Giro do Vale / Bom Retiro do Sul / Esporte

Rudibar larga na frente em seus confrontos da semifinal em Bom Retiro do Sul

Jogando em casa a equipe venceu seus confrontos nos titulares e aspirantes.

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Na tarde deste domingo, dia 11, o Rudibar recebeu Grêmio e Floriano para os primeiros confrontos da semifinal do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Bom Retiro do Sul, nas categorias titulares e aspirantes, respectivamente. Os donos da casa venceram nas duas categorias, e jogam pelo empate no confronto de volta.

Titulares

Nos titulares o Rudibar saiu na frente com gol de Didio. De pênalti o Grêmio igualou o placar com Brandão, e assim terminou a primeira etapa.

No segundo tempo o Rudibar voltou a frente do marcador com Didio marcando seu segundo gol na partida. O empate do Grêmio veio em seguida numa bonita cobrança de falta do atacante Bruce.

O Rudibar voltou a ter vantagem no marcador com Jonathan cobrando penalidade. E Luiz Gewehr fechou o placar decretando a vitória do Rudibar por 4 a 2.

O Grêmio da Beira do Rio precisará vencer o jogo da volta no Estádio Tia Galanta para levar a decisão aos pênaltis. Para o Rudibar um empate basta na partida decisiva.

Aspirantes

Nos aspirantes o Rudibar também venceu seu confronto. O adversário foi o Floriano, no jogo que abriu a tarde esportiva no Bairro Goiabeira.

Os gols dos donos da casa oram marcados por Fernando, Dedé e Silas. O gol de honra dos visitantes foi assinalado por Douglas. Na partida de volta o Floriano precisa da vitória para levar a decisão para os pênaltis, e ao Rudibar, basta o empate para ficar com a vaga à final.

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

 

Correio do Povo

Veja mais imagens

Clique para ampliar

Clique para ampliar

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ainda há veículos furtados no município, que estão desaparecidos.

Ação policial iniciou após criminosos terem roubado uma moto nas imediações da Cervejaria Salva em Bom Retiro do Sul.

Homem é um dos sócios de outro envolvido e ambos teriam pago R$ 25 mil por ritual macabro.

Decisão foi feita após processo movido por um grupo de advogados trabalhistas.