Giro do Vale / Bom Retiro do Sul / Destaque / Geral

Um filho de Bom Retiro do Sul, que atravessou rios, e foi em busca de seus sonhos

Otelio Drebes, proprietário das Lojas Lebes, palestrou sobre suas experiências ao longo de seus 82 anos.

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Drebes esbanjou alegria e simpatia durante sua palestra em sua terra natal. (Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale)

Na noite desta terça-feira, dia 25, o público lotou as dependências do CTG Querência da Amizade de Bom Retiro do Sul para receberem um filho de Bom Retiro do Sul que saiu da cidade ainda muito novo, em busca de seus sonhos e acabou se tornando um homem de sucesso. Otelio Drebes, proprietário das Lojas Lebes, palestrou para cerca de 650 expectadores.

A palestra foi promovida pela Associação Comercial, Industrial e Agropastoril de Bom Retiro do Sul, mas não teve custo nenhum ao público. Todo o evento foi custeado pelo empresário, que juntamente com sua família, administra hoje uma das maiores redes de Loja do Estado do Rio Grande do Sul. Segundo Drebes, Essa é a forma com a qual ele busca retribuir tudo o que o povo gaúcho lhe deu ao longo da vida.

Em alguns momentos da palestra, a emoção tomava conta do empresário, que aos 82 anos, retornava à sua cidade natal, diante de centenas de expectadores, e contava ali a sua história de sucesso na vida pessoal e profissional, que havia começado nesta mesma cidade. Um dos momentos marcantes do encontro, foi quando ele viu sua ex-professora Pedrinha Pivatto, que estava prestigiando o ex-aluno, que além de empresário bem sucedido, agora tornava-se também palestrante.

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Drebes falou ao público que desde muito novo tinha uma vontade grande de trabalhar com pessoas. Ainda pequeno começou vendendo rapaduras de melado. Ele exemplificou dizendo que comprava da mãe, a um valor da época que poderia ser comparado a R$ 1,00 e vendia por R$ 1,20. EM um determinado momento surgiu um concorrente, que vendia por R$ 1,00. Ele teve que usar a criatividade, botou ainda mais capricho no seu produto e o apresentava como a nova rapadura do Otelio. Continuou sendo um sucesso, e o seu concorrente logo em seguida saiu do mercado.

Essa é alguma das muitas histórias desse bem sucedido empresário, que após vender rapaduras em Bom Retiro do Sul, partiu. Ele cruzou os rios Taquari e Jacuí e na Região Carbonífera começou com uma venda, onde comercializava mel de abelha, banha de porco, entre outros itens. A partir dali ele não parou mais, e ao longo dos anos foi trilhando um caminho de sucesso, inicialmente com um grupo que tinha 12 sócios, que acabou transformando-se hoje em uma empresa 100% familiar.

Depois de explanar sobre os exemplos de persistência e estratégias de venda que foi experimentando, e adotando ao longo de sua trajetória, ele deu dicas de pilares a serem adotados para quem quer ter sucesso tanto na vida pessoal como profissional.

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Por fim Drebes falou de dois sonhos que ainda tinha nos últimos tempos. Um deles era se tornar palestrante, para assim poder compartilhar suas vivências dentro do empreendedorismo, e o outro era aprender a tocar algum instrumento musical, e no encerramento de sua palestra ele surgiu no palco com uma gaita e apresentou uma música, tocando e cantando.

Após a palestra, foi servido um jantar aos presentes, que ainda puderam fotografar ao lado desse filho bom-retirense que se diz um eterno aprendiz e entusiasta, que esbanja simpatia e alegria por onde passa.

 

Giro do Vale

Veja mais imagens

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Clique para ampliar

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Clique para ampliar

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Clique para ampliar

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Região pode ter máxima de 32°C

Foto: Divulgação / PRF

Ainda foram encontrados R$ 15 mil em dinheiro, sem comprovação de procedência.

Foto: Divulgação

Atleta de Lajeado afirma ter sido chamado de macaco pela mãe de um dos jogadores do time adversário.

Foto: Divulgação

Relógios devem ser adiantados em uma hora a partir do dia 15 de outubro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.