Giro do Vale / Destaque / Geral / País

Cármen Lúcia homologa 77 delações da Odebrecht na Lava Jato

Processo segue sem relator e aguarda decisão do STF.

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil / Divulgação

Foto: Fernando Frazão / Agência Brasil / Divulgação

A semana que marca o reinício das atividades do Judiciário no ano começa com a confirmação por parte do Supremo Tribunal Federal (STF) de que a presidente da Corte, Cármen Lúcia, homologou as delações premiadas dos 77 executivos e ex-executivos da Odebrecht no âmbito da Operação Lava Jato. Ao homologar as delações, a ministra não retirou o sigilo do processo e o conteúdo dos depoimentos ainda não pode ser tornado público.

A decisão de Cármen põe fim a uma série de especulações sobre a velocidade da continuidade da tramitação da Lava Jato, geradas com a morte do ministro Teori Zavascki, no último dia 19, em um acidente aéreo em Paraty (RJ). A presidente do Supremo homologou as delações uma semana após autorizar a equipe de juízes auxiliares de Teori a continuar as audiências necessárias para a confirmação de cada um dos 77 acordos.

Cármen esteve no final de semana trabalhando no STF em contato com o juiz Márcio Schiefler, braço direito de Teori na condução da Lava Jato na Corte. Para que o conteúdo das delações seja tornado público, é preciso um pedido da Procuradoria Geral da República (PGR).

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foram registrados seis acidentes que resultaram em lesões nos ocupantes

Informações iniciais dão conta de que o jovem estaria se banhando quando sumiu

Feira encerrou na noite do último domingo, dia 18