Giro do Vale / Destaque / Estado / Geral

São Francisco de Paula tem uma morte e 1,6 mil desabrigados após vendaval

Quatro bairros estão destruídos, casas foram atingidas, além de ginásios, escolas e centenas de árvores,caíram.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O forte vendaval que atingiu São Francisco de Paula, na Serra, no início da manhã deste domingo, dia 12, matou pelo menos um homem, deixou cerca de 90 feridos e 1,6 mil desabrigados. As principais vias de acesso ao município estão com tráfego prejudicado por conta de árvores caídas, entre elas a ERS-235, no km 75, que está em meia pista para o trabalho de retirada dos galhos que estão sobre a pista.

A vítima foi identificada como Claudemir Gomes de Freitas, de 24 anos. Mais cedo, em entrevista à Rádio Gaúcha, o prefeito Marcos Aguzzoli chegou a informar a existência de uma segunda vítima e de pelo menos 12 desaparecidos, mas a informação foi posteriormente corrigida:

“Quatro bairros inteiros estão praticamente destruídos. Tem poste de alta e de baixa tensão no chão, ginásios, colégios, casas e casas e casas, dezenas e dezenas de casas totalmente destruídas. Estamos sem luz e logo vai faltar água também”, relatou Aguzzoli, complementando que o levantamento dos estragos ainda está sendo realizado.

Dezenas de árvores caíram e atingiram casas no município Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação
Duas pessoas estão internadas no hospital da cidade, que fez 90 atendimentos a feridos. Outras quatro vítimas foram transferidas para o pronto-socorro de Canoas. São 1,6 mil desabrigados e 270 casas destelhadas ou destruídas.

“O morador que veio a falecer morava perto de uma escola. O ginásio dessa escola atingiu a escola e o prédio da escola caiu em cima da casa. Foi algo muito ligeiro, imprevisível”, contou o coordenador da Defesa Civil local, Maurício Borges.

Ainda conforme ele, a equipe de socorristas não havia conseguido chegar ao local por conta da queda de árvores. Funcionários de madeireiras foram acionados para ajudar com motosserras para cortar principalmente pinheiros para dar acesso ao local.

O município está com pouca quantidade de lona e está pedindo ajuda de municípios vizinhos. Escolas e ginásios que não foram danificados estão recebendo moradores que tiveram as casas atingidas. O total de pessoas que tiveram que sair de casa ainda não foi apurado.

A dimensão do fenômeno que atingiu a cidade ainda está sendo calculada. Há 15 anos, São Francisco de Paula foi atingida por um tornado e, segundo o prefeito, guarda semelhanças com o temporal desta manhã. Conforme ele, os estragos são superiores:

“É 10 vezes maior do que aquele”, disse Aguzzoli.

 

Zero Hora

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foram registrados seis acidentes que resultaram em lesões nos ocupantes

Informações iniciais dão conta de que o jovem estaria se banhando quando sumiu

Feira encerrou na noite do último domingo, dia 18