Giro do Vale / Geral

CBF denuncia Inter por falsificação de documento no caso Victor Ramos

Inter alega que jogador do Vitória foi inscrito de forma irregular.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A CBF denunciou o Inter à procuradoria do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) nesta sexta-feira por suposta falsificação de documentos. A falsificação teria ocorrido no caso Victor Ramos, onde o clube tentou retirar pontos do Vitória no Campeonato Brasileiro alegando escalação irregular do zagueiro.

Em seu site, a CBF emitiu uma nota dizendo que os e-mails apresentados pelo Inter atribuídos ao diretor de registros e transferência da entidade, Reynaldo Buzzoni, anexados no processo são falsos. “Tendo em vista a matéria veiculada pela imprensa relacionada ao registro do atleta Victor Ramos, do Esporte Clube Vitória, a Confederação Brasileira de Futebol esclarece que arguiu hoje, no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a falsidade de e-mails atribuídos ao Sr. Reynaldo Buzzoni, Diretor de Registro e Transferência da entidade”, diz a CBF na nota.

“Trata-se de documentação não verdadeira, inteiramente desprovida de fé, cuja autenticidade fica expressamente impugnada, apesar dos referidos papéis não terem influência na decisão da causa”, completa.

A CBF ainda pede que, provada a falsificação, a denúncia seja encaminhada ao Ministério Público para que seja feita uma denúncia criminal para apurar os responsáveis. O Correio do Povo tentou contato com o vice jurídico do Inter Giovani Gazen, mas as ligações telefônicas não foram atendidas.

Na quinta-feira, dia 8, o procurador do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Glauber Guadalupe, pediu o arquivamento do processo que avaliava supostas irregularidades na inscrição do de Victor Ramos. As informações embasariam a irregularidade na inscrição do atleta – já questionada pelo Bahia, neste ano. O Inter pretendia “ratificar a gravidade, e comprovar a má-fé da conduta dolosamente praticada pelo Vitória”, que utilizou o jogador em 26 partidas do Brasileirão.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Três pessoas teriam sofrido ferimentos, mas sem gravidade.

Bando fez cordão humano com vítimas.

Alunas aprendem noções iniciais de informática, manuseio do mouse e teclado, editor de textos, internet e e-mail.

O recurso foi destinado pelo Deputado Federal Covatti Filho (PP) por solicitação da executiva municipal do partido.