Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter joga mal e perde para o CRB no Rei Pelé

Colorado teve uma de suas piores atuações na Série B e foi batido por 2 a 0.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter não repetiu as boas atuações como visitante na Série Be foi derrotado pelo CRB na tarde deste sábado no Rei Pelé. Com pouca criação no setor ofensivo e falhas na defesa, o Colorado foi batido por 2 a 0 em jogo válido pela 14ª rodada. Os gols do time da casa foram marcados por Diego Corrêa e Flávio Boaventura.

Com a derrota, o Inter perde a chance de entrar no G4 da Série B e fica na sexta posição, com 21 pontos. O CRB se aproveitou da derrota do Vila Nova e subiu para o quarto lugar, com 23 pontos, deixando também o Colorado para trás.

O time de Guto Ferreira volta a campo na próxima terça-feira, às 21h30min, quando tentará voltar a vencer no Beira-Rio diante do Luverdense. No mesmo dia, o CRB encara o líder Juventude no Alfredo Jaconi.

O jogo

O Inter foi a Maceió para enfrentar o CRB na tarde deste sábado embalado pela melhor campanha como visitante na Série B. Mas o Colorado não teve no Rei Pelé o espaço de outros jogos fora de casa. Com um adversário que se expôs pouco, o time de Guto Ferreira não encontrou espaços para criar ao longo de todo o primeiro tempo.

O jogo começou com as duas equipes se estudando. Diferente do que ocorreu em outras partidas, o Inter não tentou propor o jogo. Contando com o recuo de Pottker para defender com duas linhas de quatro e liberar D’Alessandro da marcação, o Colorado adotou a postura de esperar o adversário.

A estratégia de marcar no seu campo e atacar no erro do CRB quase teu certo aos 11 minutos. Após chute cruzado de Edenilson, a zaga do CRB afastou mal e a bola caiu nos pés de Felipe Gutiérrez. O chileno, porém, pegou mal na bola e mandou para fora um chute da entrada da pequena área no que foi a melhor chance colorada nos primeiros 45 minutos. O CRB respondeu aos 18 em cabeçada de Danilo Pires, que ganhou de Uendel por cima após cruzamento de Diego Corrêa e mandou perto do gol de Danilo Fernandes.

A partida seguiu sem muitas emoções na segunda metade do primeiro tempo. O Inter conseguiu apenas mais duas finalizações. Nenhuma causou grande perigo ao goleiro Edson. Danilo Fernandes também não foi ameaçado até o minuto final do primeiro tempo.

Se o empate que já não era o resultado que o Inter queria, a situação ficou pior no final do primeiro tempo. Aos 45, Diego Corrêa tabelou com Zé Carlos e contou com um erro de todo o lado direito defensivo do Inter para aparecer sozinho na frente de Danilo Fernandes e bater para o fundo das redes, 1 a 0, placar final da etapa inicial.

Os dois times voltaram sem mudanças nas escalações para o segundo tempo. Atrás no marcador, o Inter retornou com uma postura mais ofensiva. O time, no entanto, seguia com dificuldade, para criar oportunidades.

A melhor chance do Inter no começo do segundo tempo foi aos 8 minutos, quando Nico fez boa jogada e cruzou procurando Gutiérrez, mas Adalberto conseguiu afastar de cabeça. Na sequência, Uendel até chutou no gol, mas pegou mal na bola e Edson defendeu sem problemas.

Aos 14, a torcida do Inter levou um susto. O contra-ataque do CRB encontrou a defesa desarrumada e Edson Ratinho recebeu a bola às costas de Uendel. Livre, o ex-jogador colorado finalizou colocado na saída de Danilo e acertou a trave.

Logo depois do gol perdido por Edson Ratinho, Guto Ferreira fez a primeira mudança na equipe. O atacante Carlos entrou no lugar do lateral Cláudio Winck. Com isso, Edenilson foi para a lateral.

A mudança não fez bem ao Inter. O Colorado, que antes não atacava, mas pelo menos tinha a posse de bola passou a ter dificuldade até mesmo para pressionar o CRB. Mais com a bola, o time alagoano começou a dar trabalho para a defesa colorada. Klaus e Cuesta tiveram de fazer faltas duras para impedir ataques na equipe da casa.

Aos 25, Guto Ferreira fez a segunda mudança na equipe. O uruguaio Nico López, que não repetiu a boa atuação da vitória sobre o Ceará, saiu para entrada de Marcelo Cirino. Mas foi o CRB quem quase marcou na sequência. Edson Ratinho avançou pela direita, deu o corte em Klaus e bateu cruzado pela linha de fundo.

Guto Ferreira ainda fez uma troca pouco comum. Sacou o argentino D’Alessandro para a entrada de Juan aos 36 minutos. Mas as tentativas do treinador colorado não deram resultado. Aos 42, o Inter ainda reclamou de pênalti na área do CRB após chute de Edenilson que estourou no braço de Adalberto. Heber Roberto Lopes mandou seguir.

O CRB chegou ao segundo gol aos 44 minutos. Após cobrança de escanteio, Flávio Boaventura apareceu livre e cabeceou sem chances para Danilo Fernandes, 2 a 0, placar final da partida.

Brasileirão Série B 2017 – 14ª Rodada

CRB – 2

Edson Kölln; Adriano, Flávio Boaventura, Adalberto e Diego Corrêa; Yuri, Edson Ratinho, Danilo Pires e Chico; Zé Carlos (Neto Baiano) e Erick Salles (Rodrigo Souza). Técnico: Dado Cavalcanti.

Inter – 0

Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Carlos), Klaus, Víctor Cuesta e Uendel; Charles, Edenílson, Felipe Gutiérrez e D’Alessandro (Juan); Nico López (Marcelo Cirino) e William Pottker. Técnico: Guto Ferreira.

Gols: Diego Corrêa (45min/1ºT), Flávio Boaventura (44min/2ºT)

Cartões amarelos: Zé Carlos (CRB); Klaus, Cuesta (INT)

Arbitragem: Heber Roberto Lopes, auxiliado Carlos Berkenbrock e Johnny Barros de Oliveira

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL).

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Passo do Sobrado, também no Vale do Rio Pardo, foi outra cidade com registro de destelhamento de casas.

Outra pessoa morreu de overdose, antes do desabamento da estrutura.

Time colorado joga pelo empate fora de casa nesta primeira fase.

Uma terceira vítima foi encaminhada ao hospital e não corre risco de morte.