Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter só empata com Veranópolis na estreia no Gauchão

Colorado melhorou no segundo tempo, mas não conseguiu vencer em jogo marcado por briga entre torcedores.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

A estreia do Inter no Gauchão diante do Veranópolis neste domingo confirmou o que os jogos-treinos da pré-temporada tinham mostrado: Antônio Carlos Zago vai ter trabalho para arrumar o time. Repetindo velhos problemas de 2016, o Colorado só empatou com o VEC por 1 a 1 em jogo marcado por  briga entre torcedores colorados na arquibancada do estádio Antônio David Farina. Rodrigo Dourado marcou o gol do Inter enquanto Keké igualou para os donos da casa.

O Inter volta a campo já na próxima quinta-feira, às 19h30min, para enfrentar o Brasil de Pelotas no Beira-Rio pela Primeira Liga. Pelo Gauchão, o próximo compromisso colorado é no sábado, 17h, diante do Novo Hamburgo, também em Porto Alegre.

Primeiro tempo de pouco futebol colorado e briga na arquibancada

O torcedor do Inter que esperava o primeiro jogo oficial de 2017 para começar a tentar esquecer o péssimo ano de 2016 ficou decepcionado com o primeiro tempo no estádio Antônio David Farina. O futebol apresentado pelo time de Antônio Carlos Zago repetiu os problemas da pré-temporada, quando não conseguiu vencer Inter de Lages e Tubarão em jogos-treinos. Fora do campo a coisa não foi melhor. Uma briga na arquibancada entre torcedores interrompeu a partida por 17 minutos.

Jogando em casa, o Veranópolis mostrou desde os primeiros minutos que não estava disposta a esperar o Inter. A equipe de Tiago Nunes iniciou fazendo pressão na saída de bola e obrigando o Inter a dar balão. Alguns erros foram cometidos pelos defensores, o que obrigou Danilo Fernandes a ser o principal nome do primeiro tempo.

Assim como 2016, Danilo Fernandes teve bastante trabalho. Aos 8, após um erro de D’Alessandro, o contra-ataque do Veranópolis pegou a defesa do Inter desarrumada e Jean Carlos teve a chance, mas Danilo Fernandes fez a defesa no um a um. Eduardo ainda apareceu para dar um bico na bola antes dela cruzar a linha de fundo.

Com o cronômetro passando dos 20 minutos, o árbitro Daniel Soder tomou a decisão de parar a partida por conta de uma briga na torcida do Inter. Com trocas de socos e arremessos de pedras, a Brigada Militar teve que entrar na arquibancada para separar os dois grupos que brigavam – alguns deles identificados com roupas de torcidas organizadas. Durante a paralisação, D’Alessandro e Ceará conversaram com os brigões para tentar parar a confusão. O argentino chegou a discutir fortemente com alguns deles. Não adiantou, apenas 17 minutos depois a vola voltou a rolar.

O jogo voltou no mesmo ritmo antes da parada. O Inter errava muito e o VEC aproveitava. Danilo Fernandes teve que aparecer mais duas vezes. Aos 45, Athos dominou livre na entrada da área e bateu cruzado para boa defesa do goleiro colorado. Oito minutos depois, Danilo foi no canto para defender o chute de longe de Mateus Santana.

O Inter teve sua primeira finalização somente aos 53 minutos de jogo. Dourado arrancou de trás, fez a tabela e serviu Diego, que deu o corte na marcação, mas bateu no meio para defesa de Reynaldo. Aos 55, a melhor chance colorada na primeira etapa. D’Alessandro bateu falta no segundo pau e Diego cabeceou para acertar a trave.

Melhor jogador de linha do Inter no primeiro tempo, Diego teve que deixar o jogo antes do intervalo. Após lançamento em profundidade, ele sofreu uma entrada forte de Reynaldo e não conseguiu voltar. O goleiro do Veranópolis levou apenas amarelo pelo lance, que havia sido parado por impedimento. Andrigo foi chamado para substituir Diego.

Segundo tempo começa com gols

Se o primeiro tempo teve chances, mas não teve gol, a bola balançou as redes cedo na segunda etapa. Logo aos 2 min, Rodrigo Dourado arrancou, tocou e apareceu na área para receber o cruzamento de Roberson e cabecear sem chances para Reynaldo. Era o Inter saindo na frente em Veranópolis.

A comemoração colorada, porém, não durou muito. Três minutos depois, o time subiu para uma jogada ensaiada de lateral, o Veranópolis fez a roubada e Athos lançou para Keké, que ganhou de Eduardo na velocidade e bateu na saída de Danilo Fernandes, 1 a 1.

Logo após os gols, os dois técnicos mexeram nos times. Primeiro, Tiago Nunes mandou Kayron para o lugar de Jean Carlos. No Inter, Zago sacou Aylon, de atuação apagada, para a entrada de Nico López.

Os gols logo no começo causaram uma falsa impressão de que a partida seria melhor no segundo tempo que no primeiro. Com o cronômetro passando, o jogo voltou a cair de ritmo. O VEC apostava nas jogadas de contra-ataque enquanto o Inter insistia nas subidas de Ceará pela direita e as jogadas de aproximação entre Nico López e D’Alessandro. Em uma delas, aos 26, D’Ale tocou para Andrigo após tabela com o uruguaio, mas o chute do meia colorado foi desviado. A bola tinha endereço certo.

Nico entra bem, mas Inter não consegue a vitória

Foi com D’Alessandro e Nico López que o Inter chegou novamente aos 38. O argentino arrancou tocou para o uruguaio, que devolveu, mas o chute do camisa 10 passou ao lado da trave esquerda de Reynaldo em um lance que arrancou o “uh” da torcida colorada.

Nico López voltou a aparecer bem nos minutos finais. Aos 44, ele tocou por cima de Reynaldo uma bola que chegava em Andrigo, mas Vinícius apareceu para afastar. No minuto seguinte, o uruguaio cortou a marcação e bateu colocado, mas Reynaldo fez uma grande defesa para manter o 1 a 1, placar final da partida.

Campeonato Gaúcho – 1ª rodada

Veranópolis – 1

Reynaldo: Vinicius Bovi, Zé Roberto, Jadson e Murilo; Jonatas Lima, Mateus Santana, Athos (Willian Favoni), Eduardinho e Jean Carlos (Kayron); Keké (Rafael Mineiro). Técnico: Tiago Nunes.

Inter – 1

Danilo Fernandes; Ceará, Eduardo, Ernando e Uendel; Rodrigo Dourado, Fernando Bob, D’Alessandro e Diego (Andrigo); Aylon (Nico López) e Roberton. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Gols: Keké (5min/2ºT); Rodrigo Dourado (2min/2ºT)

Cartões amarelos: Reynaldo; Ceará (INT)

Árbitro: Daniel Soder, auxiliado por José Eduardo Calza e André da Silva Bitencourt

Local: estádio Antônio David Farina, em Veranópolis.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Programação inicia pela manhã, e contará com jogos ao longo do dia, e almoço na casa do Rudibar.

Somente com jogadores da cidade, equipe vai para sua primeira experiência na competição regional.

Droga estava escondida em compartimentos ocultos dentro de um veículo Hyundai I30.

Terceira etapa da competição de corrida e caminhada acontece no domingo, dia 22.