Giro do Vale / Esporte / Inter

No apagar das luzes, Inter vence Luverdense com gol polêmico

Pottker fez 1 a 0, em lance confuso da arbitragem, já nos acréscimos.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

No apagar das luzes, depois de passar 90 minutos pressionando, o Inter venceu o Luverdense por 1 a 0 na noite desta terça-feira no estádio Beira-Rio. Em um lance polêmico, o Colorado fez 1 a 0 com Pottker, após passe de Joanderson, aos 47 minutos do segundo tempo.

Com o resultado, o Inter chegou à quinta colocação na Série B com 24 pontos somados, perdendo no número de vitórias para o CRB. O próximo compromisso do Colorado será contra o Vila Nova, em Goiânia, em duelo marcado para sábado, às 16h30, no estádio Serra Dourada.

Inter pressiona e perde chances 

Diante do Luverdense, o Inter ganhou mais uma chances de redimir com o seu torcedor depois de uma derrota na Série B. Colorado entrou em campo com uma nova formação, fruto de uma mudança no mínimo curiosa de Guto Ferreira. O técnico optou por começar o jogo com D’Alessandro no banco de reservas e Diego entre os titulares.

O Inter iniciou o jogo contra o Luverdense de maneira exuberante, com laterais espetados no ataque e sufocou o seu adversário nos primeiros 15 minutos. A primeira chance surgiu logo aos dois. Edenilson fez um bonito cruzamento da direita. Livre, Nico cabeceou e a bola entrou, mas a arbitragem anulou a jogada por o uruguaio estava em impedimento.

Aos oito, o Inter chegou mais uma vez. Nesta ocasião, usou a bola aérea. Diego colocou a bola na cabeça de Winck, que passou para Pottker na segunda trave. Para sorte do Luverdense, o atacante chegou atrasado no lance e não conseguiu completar para o fundo das redes.

O jogo era todo do Inter, que tinha posse de bola e chances de gol. O Luverdense conseguia apenas se defender, abrindo mão até do contra-ataque. Danilo, naquele momento, era apenas um espectador da partida. O Colorado foi ainda mais incisivo aos 20 minutos, quando Pottker chegou pela direita e cruzou para o meio da área. O goleiro Diogo afastou mal e Gutiérrez chutou de canhota, mas o arremate saiu mascado e a bola voltou fraca para as mãos do arqueiro da Luverdense.

A melhor chance do Inter surgiu aos 22 minutos quando, em alta velocidade, Uendel foi lançado na ponta-esquerda. O lateral cruzou para Pottker na segunda trave e o atacante pegou um bonito chute de chapa. A bola, que parecia que estava prestes a entrar no gol, beijou a trave direita de Diogo. Segundo depois, foi a vez de Edenilson desperdiçar uma chance. Ele foi lançado por Gutiérrez na frente do gol e desequilibrado chutou em cima do goleiro do Luverdense.

A partir dos 30 minutos, o Inter tirou o pé do acelerador e permitiu o avanço do Luverdense. As chances de gol começaram a rarear e o descontentamento da torcida ficou evidente. O time parecia cansado e já não atacava com a mesma intensidade de minutos antes. Danilo Silva errou dois passes no campo de defesa, o que foi o suficiente para aumentar ainda mais a chateação do torcedor. Apesar do bom desempenho nos primeiros 45 minutos, o Inter desceu para o vestiário sob vaias e com o placar fechado.

Inter acha gol em lance polêmico 

Sem modificações, o Inter voltou do intervalo em ritmo acelerado e, a exemplo do que fez na etapa inicial, começou a perder chances em sequência logo nos primeiros minutos. Aos cinco, Nico fez boa jogada e lançou Edenilson na meia-direita. O volante arriscou o chute, mas a bola passou por cima do gol de Diogo.

