Giro do Vale / Esporte / Inter

Com pênalti polêmico nos acréscimos, Inter perde para o Juventude no Jaconi

Tadeu marcou gol da vitória do time da Serra aos 51 minutos.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter foi derrotado pelo Juventude por 1 a 0 no Afredo Jaconi na tarde deste domingo em jogo decidido por um lance polêmico. O gol do time da casa foi marcado aos 51 minutos após o árbitro Diego Real marcar pênalti de Junio por um suposto toque de mão na bola. A imagem, porém, mostrou que a bola bateu no peito do lateral colorado e o juiz teria sido avisado por seus auxiliares.

Com a derrota, o Inter para nos sete pontos e cai para nona posição na tabela do Gauchão. Já o Juventude vai a 11 pontos e sobe para o quarto lugar. O Inter volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h45min, para enfrentar o Sampaio Corrêa no Beira-Rio em jogo de volta da terceira fase na Copa do Brasil. O próximo compromisso pelo Gauchão é no sábado, 19h, diante do São Paulo de Rio Grande no Beira-Rio.

Juventude pressiona no início

O gramado pesado pela forte chuva que atingiu Caxias do Sul desde a noite de sábado não impediu Juventude e Inter de fazerem um primeiro tempo com várias chances de gol no Alfredo Jaconi. Com muita intensidade e conseguindo pressionar o Inter em vários momento, o time da casa teve o controle da etapa inicial. O Colorado chegou apenas em bolas pelo alto com a forte presença de Brenner na área.

Com Carlinhos lesionado e Iago fora da lista do Gauchão, o técnico Antônio Carlos Zago escalou Uendel na lateral esquerda e apostou na presença de William na linha de três volantes ao lado de Dourado e Charles. Roberson, substituto de D’Alessandro, jogou aberto pelo lado esquerdo no ataque que teve Brenner na referência e Nico López pela direita.

A formação mostrou um Inter com dificuldade para manter o controle do jogo. Já o Juventude apostou em um ímpeto intenso desde o começo da partida. Aos 2 minutos, Danilo Fernandes já fez a primeira grande defesa em chute da entrada da área de Taiberson. Aos 11 minutos, Alemão sentiu lesão e teve que sair. Junio entrou na equipe com William sendo mantido no meio-campo. Um pouco antes, aos 10, o Inter teve sua primeira oportunidade na partida. Uendel foi a linha de fundo e cruzou para Brenner que cabeceou para fora.

Danilo Fernandes se consolidou como principal no nome do Inter ao fazer mais duas grandes defesas. Aos 15, Caion apareceu livre após cruzamento de Pará e o goleiro do Inter conseguiu pular no canto para dar um tapa na bola e mandar para escanteio. Na sequência, novo desvio de cabeça, agora de Taiberson, e mais uma vez o camisa 1 fez a defesa.

E a bola aérea era realmente o problema do Inter. Aos 38, após falta batida por Pará, Caion desviou e acertou a trave. O Colorado conseguiu levar perigo novamente apenas no último lance do primeiro tempo, quando Brenner cabeceou e mandou perto do gol em escanteio batido por William.

Inter equilibra ações no segundo tempo

Para o segundo tempo, Antônio Carlos Zago não fez trocas em nomes, mas mudou o posicionamento do Inter. William foi para a lateral esquerda e Uendel adiantou para o meio-campo para formar a trinca de volantes com Dourado e Charles.

Apesar das trocas, o começo do segundo tempo seguiu o ritmo do primeiro. Logo aos 5 minutos, Danilo Fernandes já fez mais uma grande defesa. Taiberson apareceu pela esquerda, cortou Paulão e soltou a bomba para o goleiro colorado, bem colocado, fazer a defesa. Dois minutos depois, o Juventude perdeu uma chance incrível. Novamente em jogada de Taiberson. Ele cruzou para Bruno Ribeiro, que com Danilo Fernandes caído, chutou para fora embaixo do gol.

O Inter ficou com 10 homens aos 11 minutos. Charles deu uma entrada violenta em Pará e levou o vermelho direto. Com um a menos, Zago sacou Nico López e promoveu a entrada de Carlos. A mudança deu certo. Com Carlos próximo de Brenner, o Inter conseguiu pressionar o Juventude como não tinha feito com 11 homens e teve logo duas grandes chances para marcar. A primeira veio em lançamento de Paulão para ele, que serviu Brenner, mas o goleiro Douglas fez a defesa na finalização do centroavante colorada. Em seguida, Carlos cabeceou em cruzamento de Roberson e mandou perto do gol.

O Juventude conseguiu chegar apenas em chute de fora da área de Ruan Renato que passou à esquerda de Danilo Fernandes. Vendo a melhora do Inter, o técnico Gilmar Dal Pozzo fez duas mudanças no ataque. Saíram Caion e Taiberson para as entradas de Tadeu e Murilo. Zago respondeu com Valdívia na vaga do artilheiro Brenner. Sem a presença do centroavante na área, o Inter perdeu a vantagem que tinha conseguido após a entrada de Carlos e deixou de ameaçar o Juventude.

Pênalti equivocado dá a vitória ao Juventude

O Juventude foi para a pressão no final e aos 46 minutos teve um pênalti marcado a seu favor. O árbitro Diego Real viu toque de mão de Junio após cabeçada de Fahel. A imagem da televisão, porém, mostrou que a bola bateu no peito do jogador colorado. Após mais de cinco minutos de discussão e conversa com os auxiliares, o Diego Real confirmou a penalidade. Tadeu esperou Danilo Fernandes cair para um lado e bateu no outro para garantir a vitória do Juventude por 1 a 0.

Campeonato Gaúcho – 7ª rodada

Juventude 1

Douglas; Vidal, Wanderson, Ruan Renato e Pará; Fahel, Sananduva, Taiberson (Murilo), Caprini e Bruno Ribeiro; Caion (Tadeu). Técnico: Gilmar Dal Pozzo;

Inter 0

Danilo; Alemão (Junio), Paulão, Léo Ortiz e Uendel; Charles, Rodrigo Dourado, William e Roberson; Brenner (Valdívia) e Nico López. Técnico: Antônio Carlos Zago;

Gol: Tadeu (51min/2ºT)

Cartões amarelos: Caprini, Tadeu, Wanderson (INT); Paulão, Junio, Ortiz, Dourado (INT)

Cartão vermelho: Charles (INT)

Árbitro: Diego Real

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS)

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Bandidos tentaram abrir cofre com uso de maçarico.

Foto: Divulgação

Vítima foi rendida por um jovem que fez menção de estar armado

tempo bom

Região terá máxima de 28°C nesta segunda-feira

Foto: Reprodução / RBS TV

Voto popular vai definir o vencedor entre as três entidades tradicionalistas que estão na disputa.