Giro do Vale / Estrela / Polícia / Porto Alegre

Acusados por morte de jovem estrelense em assalto na Capital, viram réus

Justiça aceitou denúncia do Ministério Público contra a dupla.

Foto: Reprodução / Facebook

Foto: Reprodução / Facebook

A 2ª Vara Criminal do Foro do Sarandi, em Porto Alegre, aceitou a denúncia contra os dois homens acusados do latrocínio do doutorando Masahiro Hatori, 29 anos, ocorrido no começo de março na zona norte da Capital. Com isso, Denis da Silva Maduré, 19 anos, e Valmir William Pacaí, 23 anos, se tornam réus no processo.

Os dois também já estavam com a prisão preventiva decretada. Denis foi preso pela Polícia Civil, e Valmir segue foragido, com cadastro no Banco Nacional de Mandados de Prisão.

O crime

O estrelense Masahiro foi morto em um assalto na tarde do dia 3 de março, na rua Joaquim Silveira, no bairro São Sebastião, zona norte de Porto Alegre. O estudante estava concluindo o doutorado em Física na UFRGS.

Segundo testemunhas, os dois criminosos desceram de uma Ecosport branca e anunciaram o assalto. Hatori foi atingido por um tiro na cabeça. Em depoimento, Maduré afirmou que atirou porque se assustou com o movimento feito pela vítima enquanto ela tirava a mochila.

 

Rádio Gaúcha

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Tempo fica instável, mas sol aparece com nuvens em várias cidades.

Com decisão, ex-presidente seguirá preso para cumprir condenação no caso do triplex.

Eles fizeram duas viagens para conseguir levar todo o material furtado.

Ele pagou fiança de R$ 1,5 mil para responder pelo processo em liberdade.