Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio leva virada do Iquique e deixa escapar classificação antecipada na Libertadores

Tricolor teve noite pouco inspirada e acabou derrotado por 2 a 1 no Chile.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio saiu na frente, mas em uma noite de pouca inspiração, sofreu a virada para o Deportes Iquique. A derrota por 2 a 1 passou pelos lances de bola parada, em um pênalti polêmico e falha numa falta, assim como na operância ofensiva, principalmente de Pedro Rocha e Luan.

Os comandados de Renato Portaluppi deixaram escapar a classificação antecipada, mas mantêm a liderança isolada do Grupo 8, com dez pontos. O Iquique passa a ser vice-líder, com nove. O Tricolor vai definir o avanço às oitavas de final contra o Zamora, dia 25 na Arena.

Tricolor abre placar, mas sofre empate em lance polêmico

O primeiro tempo foi de poucas alternativas de ataque para ambos os lados. O Iquique começou mais intenso, marcando a saída de bola, mas sofreu o gol gremista. O Tricolor, no momento em que se equilibrava para dominar a partida, teve pênalti polêmico que devolveu tudo à igualdade.

Foi o Grêmio o primeiro a levar perigo, logo aos cinco minutos. Marcelo Oliveira recebeu na esquerda e cruzou na área. Barrios cabeceou e convicto, mas a bola explodiu na forquilha do ângulo esquerdo.

Depois disso, as marcações e os erros de passe impediram maiores progressões até o primeiro escanteio a favor dos gremistas, aos 19 minutos. Luan cruzou no primeiro pau, Kannemann desviou de cabeça e Barrios chegou batendo de primeira, um golaço no canto esquerdo.

Mas o 1 a 0 durou pouco, já que aos 21 minutos lance polêmico na área do Tricolor resultou em penalidade máxima. Primeiro, Grohe espalmou um chutaço no canto esquerdo de Farías. Ramiro afastou o rebote na quina da área, mas o árbitro anotou pênalti, por um suposto contato do pé do volante com a cabeça de Bielkewicz. O próprio Bielkewicz cobrou o pênalti. Marcelo Grohe tentou quebrar sua concentração apontando o cando direito e saltou na esquerda. O atacante bateu com calma onde o goleiro não estava e confirmou o 1 a 1 no placar.

A melhor chance de desempatar antes do intervalo ainda foi do Grêmio, aos 32 minutos. Marcelo Oliveira levantou com perigo na área, Ramiro desviou de cabeça na marca do pênalti, mas Cortez fez grande defesa em dois tempos.

Iquique vira na arrancada da etapa final

Só que a segunda etapa começou da pior maneira possível para o Tricolor. Logo no primeiro lance, Marcelo Grohe tirou de soco um cruzamento perigoso. Na sequência, Pedro Rocha derrubou Reinero perto da área, no lado direito. Aos 3 minutos, Diego Torres correu para bola e bateu com efeito no canto direito. A bola desviou da barreira, sem muita força, mas Grohe pulou atrasado e viu entrar no fundo das redes: 2 a 1 e a classificação antecipada escapando do Tricolor.

Em jornadas ruins de Pedro Rocha e Luan, o Tricolor tinha poucas alternativas de criação e via a bola bater e voltar no campo adversário. Apenas aos 19 minutos, quando Fernandinho já tinha entrado no lugar de Jailson, foi ter sua primeira chance.

Geromel roubou bola na intermediária e progrediu até a linha de fundo. Rolou bola com perfeição na meia-lua para Luan, mas o atacante perdeu a grande chance da partida. Sem marcação, teve tempo de enquadrar o corpo, mas bateu embaixo e isolou.

Renato lançou Arthur no lugar de Pedro Rocha, numa última tentativa de igualar. Aos 29, o meia fez boa jogada na esquerda e serviu Luan. De novo pouco inspirado, ele chutou forte, mas completamente sem direção.

Aos 39, Barrios quase conseguiu o empate. Léo Moura cobrou escanteio no primeiro poste, Kannemann desviou e o centroavante chegou batendo de primeira, mas Cortez defendeu. Três minutos depois, Fernandinho não igualou por centímetros. Luan recebeu na frente da área, fez que ia chutar e abriu para o companheiro. O atacante driblou um marcador e chutou cruzado, mas a bola passou tirando tinta do poste esquerdo. Não era um dia tricolor.

Libertadores – Grupo 8

Iquique 2

Brayan Cortéz; Alan Moreno, Enzo Guerrero, Zenteno, Dávila; Rafael Caroca, Riquero (Álvaro Ramos), Eduardo Farías, Reynero (Bustamante), Diego Torres; Bielkiewecz. Técnico: Jaime Vera.

Grêmio 1

Marcelo Grohe; Leonardo Moura, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Michel (Everton), Ramiro e Jailson (Fernandinho); Luan, Pedro Rocha (Arthur) e Lucas Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

Gols: Barrios (19min/1ºT), para o Grêmio; Bielkiewecz (23min/1ºT, de pênalti) e Diego Torres (3min/2ºT).

Cartões amarelos: Pedro Rocha, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Grohe (G).

Cartão vermelho: Ramiro.

Árbitro: Germán Delfino (Fifa/Argentina).

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ao providenciar a retirada do carro do local, o proprietário verificou o furto do documentos e outros objetos pessoais.

Veículo estava trancado e não tinha sinais de arrombamento

Um trio fugiu para um matagal e um homem foi capturado

Calendário de pagamento inicia nesta quarta e encerra dia 2 de janeiro