Giro do Vale / Estado / Política

Assembleia arquiva pedido de impeachment de Sartori

Solicitação do Cpers tramitou por quase três meses na Casa.

Sartori sanciona reajuste do próprio salário, de deputados e de secretários

Foto: Luiz Chaves / Palacio Piratini

Três dias após reassumir o cargo na Assembleia Legislativa, a presidente Silvana Covatti decidiu, nesta quinta-feira, dia 19, arquivar o pedido de impeachment do governador José Ivo Sartori. A decisão se baseou no parecer da Procuradoria-Geral da Casa. O parecer jurídico indicou que no documento elaborado pelo Cpers Sindicato não havia subsídios suficientes para a destituição do chefe do Executivo.

A solicitação tramitou por quase três meses na Casa e foi arquivada 10 dias úteis antes da transmissão da presidência para o Partido dos Trabalhadores. No dia 31, Edgar Pretto assume o cargo. Entretanto, assim que notificada, a presidente do Cpers vai ter cinco dias para recorrer da decisão da Assembleia Legislativa. O plenário vota aceitando ou revogando a decisão da presidente.

A base jurídica utilizada pelo Cpers é a obrigação legal de que o Estado quite os vencimentos do funcionalismo no último dia útil de cada mês, assim como o fato do governador não ter atendido uma decisão judicial que determinou o pagamento de salários em dia. Silvana entendeu, porém, que no acórdão final da ação impetrada não havia elementos para caracterizar a desobediência do governador.

Assim, a presidência da Assembleia fundamentou a decisão pelo arquivamento. Conforme a jurisprudência do Supremo Tribunal Federal (STF), o chefe do Legislativo pode arquivar quando o pedido é considerado vazio e inepto.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Material estava em tonéis, e foi levado em ação que durou cerca de 5 minutos.

O suspeito, que já foi três vezes preso por furto em pouco mais de um mês, estava no interior do carro.

Veículo estava abandonado em uma rua do Bairro Pinheiros.

Decisões no mês de agosto fazem comissão técnica pensar em preservar jogadores importantes.