Giro do Vale / Estado / Geral

Governo do RS quita nesta terça 95% da folha do funcionalismo

Secretaria da Fazenda prevê quitar a folha de janeiro até o dia 10.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O governo estadual vai conseguir pagar em dia, em janeiro, os salários de 95% do funcionalismo. A faixa inicial, a ser depositada nesta terça-feira, dia 31, chega a R$ 8,1 mil líquidos, para cada matrícula. Entre o magistério, o percentual sobe para 99%. Para esse crédito, o Piratini vai usar R$ 1,08 bilhão em caixa.

A folha líquida do Executivo, incluindo os encargos, soma R$ 1,172 bilhão em janeiro, já considerando cerca de R$ 55 milhões para o pagamento das férias (1/3) de grande parte dos professores.

O governo credita também nesta terça a segunda parcela do 13º salário de 2016, que representa o outros R$ 102 milhões. A Secretaria da Fazenda prevê quitar a folha de janeiro até o dia 10, de acordo com o ingresso de arrecadação. Já o pagamento dos servidores vinculados às fundações (celetistas) ocorre na próxima sexta-feira, segundo dia útil do mês.

O Estado retoma, na virada do mês, o pagamento dos serviços da dívida com a União, o que representa cerca de R$ 55 milhões (R$ 15 milhões que correspondem a 5,5% da parcela mensal, mais R$ 40 milhões do parcelamento em 24 vezes dos valores que o Estado deixou de pagar no período em que vigorou uma liminar judicial).

A receita líquida chegou a R$ R$ 2,82 bilhões, especialmente, em razão do comportamento positivo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e do calendário de pagamento do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). No entanto, o mês fecha com despesas que ultrapassaram R$ 3,08 bilhões. Em janeiro do ano passado, o Piratini não parcelou salários, o que ocorreu em todos os 11 meses seguintes.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ele foi detido por uma guarnição da Brigada Militar (BM) na Estação Rodoviária, no Florestal, onde aguardava um ônibus.

Condutor do veículo que atropelou a vítima, deixou o local sem prestar socorro.

Tempo fica instável, mas sol aparece com nuvens em várias cidades.

Com decisão, ex-presidente seguirá preso para cumprir condenação no caso do triplex.