Giro do Vale / Destaque / Economia / País

Preço do combustível oscila a partir de hoje

Estatal adota mudança na política de ajustes e poderá alterar valores diariamente, seguindo cotação internacional.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A partir desta segunda-feira, a área técnica de marketing e comercialização da Petrobras está orientada para realizar ajustes nos preços dos combustíveis a qualquer momento, inclusive diariamente, desde que os reajustes acumulados por produto estejam dentro de uma faixa determinada (-7% a +7%), respeitando a margem fixada pelo Grupo Executivo de Mercado e Preços (Gemp).

Qualquer alteração fora dessa faixa terá que ser autorizada pelo grupo, composto pelo presidente e pelos diretores executivos de Refino e Gás Natural e Financeiro e de Relacionamento com Investidores. A avaliação da companhia é de que os ajustes que vinham sendo praticados, desde o anúncio da nova política em outubro de 2016, não têm sido suficientes para acompanhar a volatilidade da taxa de câmbio e das cotações internacionais de petróleo e derivados.

Na noite da última sexta-feria, a Petrobras anunciou a redução do preço médio nas refinarias em 5,9% para a gasolina e 4,8% para o diesel. Se o ajuste for integralmente repassado pelos postos aos consumidores o diesel poderá cair 2,7%, ou cerca de R$ 0,08 por litro, em média, e a gasolina, 2,4% ou R$ 0,09 por litro, em média. Trata-se da terceira redução de preços nas refinarias em menos de 40 dias. O último foi em 14 de junho, quando o valor da gasolina foi reduzido em 2,3% e o do diesel em 5,8%. Os futuros ajustes de preços passarão a ser divulgados no site www.petrobras.com.br/precosdistribuidoras.

A preocupação é que “a importação está crescendo, o que significa que a Petrobras está perdendo ‘market share’”, conclui o diretor financeiro da estatal, Ivan Monteiro. As importações de diesel por terceiros devem alcançar 1,2 milhão de m³ em junho (959 mil m³ em maio). Já as importações de gasolina deverão atingir 290 mil m³ em junho (311 mil em maio).

Enfatiza, porém, que “o grande beneficiário dessa nova política é o cliente. O que a área comercial pediu foi para que a gente dê ferramentas para que a empresa possa encantar o cliente, reconquistá-lo, porque parte disso foi perdido para o mercado”.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ele foi detido por uma guarnição da Brigada Militar (BM) na Estação Rodoviária, no Florestal, onde aguardava um ônibus.

Condutor do veículo que atropelou a vítima, deixou o local sem prestar socorro.

Tempo fica instável, mas sol aparece com nuvens em várias cidades.

Com decisão, ex-presidente seguirá preso para cumprir condenação no caso do triplex.