Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Novo Hamburgo vence nos pênaltis e tira Grêmio da final do Gauchão

Equipe do Vale do Sinos buscou o 1 a 1 e superou o Tricolor por 7 a 6 nas penalidades.

Foto: Novo Hamburgo / Divulgação

Foto: Novo Hamburgo / Divulgação

O Novo Hamburgo voltou a envolver o Grêmio na sua marcação, conseguiu empatar em 1 a 1 para, nos pênaltis, garantir o avanço à final do Gauchão. O Tricolor amarga mais um ano na fila do estadual e vai assistir pela TV a decisão depois de sofrer 7 a 6 nos pênaltis.

A primeira etapa foi de total iniciativa do Grêmio, mas pouquíssimas jogadas efetivas de ataque. O Tricolor rondou a área, fez muitos passes laterais e só ameaçou em jogadas de bola parada. O Nóia, enquanto isso, apostou nos contra-ataques, mas também produziu pouquíssimo para mudar o zero do placar.

Aos 15 minutos os gremistas fizeram o primeiro chute minimamente em direção à meta. Foi Edilson que cobrou falta muito forte, do meio da rua. A bola bateu na barreira e sobrou para Ramiro, que levantou na pequena área, só que a zaga afastou.

Posse de bola, sem inspiração

Com meia hora de partida, Edilson tentou de novo, dessa vez causando frisson nas arquibancadas. Ele bateu muito forte na bola, o goleiro Matheus ficou plantado no centro da meta, mas o lance passou a centímetros da trave esquerda.

Jogada de bola no pé, apenas Bolaños criou uma, aos 39 minutos. Ele foi lançado na direita e cruzou na pequena área, Matheus salvou quando chegava para Luan conferir. No contragolpe, Branquinho lançou João Paulo, que na hora do chute escorregou e mandou por cima.

Bolaños ainda tentou arriscar, aos 41, numa bola dividida em frente à área. Ele dividiu com a zaga, sobrou quicando e o equatoriano emendou o chute de primeira. A bola subiu demais.

O segundo tempo voltou com o Novo Hamburgo mais aceso e levando perigo ao campo gremista. Aos 5, Assis levantou na área, Pablo cabeceou livre, mas mandou por cima. Do lado gremista, Edílson sentiu lesão e foi substituído por Barrios.

Bolaños trouxe a resposta gremista aos 10. Ele levantou na entrada da área, Barrios escorou de cabeça e Luan tinha toda a meta livre. Tentou o chute no ar, mas mandou por cima.

Tricolor abre o placar, mas erra no empate

Mas o gol salvador veio aos 19 minutos. Depois de um erro de Julio Santos, Pedro Rocha pressionou e ganhou a bola. O atacante rolou para Barrios, que enquadrou o corpo e chutou no canto esquerdo, rente ao poste e sem chances para o goleiro.

Só que o Nóia não se entregou. Aos 25, Lucas Santos foi lançado por Preto, cruzou com perigo, mas Marcelo Grohe deu um tapinha para evitar o perigo. Na cobrança de escanteio, Preto recebeu no meio e tentou arriscar. A bola saiu cheia de veneno, mas Grohe encaixou firme.

Três minutos depois, contudo, festa do Nóia. Em cobrança de escanteio, Preto levantou bola na área, Julio Santos cabeceou sozinho e nem precisou pular. Grohe se esticou todo, mas a bola entrou no canto esquerdo para o 1 a 1.

O Grêmio foi para cima, mas com muito mais vontade que capricho tático e técnico. Aos 43, Luan cobrou falta de longe, a bola explodiu na barreira. Ramiro tentou no rebote e sobrou para Barrios. A bola explodiu no goleiro e ficou para Pedro Rocha, mas o atacante chutou em cima de Assis.

A partida foi até os 54 minutos, por conta de um torcedor que caiu da arquibancada e precisou ser atendido. Mas ninguém conseguiu mudar o 1 a 1 e a decisão foi para as penalidades.

Nas cobranças, o Grêmio começou na frente, com Preto carimbando a trave. Só que o 2 a 1 permaneceu, com a cobrança perdida por Lincoln. Assis também perdeu pelo Nóia, com defesa de Marcelo Grohe. Mas foi então que Matheus brilhou, pegando duas cobranças, de Pedro Rocha e Kannemann. Na última das cobranças alternadas, Kannemann bateu colocado no canto esquerdo e o goleirão foi lá buscar. Amaral não deixou dúvidas e fulminou o 7 a 6 que coloca o Nóia na finalíssima do Gauchão.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Programação inicia pela manhã, e contará com jogos ao longo do dia, e almoço na casa do Rudibar.

Somente com jogadores da cidade, equipe vai para sua primeira experiência na competição regional.

Droga estava escondida em compartimentos ocultos dentro de um veículo Hyundai I30.

Terceira etapa da competição de corrida e caminhada acontece no domingo, dia 22.