Giro do Vale / Economia

CPFL compra AES Sul e passa a controlar 65% do setor elétrico no RS

RGE Sul vai atender, a partir de agora, 2,7 milhões de clientes no Estado.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Considerado o maior grupo privado do setor elétrico brasileiro, a CPFL Energia confirmou em nota, nesta segunda-feira, dia 31, a compra da distribuidora gaúcha AES Sul do grupo americano The AES Corp. Com isso, a CPFL Energia assumiu a operação da concessionária, que passa a se chamar RGE Sul. A CPFL passa a controlar 14,3% do mercado de energia brasileiro e 65% do setor elétrico no Rio Grande do Sul.

Pelos termos da operação, a CPFL Energia vai pagar R$ 1,7 bilhão à  AES Corp. pela compra da AES Sul e assumir R$ 1,1 bilhão em dívidas da concessionária. O valor final do negócio chega a R$ 2,8 bilhões. O Grupo CPFL já negociou com instituições financeiras a captação de recursos para financiar a aquisição, que serão complementados com o dinheiro em caixa da companhia.

A AES Sul atende 1,3 milhão de clientes em 118 municípios gaúchos. A partir da aquisição, a CPFL Energia passa a ter, com a RGE Sul, 2,7 milhões de clientes em 373 das 497 cidades do Rio Grande do Sul.

A CPFL Energia vai ter 120 dias para substituir toda a identidade visual dos ativos da AES Sul para a marca nova. No curto prazo, essa vai ser a única mudança percebida pelos clientes da concessionária, uma vez que todos os serviços prestados atualmente serão mantidos, como fatura por e-mail e débito em conta corrente. A operação também não implica em mudanças nas tarifas de energia, hoje praticadas pelas AES Sul.

Nos próximos anos, a expectativa do Grupo CPFL é investir em torno de R$ 1 bilhão na modernização da rede elétrica da AES Sul, dando continuidade ao processo de melhoria dos indicadores operacionais da concessionária. Em todo o Brasil, o número de clientes e de municípios atendidos pelo Grupo CPFL passa de 7,8 milhões para 9,1 milhões e de 561 para 679 cidades, respectivamente.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Populares tentaram pegar o acusado, mas ele fugiu e depois acabou capturado pela BM.

Foto: Divulgação

Câmeras flagraram a ação criminosa.

Foto: Divulgação

O criminoso pegou cerca de R$ 1,6 mil e dois chips de celular da taxista.

Foto: Divulgação

Os criminosos pegaram documentos e pequena quantia em dinheiro da vítima.