Giro do Vale / Destaque / Lajeado / Polícia

Presídio Feminino de Lajeado começa a receber detentas na próxima segunda-feira

Nove presas serão transferidas de Encantado, Santa Cruz do Sul e Guaíba.

Foto: Divulgação / Susepe

Foto: Divulgação / Susepe

Com a obra concluída desde a metade de 2016 e inaugurado há mais de 40 dias, a ocupação do Presídio Feminino de Lajeado inicia com nove presas na próxima segunda-feira, dia 9. A abertura da casa prisional ocorre após determinação do juiz Luís Antônio de Abreu Johnson. O começo dos trabalhos ainda resultou na entrega dos cargos de três agentes da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe).

A burocracia envolvendo a instalação de gás, a conexão de internet e a realização do Plano de Prevenção Contra Incêndio (PPCI) colaboraram para que a obra seguisse vazia. A superintendente da Susepe Anne Stock afirma que o processo já foi destravado.

“Com a determinação do doutor Johnson para remoção das presas em 72 horas, nós nos mobilizamos e agilizamos a questão (PPCI). Tanto o corpo de bombeiros como a secretaria de segurança do município foram incansáveis e nos ajudaram a destrancar esse processo”, relata.

LEIA TAMBÉM:
Delegado da Susepe é demitido após polêmica de demora para abertura de presídio
Juiz determina abertura de presídio feminino de Lajeado em até 72h

A demora na ocupação causou a demissão do delegado que respondia pela Susepe no município Eugênio Eliseu Ferreira. Após a exoneração de Ferreira, a então diretora do Presídio de Lajeado Rita de Cássia Donine Antocheviz e mais duas servidoras entregaram seus cargos na tarde desta quinta-feira, dia 5.

Anne diz respeitar a decisão das agentes. “Elas entregaram a função que estavam exercendo e elas retornam para os locais de lotação que elas estavam trabalhando anteriormente”, comenta.

Os agentes penitenciários que deverão trabalhar no presídio ainda não foram definidos até o fim da tarde da quinta-feira. Conforme a superintendente, serão realocados 10 servidores de outras casas prisionais. A nova diretora e chefe de segurança ainda não foram definidas.

As nove apenadas que ocuparão a casa prisional serão realocadas de presídios de Encantado, Santa Cruz do Sul e Guaíba. Elas haviam sido condenadas pela comarca de Lajeado mas precisaram ser encaminhadas para outros municípios, que contavam com cadeias femininas.

A obra do Presídio Feminino de Lajeado iniciou em março de 2015. O investimento total para a obra foi de R$ 800 mil com recursos de penas alternativas do Poder Judiciário de Lajeado, Estrela e Teutônia, além da prefeitura de Lajeado e verbas da comunidade.

 

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Bandidos fugiram em um veículo Civic de cor prata.

Três indivíduos foram presos na ação conjunta da polícia.

Após registro o homem foi conduzido ao sistema prisional

Vítima levou uma coronhada na cabeça e precisou ser encaminhada ao hospital.