Giro do Vale / País / Política

Rodrigo Maia é reeleito presidente da Câmara dos Deputados

Deputado do DEM atingiu 293 votos e seguiu no comando da Casa.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara dos Deputados. O parlamentar recebeu 293 votos no pleito que ocorreu nesta quinta-feira e segue no comando da Casa. Além dele,  também concorriam Jovair Arantes (PTB-GO); Luiza Erundina (Psol-SP); Júlio Delgado (PSB-MG); Andre Figueiredo (PDT-CE) e Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Maia preside a Câmara desde julho do ano passado, em substituição ao ex-deputado Eduardo Cunha, que havia sido eleito para o biênio 2015-2016.

Jovair Arantes obteve 105 votos. Já o candidato do bloco PT, PDT, PCdoB, André Figueiredo (PDT-CE), teve 59 votos; a deputada Luiza Erundina (Psol-SP), 10; o deputado Júlio Delgado (PSB-MG), 28; e o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), quatro votos. Houve cinco votos em branco.

Em discurso na sessão de eleição da Mesa Diretora da Câmara nesta quinta, Maia afirmou vai trabalhar para que a Casa seja um “parlamento reformista”. Ele  defendeu a aprovação das reformas da Previdência e da legislação trabalhista para “tirar o Brasil do encilhamento”.”(Vamos trabalhar para ter) um parlamento reformista, que entregue em 2018,  um País crescendo, gerando empregos e com taxa de juros com menos de dois dígitos”, afirmou Maia. Ele defendeu também a rediscussão do Pacto Federativo para desconcentrar as receitas da União para os Estados e a aprovação “urgente” de uma reforma política.

Em sua fala, Maia também criticou a judicialização de sua candidatura por parte de seus adversários. “Muito se fala em independência da Câmara. Mas, mais uma vez, o ator principal da nossa eleição foi o Poder Judiciário. E por decisão dos próprios políticos”, disse o deputado, que teve a candidatura questionada no Supremo Tribunal Federal (STF). Na quarta-feira, porém, o ministro Celso de Mello autorizou a candidatura de Maia.

Maia afirmou que, quando se fala em “Câmara forte”, é preciso atuar para isso. “Por isso que nossos embates precisam ser aqui dentro, para que a gente mostre para o Judiciário e ao Executivo que a Câmara quer respeito e sua soberania garantida”, disse. Ele avaliou que, em seu primeiro mandato, ajudou a melhorar a relação do Legislativo com os outros dois poderes.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Bandidos fugiram em um veículo Civic de cor prata.

Três indivíduos foram presos na ação conjunta da polícia.

Após registro o homem foi conduzido ao sistema prisional

Vítima levou uma coronhada na cabeça e precisou ser encaminhada ao hospital.