Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio empata primeira da semifinal com Novo Hamburgo na Arena

Tricolor precisa vencer ou empatar com mais de um gol para chegar à final.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio empatou em 1 a 1 com o Novo Hamburgo na tarde deste domingo na Arena e precisará superar o adversário em seus domínios ou empatar com mais de um gol. Depois de um primeiro tempo de domínio, com poucas oportunidades, Ramiro abriu o placar, mas Juninho empatou com um chutão de fora da área.

Com o resultado, a vitória ou empates com mais de dois gols leva o Tricolor a disputar o título contra o vencedor de Inter ou Caxias. No sábado, o Colorado venceu por 1 a 0 e, no próximo domingo, define a vaga no estádio Centenário. No caso de novo empate em 1 a 1, a decisão será nas cobranças de penalidades máximas.

Na próxima quinta-feira, às 21h45min, no estádio Rogelio Livieres, em Assunção, no Paraguai, o Grêmio enfrenta o Guarani, pela terceira rodada do grupo 8 da Copa Libertadores da América. O jogo de volta da semi do estadual está marcado pela Federação Gaúcha de Futebol para as 19h de sábado, no Estádio do Vale.

Tricolor pressiona, mas não consegue furar bloqueio

O Grêmio iniciou a partida pressionando e dominou as ações ofensivas nos primeiros 45 minutos de partida. Porém, teve extrema dificuldade para superar o sistema defensivo do Novo Hamburgo. A primeira jogada de perigo foi do time visitante. Branquinho levantou na área e Marcelo Grohe teve que sair para soquear e afastar o perigo.

A melhor oportunidade do Tricolor na primeira etapa ocorreu aos nove minutos, quando Pedro Rocha arriscou de fora da área e obrigou o goleiro Matheus a espalmar pela linha de fundo. A partir deste lance, o Grêmio dominava as ações ofensivas e procurava a meta do Novo Hamburgo, mas só conseguia arremates de média distância, na maioria para fáceis defesas do camisa 1 adversário.

O Tricolor só voltou a levar perigo aos 23. Bolaños recebeu lançamento nas costas da defesa, ajeitou o corpo e bateu cruzado, quase sem ângulo. A bola passou na frente da meta de Matheus e saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, Branquinho tentou passar por dois marcadores dentro da área do Grêmio, não conseguiu e acabou caindo. Diego Real entendeu como jogada normal e mandou seguir.

Aos 35, Marcelo Oliveira invadiu a área e, ao tentar passar por dois marcadores, caiu. Diego Real entendeu como jogada normal e mandou a partida continuar. Antes do apito final, Branquinho arriscou de fora da área e a bola saiu longe. Apesar de o Grêmio dominar durante os primeiros 45 minutos, não conseguiu furar a defesa armada por Beto Campos.

Grêmio marca, mas sofre empate

Aos dois minutos do segundo tempo, Marcelo Oliveira passou pelos marcadores, pelo lado esquerdo do campo, girou e cruzou para o interior da pequena área. Ramiro saltou na frente do marcador e, com o pé direito, empurrou para o fundo das redes. Grêmio 1×0 Novo Hamburgo.

O time visitante empatou nove minutos depois com uma pancada de fora da área de Juninho. Marcelo Oliveira afastou de cabeça, após escanteio, a bola caiu no pé do meia, que arriscou e mandou uma “bomba” a meia altura no canto esquerdo de Grohe, que saltou, mas, sem ter a visão da esférica, não conseguiu chegar na bola.

Após o gol de empate dos visitantes, o Grêmio voltou a pressionar, mas passou a deixar espaços e sofrer com contra-ataques da equipe de Beto Campos. Aos 16, Lucas Santos cabeceou e a bola passou rente ao poste esquerdo de Grohe, porém a jogada estava parada por falta dos atacantes do Novo Hamburgo. Quatro minutos depois, Luan cruzou da esquerda e Marcelo Oliveira cabeceou próximo ao poste esquerdo de Matheus.

Apesar do domínio, o Grêmio só conseguiu levar perigo aos 32 minutos. Edílson bateu falta forte da intermediária e a bola passou à direita do ângulo superior da meta de Matheus. Três minutos depois, Luan cobrou falta, um pouco mais próxima da área, e a bola passou próxima ao ângulo esquerdo da goleira de Matheus.

Aos 37 minutos, o Novo Hamburgo não empatou por pouco. João Paulo fez a “parede” para Jardel, na entrada da grande área, que chutou rasteiro, a bola bateu no poste e, no rebote, Lucas Santos, sem goleiro, bateu por cima da meta de Grohe. O Grêmio seguiu pressionando e, aos 48 minutos, Luan cobrou falta da direita, Barrios, sem marcação, na frente da meta de Matheus, chutou para fora. Apesar do domínio, o Tricolor não conseguiu marcar o segundo e levou a decisão para o Estádio do Vale.

Gauchão – Semifinal

Grêmio 1

Grohe; Edilson, Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Maicon, Ramiro, Leo Moura (Barrios) e Bolaños; Luan e Pedro Rocha (Everton). Técnico: Renato Portaluppi.

Novo Hamburgo 1

Matheus; Leo (Renan), Júlio Santos, Pablo e Assis; Amaral, Preto, Jardel e Juninho; João Paulo e Branquinho (Lucas Santos).Técnico: Beto Campos.

Gols: Ramiro (2min/2ºT) e Juninho (11min/2ºT)

Cartões amarelos: Pablo, Léo, Lucas Santos, João Paulo, Jardel, Amaral e Assis (NH) e Kannemann e Léo Moura (G)

Público total: 17.905

Renda: R$ 645.873,00

Árbitro: Diego Real

Auxiliar: Élio Nepomuceno de Andrade Júnior e Leirson Peng Martins

Local: Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS)

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foram registrados seis acidentes que resultaram em lesões nos ocupantes

Informações iniciais dão conta de que o jovem estaria se banhando quando sumiu

Feira encerrou na noite do último domingo, dia 18