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e outros órgãos sediados em Brasília. O objetivo era garantir financiamentos do banco para obras feitas pela Odebrecht em Angola.

A construtora, em troca, “repassou aos envolvidos, de forma dissimulada, valores que, atualizados, passam de R$ 30 milhões”. No caso envolvendo as denúncias por lavagem de dinheiro, o esquema envolve a empresa Exergia Brasil, criada em 2009 por Taiguara Rodrigues dos Santos, sobrinho de Lula.

“Os trabalhos foram executados pela Construtora Odebrecht que – em retribuição ao fato de ter sido contratada pelo governo angolano com base em financiamento para exportação de serviços concedido pelo BNDES -, repassou aos envolvidos, de forma dissimulada, valores que, atualizados, passam de R$ 30 milhões”, diz a nota divulgada pelo MPF.

Além do ex-presidente, de Odebrecht e de Taiguara integram a lista de denunciados José Emmanuel Camano Ramos, Pedro Henrique de Paula Schettino, Maurício Bastianelli, Javier Chuman Rojas, Marcus Fábio Souza Azevedo, Eduardo Alexandre de Athayde Badin, Gustavo Teixeira Belitardo e José Madureira Correia.

 

Rádio Gaúcha

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Time colorado joga pelo empate fora de casa nesta primeira fase.

Uma terceira vítima foi encaminhada ao hospital e não corre risco de morte.

Por motivos desconhecidos um Astra, que seguia em direção a Arroio do Meio, teria invadido a pista contrária e colidido de frente com a Saveiro.

Homem que arremessou objetos para o interior do pátio do presídio, chegou a disparar um tiro contra um policial.