Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter perde para o Cruzeiro por 2 a 1

Após péssimo primeiro tempo, Colorado reage na etapa final, mas não consegue o empate.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foi um final de primeira fase que escancarou a fraca campanha colorada até aqui no Gauchão. O Inter precisou correr no segundo tempo depois de ser dominado na etapa inicial e mesmo assim não conseguiu evitar a derrota por 2 a 1 para o Cruzeiro, no estádio Montanha dos Vinhedos, em Bento Gonçalves.

O resultado faz o time de Antônio Carlos Zago terminar a primeira fase com apenas 11 pontos ganhos, em sétimo lugar. A posição faz com que a equipe volte a enfrentar o Cruzeiro nas quartas de final – com o primeiro jogo já no domingo.

Um primeiro tempo para esquecer

Já no primeiro ataque, o Cruzeiro deu o aviso de que poderia complicar as coisas para o Inter. Aos 6, Sander avançou pela esquerda e fez um cruzamento fraco, mas fechado. Obrigou Danilo Fernandes a se esticar e dar um tapinha para evitar de ser encoberto. No rebote, Lucão – livre na pequena área – tentou o gol e a bola só não entrou porque o goleiro conseguiu tirar com o pé. Escanteio! Após a cobrança, William Kozlowski pegou de primeira e quase abriu o placar.

O Inter respondeu, igualmente em dois lances consecutivos, a partir dos 9. Primeiro, Nico López recebeu na área e bateu cruzado. O goleiro Deivity espalmou para o escanteio. Na cobrança, D’Alessandro só não fez gol olímpico, porque o camisa 1 estava esperto e conseguiu desviar.

O jogo voltou a ficar equilibrar. E, enquanto estava assim, Nico López desperdiçou grande chance aos 25. Brenner o acionou na área, mas o uruguaio entrou correndo em diagonal ao gol e acabou perdendo o ângulo. O chute em seguida saiu para fora. Custou caro. Praticamente no lance seguinte, Sander cruzou da esquerda por sobre toda a defesa colorada. Lucão, na pequena área, tocou para dentro da área, onde estavam três atletas do Cruzeiro. Dentre eles, Lucas Martins, que bateu cruzado e acertou um belo chute, fazendo a bola carimbar na trave e morrer no fundo das redes.

Teve mais. Diante de um Inter desnorteado, com uma defesa insegura e um ataque pouco incisivo, o Cruzeiro aprontou de novo aos 38. O lateral John Lennon avançou dentro da área fazendo fila e tocou para o centro da área, de onde Lucão concluiu para ampliar – e tornar o clima bem ruim em Bento Gonçalves. Minutos depois, Paulão sentiu e precisou ser substituído por Léo Ortiz.

Inter reage na etapa final

De fraca atuação na etapa inicial, Valdívia nem voltou a campo, dando lugar a Roberson. Com menos de 30 segundos, o atacante já quis mostrar serviço e sofreu falta frontal, que, na cobrança, D’Alessandro quase conseguiu descontar. Determinado a reagir, os colorados chegaram ao gol logo em seguida. Brenner recebeu na ponta direita aos 2, avançou e bateu cruzado. Deivity deu rebote e Nico López completou.

Depois do gol, o Inter não tirou o pé do acelerador e enfim se portou como favorito diante do Cruzeiro. Com posse de bola que chegou a ser superior a 60%, segundo o Footstats, os comandados de Zago quase chegaram ao empate aos 12. Roberson, mais uma vez, cavou falta perto da área. William buscou o ângulo e carimbou o poste cruzeirista.

Pouco a pouco, o ritmo do ataque colorado foi diminuindo, ainda que o time seguisse melhor. O Cruzeiro só chegou perto do gol de Danilo aos 25 e ainda assim sem perigo. Pouco depois, blitz colorada e, numa chance clara, Deivity salvou o empate ao sair nos pés de Gustavo Ferrareis – que entrara havia pouco no lugar de D’Alessandro.

Martelando, o Inter por pouco não levou um susto aos 38, quando Alagoano estava dominando na cara de Danilo. Léo Ortiz interferiu e ligou o contragolpe que foi parar em Nico López. Ele bateu cruzado, a bola desviou em Vladimir e foi para a linha de fundo, raspando a trave.

Gauchão – 11ª rodada

Inter 1

Danilo Fernandes; William, Victor Cuesta, Paulão (Léo Ortiz) e Uendel; Rodrigo Dourado, Anselmo, Valdívia (Roberson) e D’Alessandro (Gustavo Ferrareis); Nico López e Brenner. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Cruzeiro 2

Deivit; John Lennon, Dão, Vladimir e Sander; Tawan, Alagoano, Lucas Martins, William Kozlowski (Wagner); Lucão e Ronaldo Três (Matheus). Técnico: Ben-Hur Pereira.

Gols: Lucas Martins (27/1), Lucão (38/1)e Nico López (2/1)

Cartões amarelos: Paulão, Cuesta, Nico López; Tawan, Sander

Arbitragem: Leandro Vuaden, auxiliado por Jorge Bernardi e Maíra Moreira.

Local: Estádio Montanha dos Vinhedos

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Mulher se dizendo advogada também tentou angariar dados da vítima

Apesar do forte calor, não se descarta chuva isolada na Metade Norte

Medida encurta em 15 dias período com o sol até mais tarde

Colisão entre um caminhão caçamba e uma motocicleta ocorreu em frente ao Country Clube, no Bairro Olarias.