Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter tem atuação ruim e é derrotado pelo Paysandu em Belém

Resultado deixa o Colorado fora do G4 da Série B e coloca pressão sobre o técnico Zago.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter voltou a decepcionar a sua torcida na Série B do Campeonato Brasileiro e foi derrotado pelo Paysandu por 1 a 0 em tarde de atuação ruim no estádio Mangueirão, neste sábado. Após uma primeira etapa fraca, o técnico Antônio Carlos Zago tentou tornar o time mais ofensivo no segundo tempo, mas viu a equipe da casa marcar o único gol da partida com Fernando Gabriel.

Com a derrota, o Inter fica com apenas quatro pontos em três rodadas da Série B e deixa o G4. O próximo compromisso colorado pela competição será diante do Juventude, sábado que vem, no Beira-Rio. Antes disso, o time de Zago recebe o Palmeiras na quarta-feira, às 21h45min, pela volta das oitavas de final da Copa do Brasil.

Inter faz primeiro tempo ruim em Belém

O Inter fez um primeiro tempo para esquecer no Mangueirão. O Colorado até teve duas chances de gol, mas por suas individualidades. Faltou jogo coletivo ao time de Antônio Carlos Zago, que chegou a ser dominado pelo Paysandu em vários momentos.

Sem D’Alessandro, Zago optou pela escalação de Roberson. O camisa 19, porém, não atuou como meia centralizado. Com ele aberto pela esquerda e Pottker pela direita, o técnico colorado repetiu o 4-3-3 do empate com o ABC. O Paysandu apostou em uma estratégia de bloquear os lados do Inter. Com dois jogadores sempre pressionando as saídas dos laterais, o time gaúcho precisava sair jogando por dentro e encontrava muita dificuldade.

O Inter até teve a primeira finalização do jogo. Aos 6 minutos, Nico López se aproveitou do erro da defesa do Paysandu e chutou da entrada da área uma bola que passou perto. Após isso, o torcedor colorado levou mais meia-hora para ver seu time levar perigo. No meio disso, o Paysandu ameaçou o gol defendido por Daniel. O goleiro colorado quase se tornou vilão em Belém aos 30 minutos. Daniel recebeu o recuo, tentou o drible e quase foi desarmado por Marcão, mas conseguiu consertar o lance mandando a bola para a lateral.

Além de marcar bem os laterais do Inter, o Paysandu conseguia usar bem os seus. Ayrton e Peri jogaram o tempo todo no campo de ataque. Aos 33, um cruzamento do lateral-esquerdo Peri encontrou Ayrton dentro da área. Ele ganhou de Uendel por cima e cabeceou uma bola que passou perto.

Aos 36, o Inter voltou a criar uma oportunidade. Uendel cruzou da esquerda e Pottker venceu a marcação e, de cabeça, mandou raspando o travessão. O Paysandu respondeu com chute de Fernando Gabriel, defendido por Daniel. Antes do apito final do primeiro tempo, Felipe Gutiérrez arriscou um chute de fora da área. O chileno pegou bem na bola e mandou no ângulo, mas Emerson fez a ponte para mandar a bola para escanteio e evitar o gol colorado.

Zago mexe, mas Inter segue mal e Paysandu marca

A fraca atuação do primeiro tempo levou Zago a mexer no time no intervalo. O atacante Marcelo Cirino voltou para a etapa final no lugar do volante Edenilson. A substituição quase deu resultado logo aos 2 min. Cirino recebeu na entrada da área, avançou e soltou a bomba, mas a bola passou à esquerda do poste.

Logo depois, o Paysandu deu dois sustos na torcida do Inter. Aos 4, Ayrton bateu direto uma falta ao lado da área e Daniel deu um tapa para mandar a escanteio uma bola que tinha o endereço do ângulo. Na sequência, Gilvan se antecipou à defesa do Inter e cabeceou para fora.

O Inter chegou a balançar as redes aos 10 minutos, mas o lance foi anulado pelo auxiliar Oberto da Silva Santos. Em jogada ensaiada de escanteio, Cuesta cruzou da esquerda e encontrou Nico López no outro lado da área. O uruguaio bateu de chapa para vencer Emerson, mas o lance foi parado por impedimento.

Sete minutos depois foi o Paysandu que marcou, mas dessa vez o gol foi legal. Fernando Gabriel fez a tabela com Werley, que desmontou a defesa do Inter, e passou por Victor Cuesta antes de bater com força no canto de Daniel para abrir o placar no Mangueirão, 1 a 0.

O Paysandu ainda teve chance para marcar o segundo aos 24 com Wellington Jr., que arriscou da entrada da área por cobertura, mas dessa vez Daniel conseguiu fazer a defesa. Quase piorou aos 28: o Inter fez uma lambança. Daniel tocou o tiro de meta curto para Felipe Gutiérrez na entrada da área. O chileno foi desarmado por Wellington Jr., que invadiu a área, mas caiu na tentativa de driblar o goleiro colorado.

Na busca por pelo menos um empate, Zago queimou suas duas mudanças restantes. Brenner e Carlinhos entraram nos lugares de Roberson e Felipe Gutiérrez. Nos minutos finais, o Inter voltou a insistir nos lances de cruzamento para a área, algo que já havia acontecido contra o ABC e nas finais do Gauchão. O gol quase veio dessa forma aos 40 minutos, quando Pottker aproveitou escanteio batido por Nico López e cabeceou acertando o travessão. Na sequência, o uruguaio teve a chance da finalização, mas foi travado por Gilvan na última jogada de perigo da partida.

Campeonato Brasileiro – Série B

Paysandu 1

Emerson; Ayrton, Perema, Gilvan e Peri; Rodrigo Andrade, Augusto Recife, Wesley e Fernando Gabriel (Hayner); Wellington Júnior, Marcão (Daniel Amorim): Marcelo Chamusca.

Inter  0

Daniel; Danilo Silva, Leo Ortiz, Victor Cuesta e Uendel ; Rodrigo Dourado, Edenílson (Marcelo Cirino), Felipe Gutiérrez (Carlinhos) e Roberson (Brenner); Nico López e William Pottker. Técnico: Antônio Carlos Zago.

Gols: Fernando Gabriel (17min/2ºT)

Cartões amarelos: Wesley (PAY); Danilo Silva (INT)

Arbitragem: Renan de Souza (PB), auxiliado por Luis Filipe Gonçalves (PB) e Oberto da Silva Santos (PB).

Local: Estádio Mangueirão, em Belém.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Ao perceber a aproximação da viatura, um sujeito fugiu do local.

Foto: Juliano Beppler da Silva / Giro do Vale

Tempo esquenta rápido à tarde, com máximas de 25°C.

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale / Arquivo

Desde sexta-feira, dia 18, parte da empresa está interditada por indicação da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego do RS.