Giro do Vale / Destaque / Estrela / Polícia

Polícia Civil prende sócio, e outros dois pela morte de empresário estrelense

Jonas Vieira (31), foi assassinado com golpes de barra de ferro dia 29 de janeiro, dentro de sua empresa.

Foto: Nícolas Horn / Grupo Independente

Foto: Nícolas Horn / Grupo Independente

A Polícia Civil de Estrela finalizou inquérito relacionado ao assassinato do empresado Jonas Vieira (31), ocorrido na noite do dia 29 de janeiro, na empresa Delta Caldeiras, situada às margens da Rota do Sol.

Quatro homens foram indiciados, sendo três presos ainda nesta segunda-feira, dia 13. Um quatro envolvido já teve prisão preventiva decretada. De acordo com o delegado titular de Estrela, José Romaci Reis, o companheiro do sócio de Vieira teria arquitetado o crime.

Jonas foi atraído até a empresa pelo sócio para uma suposta reunião, que deveria ocorrer na quinta, e foi adiada pelos dias seguintes, até chegar no domingo, dia 29. Após cinco minutos da chegada dos sócios, três homens ingressaram no local num automóvel Monza e mataram Jonas através de golpes com uma barra de ferro.

Vizinhos Jonatan Frühauf, sócio da vítima, afirmaram à polícia que perceberam pessoas estranhas em sua casa nos dias anteriores, usando o automóvel Monza. O trajeto realizado pelos suspeitos no dia do crime foi filmado por câmeras de vigilância. Pouco mais de uma hora após a morte de Vieira, os homens foram embora para o município de São Gabriel, passando na praça de pedágio da RSC-453, em Cruzeiro do Sul.

Além dessas provas colhidas pela polícia, as contradições nos depoimentos também contribuíram na finalização do inquérito.

 

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Populares tentaram pegar o acusado, mas ele fugiu e depois acabou capturado pela BM.

Foto: Divulgação

Câmeras flagraram a ação criminosa.

Foto: Divulgação

O criminoso pegou cerca de R$ 1,6 mil e dois chips de celular da taxista.

Foto: Divulgação

Os criminosos pegaram documentos e pequena quantia em dinheiro da vítima.