Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter vence o Brasil de Pelotas na estreia na Primeira Liga

Colorado conquistou a primeira vitória sob o comando de Zago.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Os pouco mais de 11 mil torcedores que foram ao Beira-Rio na noite desta quarta-feira viram a primeira vitória do Inter sob o comando de Antônio Carlos Zago. Com gols de Nico López e Brenner logo nos primeiros minutos, o Colorado bateu o Brasil de Pelotas por 2 a 1 na estreia da Primeira Liga 2017. O gol xavante foi marcado por Bruno Lopes, de pênalti.

Além da vitória, ficou de positivo para a torcida as boas atuações dos garotos Junio e Charles, que fizeram seus primeiros jogos no time profissional. Nico López e Brenner, além dos gols, também mostraram boa movimentação e agradaram.

O Inter volta a campo já neste sábado quando enfrenta o Novo Hamburgo, a partir das 17h, no Beira-Rio pelo Gauchão. Pela Primeira Liga, o próximo compromisso colorado é na quarta-feira, às 19h30min, diante do Fluminense, novamente em Porto Alegre.

O jogo

O clima no Beira-Rio começou tenso com boa parte dos colorados vaiando a cada toque do zagueiro Paulão na bola. Outros torcedores tentaram mudar o quadro e aplaudiam o jogador. A situação acabou sendo superada porque o Inter logo conseguiu abrir o placar e arrancar aplausos de todos no estádio.

Aos 10 minutos, a jogada começou pelo lado e chegou a Andrigo, que, da entrada da área, bateu e Nico López apareceu no meio do caminho para desviar para o gol: 1 a 0. Esse foi apenas o segundo gol do uruguaio, contratado em julho do ano passado, com a camisa colorada.

Com 1 a 0, o Inter ganhou confiança e seguiu atacando. Aos 17, Brenner chutou cruzado, mas a bola desviou em Evaldo e foi para a linha de fundo. Seijas bateu escanteio e Brenner cabeceou para uma linda defesa de Eduardo Martini. O atacante colorado, porém, foi rápido, apanhou o rebote e bateu ainda com o goleiro xavante caído: 2 a 0.

O jogo pareceu ainda mais decidido logo depois. Aos 20, o goleiro Eduardo Martini reclamou fortemente do árbitro Célio Amorim e acabou sendo expulso. O Inter tinha então um placar favorável de 2 a 0 e um homem a mais. Isso, no entanto, não significava jogo decidido. Aos 23, Seijas cometeu pênalti. Bruno Lopes bateu sem chances para Danilo Fernandes e diminuiu.

O técnico Antônio Carlos Zago ainda foi forçado a mexer no time no primeiro tempo. Anselmo bateu com a cabeça no gramado após uma dividida pelo alto e teve de sair. O garoto Charles foi o escolhido para entrar. Antes do intervalo, a torcida colorada ainda levou um susto. Após escanteio, Evaldo ganhou de Paulão por cima e conseguiu o cabeceio, mas mandou para fora. Final de primeiro tempo: Inter 2 x 1 Brasil de Pelotas.

Na volta do intervalo, o técnico do Brasil de Pelotas, Rogério Zimmermann, mexeu no time. Saiu o autor do gol xavante Bruno Lopes e entrou Marcinho, de maior velocidade. E quase funcionou. Aos 7, Marcinho sofreu falta ao lado da área. Na cobrança, Danilo Fernandes saiu mal do gol e a bola sobrou para Leandro Camilo, que, com o goleiro do Inter fora da meta, finalizou para fora.

Zago não demorou para mexer no time e aos 8min colocou Aylon no lugar de Seijas, que teve atuação ruim. O Inter então ficava com três atacantes. A mudança ofensiva de Zago teve efeito e o Inter voltou a ameaçar o gol do Brasil de Pelotas. Aos 12, o cruzamento de Uendel chegava a Nico na pequena área quando Evaldo apareceu para afastar. Quatro minutos depois, a bola veio da direita. Junio cruzou e Éder Sciola cabeceou para trás e quase marcou contra.

Com o cronômetro se aproximando dos 30, o Inter fez a última mudança: Roberson no lugar de Brenner, que deixou o campo bastante aplaudido.Aos 30, Charles lançou para Andrigo, que cortou a marcação e bateu colocado para acertar o travessão no que seria um golaço no Beira-Rio. 33min – Perigo! Marcinho cruza para Nem, que não alcança e Uendel aparece para salvar o Inter.

O Inter seguiu com muita posse de bola e forçando as jogadas pelos lados do campo. Na melhor oportunidade para o terceiro, Andrigo recebeu lançamento de Charles e acertou o travessão. Mas o jogo terminou mesmo com o placar do primeiro tempo: Inter 2 x 1 Brasil de Pelotas.

Primeira Liga

Inter – 2

Danilo Fernandes; Junio, Klaus, Paulão e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo (Charles), Seijas (Aylon) e Andrigo; Brenner (Roberson) e Nico López.

Técnico: Antônio Carlos Zago.

Brasil de Pelotas – 1

Eduardo Martini; Éder Sciola, Leandro Camilo, Evaldo (Aloísio) e Marlon; Leandro Leite, João Afonso, Rennan Oliveira (Carlos Eduardo), Juninho e Nem; Bruno Lopes (Marcinho).

Técnico: Rogério Zimmermann.

Gols: Nico López (10min/1ºT), Brenner (17min/1ºT); Bruno Lopes (27min/1ºT)

Cartões amarelos: Nico López, Seijas (INT); Evaldo, Nem (BRA)

Cartão vermelho: Eduardo Martini (BRA)

Árbitro: Célio Amorim (SC).

Local: Beira-Rio.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ao providenciar a retirada do carro do local, o proprietário verificou o furto do documentos e outros objetos pessoais.

Veículo estava trancado e não tinha sinais de arrombamento

Um trio fugiu para um matagal e um homem foi capturado

Calendário de pagamento inicia nesta quarta e encerra dia 2 de janeiro