Em seguida, num escanteio, Gutiérrez cruzou e a zaga do Luverdense desviou mal. Dourado, que estava na segunda trave cabeceou a bola para fora. Diogo já estava batido no lance e o time de Mato Grosso escapou de tomar o primeiro gol no Beira-Rio. Aos sete minutos, o Inter criou mais uma situação de gol. Gutiérrez apareceu como lateral na esquerda e cruzou. Uendel surgiu como homem surpresa e cabeceou para a linha de fundo.

Uma das melhores chances do Inter no jogo surgiu aos 18 mintuos. Diego foi lançado na esquerda e cruzou à meia altura. A bola cruzou a área e chegou até Pottker, que dominou e arrematou de perna direita, obrigando Diogo a fazer uma grande defesa.

A pressão do Inter aumentou com a entrada de D’Alessandro na vaga de Gutiérrez e no primeiro lance do argentino o Colorado criou mais uma chance de gol. Aos 31 minutos, após se livrar de um marcador no meio-campo, D’Ale lançou Nico dentro da área. O uruguaio chutou rasteiro, no canto, mas Diogo estava lá para salvar o Luverdense.

O Luverdense já não tinha forças para atacar e se preocupava apenas em defender. O Inter seguia na blitz, tentando de todas as formas abrir o placar. Aos 37, Carlos recebeu passe de cabeça de Dourado dentro da área e perdeu uma chance incrível. Três minutos depois, D’Alessandro apareceu novamente para e executou cobrança de falta na direita. Winck apareceu livre e cabeceou. A bola entrou para o gol, mas a arbitragem anulou o lance.

Aos 45 minutos, o Inter teve mais uma chance. Em nova falta cobrada, Cuesta se antecipou à zaga e cabeceou no canto e Diogo espalmou. No rebote, Carlos chutou forte e o goleiro fez um milagre no Beira-Rio. Parecia que o Colorado ficaria com o empate, mas aos 47, em um lance polêmico, o time conseguiu encontrar o gol.

Em uma jogada pelo meio, a bola foi lançada para Pottker, mas o atacante, que estava impedimento, não participou da jogada. O auxiliar chegou a levantar a bandeira, o que fez com que os jogadores do Luverdense parassem. Mesmo assim, o árbitro Igor Benvenutto, deu seguimento ao lance e a bola se ofereceu para Joanderson, que, com todo o time adversário parado, cruzou para Pottker apenas empurrar para o fundo das redes.

O gol gerou uma confusão no gramado. Ao mesmo tempo que os jogadores do Inter comemoraram o gol tardio, os atletas do Luverdense correram para cima da arbitragem. A discussão e a cobrança pela atitude do bandeira mobilizou até o presidente do clube do Mato Grosso, que teria pedido para que seus jogadores deixassem o gramado. A discussão só terminou com 60 minutos do segundo tempo, quando o jogo foi retomado e, dois minutos depois, concluído.

Brasileirão Série B 2017

Inter 1

Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenílson, Gutiérrez (D’Alessandro) e Diego (Carlos); Pottker e Nico López (Joanderson). Técnico: Guto Ferreira.

Luverdense 0

Diogo; Aderlan, Pablo, William e Paulinho; Moacir, Ricardo, Sergio Mota (Marcos Aurélio) e Douglas Baggio; Rafael Silva e Alfredo (Erick). Técnico: Júnior Rocha.

Gols: Pottker, aos 47/2º

Cartões Amarelos: William (L); Sérgio Mota (L); Winck (I); Pottker (I); Edenilson (I); D’Alessandro (I);

Árbitro: Igor Benevenuto (MG).

Local: Beira-Rio.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

tempo

Com mudança de tempo, marcas não devem passar dos 25°C

Foto: Divulgação

Provas estão previstas para acontecer no dia 23 de dezembro

Imagem: Ilustração

Mais informações podem ser obtidas na prefeitura ou pelo telefone (51) 3766-1255

Foto: Divulgação

Presidente deve aproveitar a internação para passar por avaliação do procedimento urológico a que foi submetido