Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio perde para o Botafogo, mas torcida faz a festa com rebaixamento do Inter

Equipe campeã da Copa do Brasil sofreu um gol no início do jogo e não teve forças para empatar.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Depois de 9.337 dias ou 25 anos, oito meses e 23 dias chegou tão aguardado momento da torcida do Grêmio devolver a “flauta” pelo rebaixamento para a série B. A derrota para o Botafogo ficou em segundo plano neste domingo na Arena, já que o arquirrival empatou no Rio de Janeiro contra o Fluminense e jogará em 2017 na segunda divisão do Brasileiro. Com um time misto, os campeões da Copa do Brasil perderam por 1 x0 para os cariocas, mas nada podia interromper a semana que será difícil do torcedor esquecer tão cedo.

Apesar do pouco público depois de uma importante conquista, 15 mil gremistas aproveitaram a partida para “homenagear” o Inter. A Geral do Grêmio, por exemplo, exibia letras B grandes em vermelho. Em vários locais do estádio haviam faixas e camisetas “festejando” a tragédia do adversário.

Antes da partida, muitas homenagens a Chapecoense, que perdeu praticamente toda a delegação em um acidente aéreo na Colômbia. Crianças gremistas entraram no gramado com os jogadores vestidos com a camisa do clube catarinense. Os cariocas levaram uma faixa escrita “Gracias Colômbia!” e com os distintivos dos dois clubes e do Atlético Nacional.

No jogo, o Grêmio homenageou a conquista do Mundial conquistado no Japão há 33 anos com Valdir Espinosa na casamata ao lado de James Freitas. Espinosa foi o comandante da equipe que venceu o Hamburgo, da Alemanha, por 2 x 1, no dia 11 de dezembro de 1983.

Com a derrota, o Tricolor termina a competição na nona colocação com 53 pontos. Já o clube carioca chegou aos 59, garantiu a quinta colocação e assegurou uma das vagas para a Liberadores da América.

Botafogo inicia pressionando e marca cedo

Necessitando de vitória para seguir sonhando com a Libertadores, o clube carioca partiu para o ataque após o apito inicial de Jaílson Freitas. Logo a três minutos, Camilo deu um chapéu em Kannemann e passou para Sassá, na entrada da grande área. O atacante bateu forte e a bola passou rente ao poste direito de Leo.

Quando o Grêmio passou a igualar as ações ofensivas, o clube carioca abriu o placar. Aos 16, Camilo cobrou escanteio direita, Joel centralizou a bola e Bruno Silva ajeitou com um pé, deu um giro e bateu sem chances no canto direito de Léo. Botafogo 1×0.

Depois de mais um tempo de desempenho instável, o Tricolor voltou a pressionar e perdeu boa oportunidade. Aos 32, Bolaños deu um passe “açucarado” para Kaio na entrada da área, mas o volante bateu forte sobre o poste de Sidão. Um minuto depois, Kaio devolveu passe perfeito para Bolaños, sozinho dentro da grande área. O equatoriano avançou e chutou, mas Sidão defendeu com o pé.

Aos 41, Bolãnos fez cruzamento da esquerda para Henrique Almeida, mas o atacante, sem marcação, cabeceou errado. Antes do término do primeiro tempo, Sassá e Airton, ex-Inter, se empurraram. O primeiro recebeu o amarelo e o segundo vermelho, pois já havia sido advertido.

Grêmio domina, mas não consegue o empate

No segundo tempo, Jair Ventura retirou Sassá e colocou Rodrigo Lindoso. Com um a menos, o Botafogo passou a esperar o Grêmio para tentar se defender e contra-atacar em velocidade. Com a vantagem numérica dentro de campo, o Tricolor passou a ter maior posse de bola, mas seguia sem conseguir criar oportunidades de gols.

Aos oito James Freitas começou a fazer trocas na equipe. O primeiro foi Arthur na vaga de Kaio. Aos 14, Guilherme entrou no lugar do apagado Negueba e a última, ocorreu aos 21, com Batista substituindo Henrique Almeida. Um minuto depois a torcida “explodiu” com o gol do Fluminense que colocava o Inter na Série B.

Depois de escutar a torcida cantar “Ão, ão, ão segunda divisão” e “Arerê, o Inter vai jogar a Série B”, o Grêmio levou mais um susto. Aos 26 minutos, Camilo cobrou falta da intermediária e a bola bateu no poste superior de Léo. Três minutos depois, Bolaños marcou para o Tricolor, mas a arbitragem anulou devido a posição ilegal do equatoriano.

Aos 34, Bolãnos cabeceou sozinho dentro da área, Sidão defendeu e deu rebote. Na sequência Carli afastou pela linha de fundo. Sete minutos depois, Guilherme chutou sobre o poste do Botafogo. Aos 46, Bolaños chutou próximo ao travessão carioca.

Mesmo insistindo até o final, o Tricolor não conseguiu buscar o empate. Mesmo com a derrota, o dia foi de festa na Arena com o rebaixamento do tradicional adversário. A partir dos 46 minutos, muitos cânticos em “homenagem ao Inter”. A festa começou com “Adeus Inter! Adeus Inter!” e terminou com o “É campeão! É campeão!”, lembrando a conquista da Copa do Brasil.

Brasileirão – 38ª Rodada

Grêmio:

Léo; Wallace Oliveira, Kannemann, Fred, Iago; Jaílson, Kaio (Arthur), Negueba (Guilherme), Miller Bolaños e Everton; Henrique Almeida (Batista).

Técnico: James Freitas

Botafogo:

Sidão; Alemão (Emerson), Joel Carli, Emerson e Vitor Luís; Aírton, Bruno Silva, Diogo Barbosa, Camilo (Pachu), Rodrigo Pimpão; Sassá (Rodrigo Lindoso).

Técnico: Jair Ventura.

Gols: Bruno Silva (16min/1ºT)

Cartões amarelos: Pimpão, Airton, Sassá e Emerson (B) e Negueba e Jaílson (G)

Cartões vermelhos: Airton (B)

Árbitro: Jailson Freitas (BA)

Auxiliares: Alessandro A Rocha de Matos (Fifa) e Jose Carlos Oliveira dos Santos (Ambos da BA)

Local: Arena do Grêmio.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Material estava em tonéis, e foi levado em ação que durou cerca de 5 minutos.

O suspeito, que já foi três vezes preso por furto em pouco mais de um mês, estava no interior do carro.

Veículo estava abandonado em uma rua do Bairro Pinheiros.

Decisões no mês de agosto fazem comissão técnica pensar em preservar jogadores importantes.