Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio perde para o Botafogo, mas torcida faz a festa com rebaixamento do Inter

Equipe campeã da Copa do Brasil sofreu um gol no início do jogo e não teve forças para empatar.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Depois de 9.337 dias ou 25 anos, oito meses e 23 dias chegou tão aguardado momento da torcida do Grêmio devolver a “flauta” pelo rebaixamento para a série B. A derrota para o Botafogo ficou em segundo plano neste domingo na Arena, já que o arquirrival empatou no Rio de Janeiro contra o Fluminense e jogará em 2017 na segunda divisão do Brasileiro. Com um time misto, os campeões da Copa do Brasil perderam por 1 x0 para os cariocas, mas nada podia interromper a semana que será difícil do torcedor esquecer tão cedo.

Apesar do pouco público depois de uma importante conquista, 15 mil gremistas aproveitaram a partida para “homenagear” o Inter. A Geral do Grêmio, por exemplo, exibia letras B grandes em vermelho. Em vários locais do estádio haviam faixas e camisetas “festejando” a tragédia do adversário.

Antes da partida, muitas homenagens a Chapecoense, que perdeu praticamente toda a delegação em um acidente aéreo na Colômbia. Crianças gremistas entraram no gramado com os jogadores vestidos com a camisa do clube catarinense. Os cariocas levaram uma faixa escrita “Gracias Colômbia!” e com os distintivos dos dois clubes e do Atlético Nacional.

No jogo, o Grêmio homenageou a conquista do Mundial conquistado no Japão há 33 anos com Valdir Espinosa na casamata ao lado de James Freitas. Espinosa foi o comandante da equipe que venceu o Hamburgo, da Alemanha, por 2 x 1, no dia 11 de dezembro de 1983.

Com a derrota, o Tricolor termina a competição na nona colocação com 53 pontos. Já o clube carioca chegou aos 59, garantiu a quinta colocação e assegurou uma das vagas para a Liberadores da América.

Botafogo inicia pressionando e marca cedo

Necessitando de vitória para seguir sonhando com a Libertadores, o clube carioca partiu para o ataque após o apito inicial de Jaílson Freitas. Logo a três minutos, Camilo deu um chapéu em Kannemann e passou para Sassá, na entrada da grande área. O atacante bateu forte e a bola passou rente ao poste direito de Leo.

Quando o Grêmio passou a igualar as ações ofensivas, o clube carioca abriu o placar. Aos 16, Camilo cobrou escanteio direita, Joel centralizou a bola e Bruno Silva ajeitou com um pé, deu um giro e bateu sem chances no canto direito de Léo. Botafogo 1×0.

Depois de mais um tempo de desempenho instável, o Tricolor voltou a pressionar e perdeu boa oportunidade. Aos 32, Bolaños deu um passe “açucarado” para Kaio na entrada da área, mas o volante bateu forte sobre o poste de Sidão. Um minuto depois, Kaio devolveu passe perfeito para Bolaños, sozinho dentro da grande área. O equatoriano avançou e chutou, mas Sidão defendeu com o pé.

Aos 41, Bolãnos fez cruzamento da esquerda para Henrique Almeida, mas o atacante, sem marcação, cabeceou errado. Antes do término do primeiro tempo, Sassá e Airton, ex-Inter, se empurraram. O primeiro recebeu o amarelo e o segundo vermelho, pois já havia sido advertido.

Grêmio domina, mas não consegue o empate

No segundo tempo, Jair Ventura retirou Sassá e colocou Rodrigo Lindoso. Com um a menos, o Botafogo passou a esperar o Grêmio para tentar se defender e contra-atacar em velocidade. Com a vantagem numérica dentro de campo, o Tricolor passou a ter maior posse de bola, mas seguia sem conseguir criar oportunidades de gols.

Aos oito James Freitas começou a fazer trocas na equipe. O primeiro foi Arthur na vaga de Kaio. Aos 14, Guilherme entrou no lugar do apagado Negueba e a última, ocorreu aos 21, com Batista substituindo Henrique Almeida. Um minuto depois a torcida “explodiu” com o gol do Fluminense que colocava o Inter na Série B.

Depois de escutar a torcida cantar “Ão, ão, ão segunda divisão” e “Arerê, o Inter vai jogar a Série B”, o Grêmio levou mais um susto. Aos 26 minutos, Camilo cobrou falta da intermediária e a bola bateu no poste superior de Léo. Três minutos depois, Bolaños marcou para o Tricolor, mas a arbitragem anulou devido a posição ilegal do equatoriano.

Aos 34, Bolãnos cabeceou sozinho dentro da área, Sidão defendeu e deu rebote. Na sequência Carli afastou pela linha de fundo. Sete minutos depois, Guilherme chutou sobre o poste do Botafogo. Aos 46, Bolaños chutou próximo ao travessão carioca.

Mesmo insistindo até o final, o Tricolor não conseguiu buscar o empate. Mesmo com a derrota, o dia foi de festa na Arena com o rebaixamento do tradicional adversário. A partir dos 46 minutos, muitos cânticos em “homenagem ao Inter”. A festa começou com “Adeus Inter! Adeus Inter!” e terminou com o “É campeão! É campeão!”, lembrando a conquista da Copa do Brasil.

Brasileirão – 38ª Rodada

Grêmio:

Léo; Wallace Oliveira, Kannemann, Fred, Iago; Jaílson, Kaio (Arthur), Negueba (Guilherme), Miller Bolaños e Everton; Henrique Almeida (Batista).

Técnico: James Freitas

Botafogo:

Sidão; Alemão (Emerson), Joel Carli, Emerson e Vitor Luís; Aírton, Bruno Silva, Diogo Barbosa, Camilo (Pachu), Rodrigo Pimpão; Sassá (Rodrigo Lindoso).

Técnico: Jair Ventura.

Gols: Bruno Silva (16min/1ºT)

Cartões amarelos: Pimpão, Airton, Sassá e Emerson (B) e Negueba e Jaílson (G)

Cartões vermelhos: Airton (B)

Árbitro: Jailson Freitas (BA)

Auxiliares: Alessandro A Rocha de Matos (Fifa) e Jose Carlos Oliveira dos Santos (Ambos da BA)

Local: Arena do Grêmio.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Três indivíduos foram presos na ação conjunta da polícia.

Após registro o homem foi conduzido ao sistema prisional

Vítima levou uma coronhada na cabeça e precisou ser encaminhada ao hospital.

Foi verificada uma marca de frenagem de cerca de 100 metros antes do impacto