Giro do Vale / Esporte / Inter

Roberson marca e Inter vence a primeira no Gauchão

Colorado fez 1 a 0 diante do Brasil de Pelotas no Beira-Rio.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Custou, mas saiu. O Inter venceu o primeiro jogo no Gauchão na noite deste sábado no Beira-Rio. O triunfo de 1 a 0 foi conquistado sobre o Brasil de Pelotas, em confronto válido pela quinta rodada. O único gol da partida foi marcado pelo atacante Roberson, aos 36 minutos do primeiro tempo.

Com a vitória, o Inter chegou à quinta colocação no Campeonato Gaúcho, com seis pontos. O próximo jogo do Colorado será o clássico Gre-Nal, no próximo domingo, na Arena. O Brasil, com quatro pontos, passará o resto do carnaval fora da zona de classificação, em nono.

Inter dá as cartas e sai em vantagem

Ainda em busca da vitória, o Inter entrou em campo na noite deste sábado no Beira-Rio para encarar o Brasil de Pelotas. Sem D’Alessandro, o técnico Antônio Carlos Zago optou por colocar um terceiro atacante: Roberson. E a mudança funcionou muito bem.

A partir da dobradinha entre Carlinhos e Uendel pela esquerda, o Inter foi conquistando terreno dentro do jogo, até alcançar o domínio por completo. Aos cinco minutos, o cartão de visitas foi apresentado por Nico López. Na primeira bola recebida pela meia-esquerda, o uruguaio girou rapidamente e chutou de canhota para uma grande defesa de Eduardo Martini. Seis minutos depois, uma combinação entre Carlos, Nico e Uendel terminou em um cruzamento para o Roberson, que conseguiu colocar a ponta da chuteira na bola e obrigou Martini a fazer a outra boa intervenção.

A partir dos 15 minutos, o Inter tomou conta de vez do jogo, sem dar chances para que o Brasil de Pelotas pudesse contra-atacar. Aos 18 minutos, Carlos e Rodrigo Dourado tabelaram e o volante foi parar na linha de fundo para cruzar para Nico López. O camisa 7 concluiu e Martini, mais uma vez, salvou o Xavante.

Se por terra não estava dando certo, o Inter decidiu apelar para a bola aérea. Aos 26, Carlos foi lançado dentro da área cabeceou a bola na trave. O lance demonstrou que o Colorado chegava como queria e quando queria na área do Brasil, sem qualquer resistência do adversário, para desespero do técnico Rogério Zimmermann.

Aos 36 minutos, o Inter conseguiu o que tanto queria. Após um escanteio curto, Nico López levou a bola para a linha de fundo na direita e cruzou para área. De peito aberto, Roberson apareceu livre e apenas encostou na bola para abrir o placar e fazer 1 a 0. Com a vantagem, o Colorado desceu para o vestiário com a esperança de que a primeira vitória no Gauchão poderia ser alcançada.

Jogo esfria e Inter garante vitória

Ao contrário do primeiro tempo, a etapa complementar começou mais equilibrada, com um Brasil de Pelotas mais atento e até mais agressivo contra o Inter. O técnico Rogério Zimmermann promoveu as entradas de Wender e Juninho nas vagas de Éder e Lenílson para oxigenar a equipe.

Embora as duas mudanças não tivessem apresentado um efeito prático até os 15 minutos, o Brasil era uma outra equipe no segundo tempo. O time adotou outra postura e passou a marcar mais e arriscar lances no ataque. O Inter perdeu o amplo domínio, mas ainda conseguia incomodar a defesa do Xavante. Ao perceber a queda de produção do Inter, Zago decidiu fazer a primeira mudança. Aos 20 minutos, Valdívia entrou na vaga de Roberson. E no primeiro lance, o meia-atacante aproveitou um passe de Nico na entrada da área e arriscou um chute, que assustou Eduardo Martini.

E mesmo vencendo por 1 a 0, com um bom desempenho em campo, o Beira-Rio foi palco de vaias. O motivo: A volta de William. Aos 28 minutos, o lateral foi chamado e entrou na vaga de Junio. Recentemente, ele foi reintegrado depois passar toda pré-temporada em litígio com a diretoria por conta da renovação de contrato.

A partir dos 30 minutos, o Inter conseguiu administrar a partida e o ímpeto do Brasil de Pelotas. Apesar das inúmeras tentativas de ataque, o Colorado perdeu fôlego e não repetiu o bom primeiro tempo. O desempenho, no entanto, foi suficiente para segurar o placar e garantir a vitória dentro de casa sem sustos.

Gauchão 2017 – 5ª Rodada 

Inter 1

Danilo Fernandes; Junio (William), Ortiz, Paulão e Carlinhos; Dourado, Charles (Anselmo), Uendel e Roberson (Valdívia); Carlos e Nico López Técnico: Antônio Carlos Zago.

Brasil de Pelotas 0

E. Martini; Éder Sciola (Wender), Cirilo, Leandro Camilo, Leandro Leite; Marlon, Marcinho, João Afonso, Nem e Lenílson (Juninho); Gustavo Papa. Técnico: Rogério Zimmermann

Gols: Roberson, aos 36/1º;

Cartões Amarelos: Paulão (I); Éder (B); Rodrigo Dourado (I);

Arbitragem: Vinícius Amaral, auxiliado por Maurício Coelho Silva Penna e Luiza Naujorks Reis.

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre-RS

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Bandidos fugiram em um veículo Civic de cor prata.

Três indivíduos foram presos na ação conjunta da polícia.

Após registro o homem foi conduzido ao sistema prisional

Vítima levou uma coronhada na cabeça e precisou ser encaminhada ao hospital.