Giro do Vale / Estado / Geral

Estado volta a parcelar salários e paga R$ 1.850 a servidores, nesta sexta

Expectativa do governo é conseguir quitar a folha salarial dos servidores até dia 13.

Foto: Mauro Schaefer / Divulgação

Foto: Mauro Schaefer / Divulgação

O governo gaúcho volta a parcelar os salários do funcionalismo em março, pela 14ª vez desde o início da gestão de José Ivo Sartori (PMDB). Cada servidor do Poder Executivo recebe nesta sexta-feira, em valores brutos, R$ 1.850.

O valor integraliza os salários de menos da metade dos servidores – apenas 44,2% da folha. A Secretaria da Fazenda também deposita nesta sexta a quarta parcela do 13º de 2016, o que significa outros R$ 102 milhões. Existe, porém, a expectativa de que um crédito extra seja realizado até o fim do dia. Em março, segundo a Sefaz, a folha de pessoal somou R$ 1,090 bilhão.

A previsão da Secretaria da Fazenda (Sefaz) é concluir o pagamento da folha de março até 13 de abril, contando com a arrecadação de ICMS e de IPVA, cujo vencimento pelo final de placa passa a vigorar a partir da próxima segunda-feira.

Estado deve fechar mês em déficit

A Fazenda também paga nesta sexta R$ 81 milhões da dívida com a União, que teve os pagamentos mensais retomados no início do ano. Já o duodécimo para os demais Poderes e órgãos de Estado representou R$ 325,85 milhões. A transferência também acontece nos últimos dias de cada mês.

Outros R$ 76,5 milhões foram repassados para a saúde nesta quinta-feira, em especial no atendimento de decisões judiciais. A cota do mês para pagar convênios com hospitais e programas de saúde em parceria com as prefeituras chegou a R$ 194,2 milhões.

Em março, a receita líquida chegou a R$ 2,36 bilhões, muito próximo do desempenho de fevereiro. Já as despesas, conforme o governo, devem atingir R$ 3 bilhões em março.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Chamas iniciaram na tarde da última quarta-feira

Quina foi marcada por 144 apostas que terão direito a mais de R$ 19 mil

Após ser capturado, o indivíduo foi conduzido a delegacia

Instabilidade deve ocorrer no período da tarde no Estado