Giro do Vale / Polícia / Santa Cruz do Sul

Polícia indicia mãe e padrasto pela morte de adolescente no Vale do Rio Pardo

A adolescente foi assassinada no dia 14 deste mês, no interior de Santa Cruz do Sul.

Foto: Divulgação

Menina Francine foi morta pelo padrasto a pedido da mãe. (Foto: Divulgação)

Geni Sins (54), foi indiciada pela Polícia Civil por ter planejado a morte da morte de sua filha, Francine Sins Matias da Silva (13). A adolescente foi assassinada pelo padrasto, Ronaldo dos Santos (30), no dia 14 deste mês, no interior de Santa Cruz do Sul.

O indiciamento de Geni foi por homicídio qualificado e ocultação de cadáver, e o de Ronaldo, além desses dois crimes, por estupro de vulnerável, uma vez que manteve relações sexuais com Francine, que tinha menos de 14 anos. O indiciamento da dupla foi anunciado na tarde desta sexta-feira, dia 28. De acordo com a investigação, Geni tinha ciúme da filha, que teve um envolvimento com Ronaldo e, por isso, lhe ofereceu dinheiro para que cometesse o crime.

No dia do crime, Francine saiu de casa ao meio-dia com padrasto para fazer compras. Uma hora depois, Ronaldo foi visto sozinho. O corpo de Francine foi encontrado pela Brigada Militar no outro dia pela manhã, ao lado de uma árvore, com marcas de estrangulamento e com ferimentos na cabeça.

 

Grupo Independente

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Tempo fica instável, mas sol aparece com nuvens em várias cidades.

Com decisão, ex-presidente seguirá preso para cumprir condenação no caso do triplex.

Eles fizeram duas viagens para conseguir levar todo o material furtado.

Ele pagou fiança de R$ 1,5 mil para responder pelo processo em liberdade.