Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio goleia Atlético-PR e encaminha vaga na semifinal da Copa do Brasil

Tricolor fez 4 a 0 na Arena e Barrios se destacou com dois gols.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

Sem dó, nem piedade. Arrasador, o Grêmio deu um grande passo rumou às semifinais da Copa do Brasil ao golear o Atlético-PR por 4 a 0 na noite desta quarta-feira na Arena. Lucas Barrios, duas vezes, Kanemann, e Everton marcaram os gols do Tricolor.

Grêmio e Atlético-PR farão o jogo de volta no dia 27 de julho na Arena da Baixada. Antes disso, o Tricolor entrará em campo contra o Palmeiras pelo Brasileirão no próximo sábado, às 16h, no Pacaembu. Depois, o time gaúcho irá para Argentina para fazer o primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores contra o Godoy Cruz.

Grêmio resolve jogo em 32 minutos

Trinta e dois minutos. Esse foi o tempo que o Grêmio levou para dominar e golear o Atlético-PR. Em um novo encontro entre as duas equipes na Copa do Brasil, valendo vaga nas semifinais, o Tricolor recebeu o Furacão na Arena para tentar encaminhar a vaga.

Nos primeiros minutos, parecia que o Atlético-PR, a exemplo do Corinthians, havia entendido o jeito de jogar do Grêmio e fazia um jogo duro. O Tricolor não encontrava espaços e Luan era bem vigiado. A maioria das jogadas era realizada pela direita, com Edilson e Ramiro como principais criadores.

Aos 10 minutos, o Grêmio teve a sua primeira chance. Após um escanteio, Geromel subiu mais que a zaga adversária e cabeceou no canto direito de Weverton, mas para a sorte do Atlético-PR a bola foi para fora. ?Um minuto depois, Luan recebeu a bola de Pedro Rocha na entrada da área e arriscou o chute para uma grande defesa do arqueiro atleticano.

Na primeira chegada ao ataque, o Atlético-PR arranjou uma falta de dois toques dentro da área. Nikão apostou corrida com Geromel pela esquerda e o zagueiro gremista acabou recuando a bola para Marcelo Grohe, que pegou com a mão. A falta foi assinalada, mas o time de Eduardo Baptista não aproveitou lance, já que Ramiro bloqueou o chute de Pablo.

A partir dos 22 minutos, o Grêmio encontrou o caminho para a vitória parcial. Barrios recebeu a bola perto da área, fintou a marcação e bateu forte. A bola viajou e morreu no canto esquerdo de Weverton. Um golaço. O torcedor nem tinha terminado de comemorar o primeiro gol e já teve de se levantar para celebrar o segundo. Pedro Rocha tabelou com Barrios na esquerda e deixou o paraguaio sem goleiro para fazer 2 a 0.

Atordoado, o Atlético-PR não soube como reagir e aos 32 foi punido pela sonolência. Em um escanteio cobrado da esquerda, Kannemann cabeceou e a bola encobriu Weverton, transformando a vitória parcial em goleada. O 3 a 0 deu tranquilidade ao Grêmio que a partir dali começou a administrar a etapa inicial. Aos 44, o Grêmio ainda tomou um susto quando Pablo deu uma janelinha em Geromel e ficou cara a cara com Grohe. O centroavante do Furacão tentou colocar a bola no canto, mas o goleiro gremista foi ágil e fez uma ótima defesa.

Atlético-PR tenta reagir, mas Grêmio amplia 

Sem pressa e buscando arriscar menos do que no primeiro tempo, o Grêmio retornou do intervalo com a clara intenção de preservar o resultado. O Atlético-PR, que precisava correr atrás do placar, voltou com uma mudança: Lucho González na vaga de Rossetto. A substituição foi feita para tentar recolocar o Furacão no jogo.

Apesar da proposta menos agressiva, foi o Grêmio que com força na etapa complementar. Aos 12 minutos, após uma boa trama pela esquerda, Barrios concluiu um cruzamento de Pedro Rocha e forçou uma boa defesa de Weverton. A falta de resposta do Atlético-PR assustou o técnico Eduardo Baptista, que decidiu fazer uma nova mudança, dessa vez mais ousada. Carlos Alberto, conhecido da torcida gremista, ingressou na vaga de Deivid, responsável pela proteção da defesa paranaense.

Se a intenção do Grêmio era se preservar e arriscar o menos possível, com a expulsão de Nikão aos 18 minutos a ideia ficou ainda mais fácil de ser realizada. Os planos de Baptista para o Atlético-PR, no entanto, foram por água abaixo quando o atacante derrubou Cortez no campo ofensivo. Como já tinha o cartão amarelo, o jogador do Furacão recebeu a segunda advertência e foi expulso.

Com um homem a mais, o Grêmio se sentiu à vontade para preservar alguns jogadores. O técnico Renato Portaluppi decidiu sacar Barrios, Arthur e Pedro Rocha. Everton, que ingressou no lugar do volante selou a goleada aos 41 minutos do segundo tempo. Após um contra-ataque, Fernandinho lançou o jovem atacante na esquerda, que só teve o trabalho de deslocar Weverton e fazer o 4 a 0.

Copa do Brasil 2017 – Quartas de final

Grêmio

Marcelo Grohe; Edílson, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Lincoln) , Ramiro, Pedro Rocha (Fernandinho) e Luan; Lucas Barrios (Everton). Técnico: Renato Portaluppi.

Atlético-PR

Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, M. Rosseto (Lucho González), Deivid (Carlos Alberto), Nikão e Douglas Coutinho; Pablo (Matheus Anjos). Técnico: Eduardo Baptista.

Gols: Lucas Barrios, aos 22/1º e aos 29/1º; Kannemann, aos 32/1º; Everton, aos 41/2º

Cartões Amarelos: Deivid (A); Michel (G); Wanderson (A); Nikão (A); Carlos Alberto (A);

Cartão Vermelho: Nikão (A);

Árbitro: Flávio R. de Souza.

Local: Arena.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Diesel teve aumento de 1,00% no preço

Foto: Divulgação

Ministro do STF concedeu liminar acolhendo mandado de segurança apresentado pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP)

Foto: PRF / Divulgação

Homem foi detido durante averiguação na estrada e chamou mulher para ajudar na liberação do carro