Giro do Vale / Geral / Lajeado

Servidores do Presídio de Lajeado fazem greve

Visitas aos presos foram suspensas até o fim desta semana.

Foto: Susepe / Divulgação

Foto: Susepe / Divulgação

Os agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe) que atuam no Presídio Estadual de Lajeado aderiram à greve da classe, decidida em assembleia do Sindicato dos Agentes, Monitores e Auxiliares de Serviços Penitenciários do Rio Grande do Sul (Amapergs-Sindicato), realizada na segunda-feira, dia 19, em Porto Alegre. As visitas aos presidiários estão suspensas. A mobilização segue por tempo indeterminado.

Os servidores reivindicam o fim do parcelamento e o pagamento do 13º salário pelo governo do Estado. Protestam ainda contra o pacote de reformulação, em análise na Assembleia Legislativa, e o PLC 245, que altera o regime de trabalho da Susepe.

Materias de higiene e cigarros poderão ingressar no presídio. As escoltas serão feitas apenas em caso de urgência. Uma festa de Natal, prevista para o próximo sábado, dia 24, e domingo, dia 25, corre o risco de não ser realizada, segundo o chefe de segurança em Lajeado, Eberson César Bonet. Os servidores aguardam posicionamento do Sindicato para definir a atração.

Os detentos receberam orientações sobre a suspensão das visitas. Porém, aguardam pela festa, quando os encontros com familiares devem ser liberados. Bonet explica que “gostaria de fazer a festa, porque não sei qual será a reação dos presos”.

O período de Natal é crítico para a proibição. Este é um dos únicos momentos do ano em que alguns filhos, por exemplo, visitam os pais detidos. A data motiva rebeliões e tentativas de fuga, porque os presos querem ficar perto da família.

Sete agentes da Susepe atendem as duas galerias do Presídio do Lajeado. O complexo  suporta 128 detentos. Hoje o número de presos chega a 546, sendo 274 deles no regime fechado.

 

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Time colorado joga pelo empate fora de casa nesta primeira fase.

Uma terceira vítima foi encaminhada ao hospital e não corre risco de morte.

Por motivos desconhecidos um Astra, que seguia em direção a Arroio do Meio, teria invadido a pista contrária e colidido de frente com a Saveiro.

Homem que arremessou objetos para o interior do pátio do presídio, chegou a disparar um tiro contra um policial.