Giro do Vale / Esporte / País

Brasil vence a Colômbia por 1 a 0 no Jogo da Amizade

Atacante Dudu marcou o único gol da partida.

Foto: Vanderlei Almeida / AFP / Divulgação

Foto: Vanderlei Almeida / AFP / Divulgação

O Brasil venceu a Colômbia e manteve os 100% de aproveitamento sob o comando do técnico Tite na noite desta quarta-feira no Jogo da Amizade, amistoso realizado em homenagem às vítimas da tragédia com a Chapecoense. Dudu, aos 2 min do segundo tempo, marcou o único gol da partida.

O Jogo da Amizade entre Brasil e Colômbia não lotou as arquibancadas do estádio Nilton Santos, bem diferente do que se viu em Medellín, na Arena Condá e no Couto Pereira em outros eventos em homenagem a Chapecoense. O público de 18 mil pessoas decepcionou. Dentro de campo, os times locais de Brasil e Colômbia também deixaram um pouco a desejar, principalmente no primeiro tempo.

Com os jogadores ainda início de pré-temporada em ambos países, a partida teve um ritmo lento. Com Dudu, Robinho e Diego Souza pouco inspirados, Willian Arão foi quem teve uma participação ofensiva destacada no Brasil no primeiro tempo. Foi do volante do Flamengo a primeira oportunidade de gol da partida. Aos 6min, ele ficou com a sobra após cruzamento de Robinho e chutou mandando perto do travessão.

A Colômbia, que teve menos posse de bola, se mostrava forte nas jogadas de contra-ataque, sempre contando com os passos longos de Macnelly Torres. Aos 14, ele colocou Teu Gutiérrez em boa condição de marcar, mas o atacante do Rosario Central, da Argentina, demorou e acabou desarmado por Rodrigo Caio – outro destaque brasileiro na primeira etapa.

Em um lance parecido com o de Mac Torres e Gutiérrez, o Brasil respondeu logo depois. Diego Souza lançou Dudu, que avançou, mas dessa vez foi a defesa colombiana com Aguilar, que impediu o chute do jogador palmeirense.

Susto antes do intervalo

Foi da Colômbia a chance mais clara de gol do primeiro tempo. Aos 34, novamente Macnelly Torres apareceu. O meia do Atlético Nacional fez o cruzamento e Uribe apareceu na área para ganhar de Fagner e cabecear acertando a trave esquerda de Weverton. O Brasil ainda respondeu em boa combinação pelo lado esquerdo, mas David González defendeu o bom chute de Lucas Lima.

Mudanças fazem bem e Brasil abre o placar

Para o segundo tempo, os treinadores mudaram as equipes. No Brasil, Tite sacou Robinho, Fábio Santos e Willian Arão para as entradas de Diego, Jorge e Rodriguinho. José Pekerman também mexeu na Colômbia. Destaque colombiano no primeiro tempo, Macnelly Torres saiu para entrada de Montoya. Berrío ainda ingressou na vaga de Teo Gutiérrez.

Diferente do morno primeiro tempo, o segundo começou logo com gol. Rodriguinho enfiou a bola para Fagner, que fez o cruzamento para a área. David González conseguiu defender no primeiro lance, mas Dudu, bem colocado, mandou de cabeça para o gol, 1 a 0.

As mudanças, principalmente a troca do volante Willian Arão pelo meio Rodriguinho, deram maior dinamismo ao time brasileiro. Com maior movimentação, o Brasil conseguiu envolver mais a defesa colombiana. A Colômbia tinha dificuldade para criar e só conseguiu levar perigo em bola parada. Aos 6, Bocanegra bateu falta e o goleiro Weverton pulou no ângulo para fazer a defesa.

Com o cronômetro passando dos 15 minutos, Tite mexeu no ataque. Diego Souza deixou o campo para a entra do gremista Luan. Logo depois, Gustavo Scarpa entrou no lugar de Lucas Lima. Na Colômbia, Pekerman queimou suas mudanças restantes com as entradas de Cuellar, Henández e Rangel.

O jogo, porém, foi aos poucos caindo de ritmo e voltar a ter a lentidão do primeiro tempo. Em vantagem, o Brasil pouco se esforçava para atacar. A Colômbia buscava a vitória, mas não conseguia encontrar espaços na bem postada defesa brasileira.

O Brasil teve boa chance para o segundo aos 32. Rodriguinho novamente apareceu bem. Ele recebeu de Luan, brigou com a marcação e tocou para Scarpa, que avançou em velocidade, mas teve o chute defendido por David González.Aos 37, Gustavo Scarpa bateu uma bela falta por cima da barreira, mas acertou a rede pelo lado de fora.

A vitória brasileira quase foi embora a dois minutos do final do tempo regulamentar. Após falta batida por Hernández, Berrío apareceu sozinho na pequena área e bateu cruzado uma bola que passou raspando a trave esquerda de Weverton na última chance da partida. Final: Brasil 1 x 0 Colômbia. A renda de R$ 1.220.000,00 do jogo será destinada para a Chapecoense.

Jogo da Amizade

Brasil

Weverton; Fagner, Geromel, Rodrigo Caio e Fábio Santos (Jorge); Walace, Willian Arão (Rodriguinho); Dudu (Camilo), Lucas Lima (Gustavo Scarpa) e Robinho (Diego); Diego Souza (Luan).

Colômbia

David Gonáalez; Bocanegra, Felipe Aguilar, Tesillo, Farid Diaz (Balanta); Uribe, Abel Aguilar (Cuellar), Macnelly Torres (Montoya)e Copete (Hernández); Téo Gutiérrez (Berrío), Borja (Rangel)

Gols: Dudu (2min/2ºT)

Cartões amarelos: Lucas Lima, Diego (BRA); Aguilla (COL)

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Time colorado joga pelo empate fora de casa nesta primeira fase.

Uma terceira vítima foi encaminhada ao hospital e não corre risco de morte.

Por motivos desconhecidos um Astra, que seguia em direção a Arroio do Meio, teria invadido a pista contrária e colidido de frente com a Saveiro.

Homem que arremessou objetos para o interior do pátio do presídio, chegou a disparar um tiro contra um policial.