Giro do Vale / País / Política

Gravação de Joesley com Temer não sofreu edições, diz relatório da PF

Jornal Folha de S. Paulo obteve acesso ao resultado da perícia que aponta “pausas naturais”.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A gravação da conversa entre Joesley Batista e o presidente, Michel Temer, não sofreu edição. De acordo com a Folha de S. Paulo, essa foi a conclusão do relatório da Polícia Federal após perícia no áudio entregue pelo empresário dono da JBS.

Conforme a perícia, ocorreram “mais de 180 interrupções naturais no som”, mas seriam provocadas pelo próprio equipamento usado por Joesley. A gravação foi feita em 7 de março, no Palácio do Jaburu, e disparou crise no governo.

A defesa do presidente, em processo por obstrução de Justiça, alega que o áudio sofreu alterações. Na gravação, Joesley conta que está mantendo “boas relações” com Eduarco Cunha e também relata a busca de vantagens no judiciário com procuradores e juízes.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Criminosos levaram dinheiro do caixa, e não foram mais localizados.

Os proprietários possuem três lojas, e todas foram alvo de furto ou roubo nos últimos meses. 

As vítimas registraram as ocorrências na delegacia. 

Soldados subiram as escadas e, após tratativas, conseguiram agarrar o cidadão, evitando a queda.