Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio decide nesta noite a Copa do Brasil com o Atlético-MG

Time de Renato pode perder por um gol de diferença para levar o título.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Nesta quarta-feira, o Grêmio receberá uma decisão que vale por 15 anos. Em uma Arena lotada, busca a conquista do penta da Copa do Brasil sobre o Atlético-MG. Além de voltar a levantar uma taça em nível nacional, que não conquista desde 2001, o clube pode carimbar passaporte para a fase de grupos da Libertadores. Após vencer o jogo de ida por 3 a 1, no Mineirão, até derrota por um gol de diferença garante o primeiro título tricolor em seu novo estádio.

O técnico Renato Portaluppi se diz pronto para levar o Grêmio ao título. Em entrevista nesta terça-feira, o treinador afirmou que preparou sua equipe ao máximo para a decisão contra o Atlético-MG. Um dos fatores que Portaluppi trata de gerir é o estado emocional da equipe, ainda abalado pela tragédia ocorrida com a Chapecoense na Colômbia.

Por isso, o técnico aposta na conversa para mobilizar seus jogadores e diz que seu time “irá se comportar de forma inteligente para conquistar o título”. Além disso, Renato falou sobre a contratação de Roger Machado pelo Atlético-MG. E garantiu que eventuais dicas passadas pelo antigo treinador do Grêmio aos mineiros não serão um problema.

— Ele conhece bem o Grêmio, mas digo a vocês que conheço muito mais o Grêmio do que o Roger, mesmo chegando só a três meses. Eu praticamente nasci aqui dentro. Hoje também conheço bem tudo, do presidente ao roupeiro. Neste aspecto não devo nada ao Roger — disse Renato.

Em relação ao time que entrará em campo amanhã, Renato tratou de despistar sobre o substituto de Pedro Rocha. Apenas uma formalidade, já que Everton será seu escolhido para iniciar o jogo.

O Grêmio também prestará diversas homenagens à Chapecoense na decisão desta noite. Na Arena, foram espalhadas várias faixas verdes, com o letreiro “ForçaChape”. Além disso, a torcida estenderá uma camisa gigante nas arquibancadas em referência aos catarinenses na entrada de campo das equipes.

Pelo protocolo definido pela CBF, os uniformes dos dois times terão o escudo da Chape no peito, com o símbolo de luto. O minuto de silêncio terá toque militar e arbitragem apitará o jogo com uniformes da cor verde.

O Atlético-MG, que demitiu Marcelo Oliveira e terá o interino Diogo Giacomini como técnico, deve entrar em campo com Maicosuel e Luan no meio-campo. Mas também existe a possibilidade de a equipe ser escalada com três volantes no setor: Leandro Donizete, Rafael Carioca e Júnior Urso. Neste caso, um dos meias sobraria da equipe. O ataque está confirmado com Robinho e Pratto.

— Se eu não acreditasse em um grande jogo, eu não jogaria. O time mudou um pouco a cabeça, sabemos que jogamos muito mais. Temos que mudar muita coisa. O treinador está fazendo sua estratégia. Temos que fazer o melhor jogo para poder virar — afirmou Pratto.

 

ZH Esporte

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Região pode ter máxima de 32°C

Foto: Divulgação / PRF

Ainda foram encontrados R$ 15 mil em dinheiro, sem comprovação de procedência.

Foto: Divulgação

Atleta de Lajeado afirma ter sido chamado de macaco pela mãe de um dos jogadores do time adversário.

Foto: Divulgação

Relógios devem ser adiantados em uma hora a partir do dia 15 de outubro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.