Giro do Vale / Lajeado / Polícia

Seis são presos em operação contra prática de rachas na BR-386, em Lajeado

Essa foi a maior ação integrada realizada na região.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Diversos órgãos de segurança pública se reuniram na noite desta sexta-feira (7) e madrugada de sábado (8) para realizar a maior operação conjunta já registrada no Vale do Taquari. A “Todos Juntos” teve como objetivo identificar os possíveis participantes de rachas na BR-386, especialmente no trecho urbano de Lajeado. A ação estava sendo planejada desde o início deste ano.

Por volta das 23h, 22 viaturas fecharam as vias lateriais do Km 346 da rodovia, nos dois sentidos, para verificar a situação dos suspeitos, já mapeados, e de outras pessoas que estavam nas imediações. Foram feitas revistas pessoais e nos veículos. Um total de 60 profissionais esteve à frente do trabalho, que resultou em seis prisões, uma por racha, uma por embriaguez e quatro por posse de entorpecentes. Ao todo, 41 indivíduos foram abordados. A ação ainda fiscalizou 32 veículos, dos quais dois foram recolhidos, e registrou 38 autos de infração.

Além da prática ilícita do racha, a atuação também buscou reduzir o índice de criminalidade em geral, reforçando a segurança efetiva e dando maior tranquilidade ao cidadão. O secretário da Segurança Pública de Lajeado, Paulo Roberto Locatelli Gandin, destaca que o foco desta operação foi a corrida ilegal, mas outros crimes também acabaram sendo identificados. “O objetivo é um, só que no momento em que há essa abordagem se ‘pegam’ vários tipos de ocorrências, como excesso de álcool e drogas”.

Conforme levantamento do setor de inteligência da PRF, jovens são vistos com frequência conduzindo motocicletas ou carros em situações de rachas na estrada. Organizadores e participantes já foram identificados e receberão multas de R$ 18 mil e R$ 6 mil, respectivamente, além de responderem a processo na Justiça. Eles marcavam os encontros por meio de grupos no Facebook.

A prática ilegal já era de conhecimento das autoridades. Moradores das proximidades se queixaram para o policiamento sobre situações de vandalismo, sujeira e música alta. No entanto, o flagrante da polícia não era possível, pois os supostos praticantes fugiam. “Não somos contra a velocidade, desde que essas competições sejam feitas com toda a segurança, em local apropriado, como autódromo. Mas não na rodovia”, adverte o chefe da 4ª Delegacia da PRF de Lajeado, Ronaldo Becker Brito.

Conforme ele, medidas serão tomadas para solucionar os problemas relatados pela comunidade. “Falamos com os comerciantes, e eles vão colocar correntes nos estacionamentos privados. Os veículos que estiverem estacionados durante a noite, serão recolhidos”, avisa Brito.

Participaram da atividade equipes da Polícia Rodoviária Federal, da Brigada Militar – Comando Regional de Polícia Ostensiva do Vale do Taquari (CRPO), 22º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e 3° Pelotão do Comando Rodoviário em Cruzeiro do Sul -, da Polícia Civil, do Corpo de Bombeiros e da Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria de Segurança Pública e do Departamento de Trânsito.

 

Grupo Independente

Comentários

  1. anonimo disse:

    Isso mesmo a policia ta certa. Tenque Mais e prender esses sem vergonha nao respeitam Mais ninguem, a semana passada passou um de cada lado de mim na br 386 indo trabalhar ate no casamento eles pasam

  2. Erico... disse:

    Parabéns secretaria dá segurança…
    Parabéns tbm à PRF.

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Populares tentaram pegar o acusado, mas ele fugiu e depois acabou capturado pela BM.

Foto: Divulgação

Câmeras flagraram a ação criminosa.

Foto: Divulgação

O criminoso pegou cerca de R$ 1,6 mil e dois chips de celular da taxista.

Foto: Divulgação

Os criminosos pegaram documentos e pequena quantia em dinheiro da vítima.