Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio decide nesta noite a Copa do Brasil com o Atlético-MG

Time de Renato pode perder por um gol de diferença para levar o título.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Nesta quarta-feira, o Grêmio receberá uma decisão que vale por 15 anos. Em uma Arena lotada, busca a conquista do penta da Copa do Brasil sobre o Atlético-MG. Além de voltar a levantar uma taça em nível nacional, que não conquista desde 2001, o clube pode carimbar passaporte para a fase de grupos da Libertadores. Após vencer o jogo de ida por 3 a 1, no Mineirão, até derrota por um gol de diferença garante o primeiro título tricolor em seu novo estádio.

O técnico Renato Portaluppi se diz pronto para levar o Grêmio ao título. Em entrevista nesta terça-feira, o treinador afirmou que preparou sua equipe ao máximo para a decisão contra o Atlético-MG. Um dos fatores que Portaluppi trata de gerir é o estado emocional da equipe, ainda abalado pela tragédia ocorrida com a Chapecoense na Colômbia.

Por isso, o técnico aposta na conversa para mobilizar seus jogadores e diz que seu time “irá se comportar de forma inteligente para conquistar o título”. Além disso, Renato falou sobre a contratação de Roger Machado pelo Atlético-MG. E garantiu que eventuais dicas passadas pelo antigo treinador do Grêmio aos mineiros não serão um problema.

— Ele conhece bem o Grêmio, mas digo a vocês que conheço muito mais o Grêmio do que o Roger, mesmo chegando só a três meses. Eu praticamente nasci aqui dentro. Hoje também conheço bem tudo, do presidente ao roupeiro. Neste aspecto não devo nada ao Roger — disse Renato.

Em relação ao time que entrará em campo amanhã, Renato tratou de despistar sobre o substituto de Pedro Rocha. Apenas uma formalidade, já que Everton será seu escolhido para iniciar o jogo.

O Grêmio também prestará diversas homenagens à Chapecoense na decisão desta noite. Na Arena, foram espalhadas várias faixas verdes, com o letreiro “ForçaChape”. Além disso, a torcida estenderá uma camisa gigante nas arquibancadas em referência aos catarinenses na entrada de campo das equipes.

Pelo protocolo definido pela CBF, os uniformes dos dois times terão o escudo da Chape no peito, com o símbolo de luto. O minuto de silêncio terá toque militar e arbitragem apitará o jogo com uniformes da cor verde.

O Atlético-MG, que demitiu Marcelo Oliveira e terá o interino Diogo Giacomini como técnico, deve entrar em campo com Maicosuel e Luan no meio-campo. Mas também existe a possibilidade de a equipe ser escalada com três volantes no setor: Leandro Donizete, Rafael Carioca e Júnior Urso. Neste caso, um dos meias sobraria da equipe. O ataque está confirmado com Robinho e Pratto.

— Se eu não acreditasse em um grande jogo, eu não jogaria. O time mudou um pouco a cabeça, sabemos que jogamos muito mais. Temos que mudar muita coisa. O treinador está fazendo sua estratégia. Temos que fazer o melhor jogo para poder virar — afirmou Pratto.

 

ZH Esporte

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Bandidos fugiram em um veículo Civic de cor prata.

Três indivíduos foram presos na ação conjunta da polícia.

Após registro o homem foi conduzido ao sistema prisional

Vítima levou uma coronhada na cabeça e precisou ser encaminhada ao hospital.