Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio vence o Cruzeiro em Gravataí e se aproxima do líder

Bolaños, com um belo chute, e Ramiro marcaram para o Tricolor.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio venceu o Cruzeiro, por 2 a 0, na tarde deste sábado, no estádio Vieirão, em Gravataí, em partida válida pela 5ª rodada do Campeonato Gaúcho. Com o resultado, o Tricolor chegou aos 10 pontos e termina a rodada na terceira colocação, com o mesmo número do Caxias, mas perde nos critérios a posição.

Depois de certa pressão e um pênalti perdido pelos donos da casa, Bolaños acertou um belo chute de fora da área e abriu o placar. No início do segundo tempo, Lucão foi expulso e os comandados de Renato Portaluppi passaram a dominar a partida. Ramiro ampliou aos 22.

O Grêmio volta aos gramados pelo Gauchão no próximo sábado, às 18h30min, na Arena, no primeiro Gre-Nal da temporada. Já, no domingo, o Cruzeiro enfrenta o Caxias, às 17h, no Centenário. Antes disso, na quinta-feira, o Tricolor recebe o Ceará, na Arena, às 21h30min, pela Primeira Liga.

Cruzeiro pressiona, mas Bolaños abre o placar com um golaço

O primeiro tempo no Vieirão foi de alta movimentação e de oportunidades para ambos os lados. O Cruzeiro teve as melhores, mas foi o Grêmio que abriu o placar. Logo aos três minutos, Fernandinho saiu da esquerda e, no meio, passou para Bolaños. O equatoriano ajeitou e bateu forte. Giovani espalmou para alinha de fundo. Quatro minutos depois, Reinaldo puxou o contra-ataque desde o campo defensivo, sem marcação. Próximo a grande área, passou por dois marcadores e, desequilibrado, chutou. Grohe espalmou para a frente e a defesa afastou o perigo.

A partir deste lance, o clube de Cachoeirinha passou a dominar as ações ofensivas, com o Tricolor aproveitando os espaços para contra-atacar. Aos 10, Sander triangulou com Alagoano, passou por dois marcadores, de meia lua por Geromel e cruzou. Kannemann afastou o perigo em cima da linha. No minuto seguinte, Tiago Alagoano recebeu lançamento entre os dois zagueiros do Grêmio, invadiu a área e, no momento do chute, Geromel se recuperou e afastou o perigo.

O Grêmio reagiu aos 20. Bolaños deu excelente lançamento dentro da área para Everton. O atacante saiu na frente de Giovani, mas tentou dar um toque para o lado, para chutar sem obstáculos para dentro do gol, mas o goleiro do Cruzeiro ficou com a bola.

No reinício da partida após hidratação, aos 25, Lucão tirou Geromel para dançar com dois dribles, deu um giro e chutou forte. Marcelo Grohe espalmou para a frente, mais uma vez, e a defesa aliviou. Três depois, Bolaños passou para Everton, que ajeitou, mas, sem espaço, deu passe para Marcelo Oliveira, livre pela esquerda de ataque. O lateral bateu forte e a bola passou raspando próximo ao travessão de Giovani.

Aos 30, Kozlowski invadiu a área, chocou com o braço de Kannemann e caiu. O árbitro Daniel Soder marcou a penalidade máxima. Lucão bateu rasteiro no canto direito. Marcelo Grohe saltou para o lado certo e espalmou pela linha de fundo. A pressão seguiu: dois minutos depois, Tiago Alagoano cobrou falta próximo a linha de fundo pela esquerda de ataque. A bola foi em direção ao gol, Reinaldo estava no lance, mas Grohe salvou mais uma.

A resposta veio em seguida. Léo Moura recebeu passe de Bolaños, cortou a marcação e passa para Everton. O atacante chutou, mas foi bloqueado pela defesa. Pela imagem da televisão, a bola bateu no braço de um dos marcadores do Cruzeiro, mas Soder não deu o pênalti. Não fez falta. Logo em seguida, Bolanõs arriscou de fora da área, a bola bateu no poste esquerdo e foi parar no fundo das redes. Golaço do equatoriano.

Expulsão no primeiro minuto facilita e Grêmio amplia o placar

Aos 55 segundos do segundo tempo, Lucão pisou no tornozelo de Michel e recebeu o seu segundo cartão amarelo. Com a expulsão, o Cruzeiro passou a atuar com 10 jogadores e o Grêmio, a comandar as ações ofensivas. Já os donos da casa passaram a aguardar contra-ataques para buscar o empate.

O Tricolor teve boa oportunidade aos 17 minutos, quando Jaílson aproveitou rebote e chutou forte e rasteiro, mas Giovani fez a defesa. Cinco minutos depois, Lincoln, que entrou na vaga do apagado Fernandinho, fez jogada de linha de fundo e deu passe perfeito para Ramiro, no segundo poste, chutar sem chances para goleiro do Cruzeiro. Grêmio, 2 a 0.

O Grêmio voltou a levar perigo aos 31 minutos. Léo Moura fez excelente jogada pela direita e cruzou. A zaga não conseguiu afastar e a bola ficou a meia altura para Everton, que chutou de primeira, mas a bola saiu a esquerda da meta de Giovani. Até o final do jogo, o Tricolor seguiu dominando o jogo, mas não criou novas oportunidades claras de gol.

Depois da vitória, uma merecida folga de carnaval. A reapresentação está marcada para terça-feira, sem horário confirmado.

Campeonato Gaúcho – 5ª rodada

Cruzeiro 0

Giovani; John Lennon, Dão, Vladimir e Sander; Benhur, Reinaldo (Ronaldo), Lucas Martins (Matheus) e William Kozlowski (Netinho); Lucão e Tiago Alagoano.

Técnico: Ben-Hur Pereira

Grêmio 2

Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira (Cortez); Jaílson, Michel (Arthur), Ramiro, Bolaños e Fernandinho (Lincoln); Everton.

Técnico: Renato Portaluppi

Gols: Bolaños (42min/1ºT) e Ramiro (22min/2ºT)

Cartões amarelos: Matheus, Reinaldo, Lucão e Lucas Martins (Cruzeiro) e Ramiro, Jaílson, Arthur, Geromel e Kannemann (Grêmio)

Cartões vermelhos: Lucão (Cruzeiro)

Arbitragem: Daniel Soder, auxiliado por André Bitencourt e Tiago Kappes Diel.

Local: Estádio Antônio Vieira Ramos (Vieirão), em Gravataí.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Vinte e dois anos depois, o clube gaúcho tem nova chance de reconquistar o planeta.

Indivíduo acabou sendo liberado por falta de vagas no presídio.

Dois foram enquadrados por furto e um por receptação.

O sinistro ocorreu na vegetação nas imediações da alça de acesso ao Porto de Estrela, no sentido interior – capital.