Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Em jogo entre equipes reservas, Grêmio perde para o Botafogo no Rio

Marcelo Oliveira desperdiçou um pênalti no final do primeiro tempo em derrota por 1 a 0.

Foto: Rafael Ribeiro / Press Digital

Foto: Rafael Ribeiro / Press Digital

Com time reserva, o Grêmio teve uma baixa produção ofensiva e foi derrotado pelo Botafogo por 1 a 0 na noite deste domingo, no NIlton Santos, em jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O único gol da partida foi marcado logo aos 6 minutos por Leandrinho. Marcelo Oliveira ainda perdeu um pênalti nos acréscimos do primeiro tempo.

Com a derrota, o Grêmio perde a oportunidade de reduzir a distância para o líder Corinthians, que teve seu jogo da rodada, contra a Chapecoense, adiado para o dia 23. de agosto O Tricolor segue com 39 pontos, contra 47 do Timão.

O Grêmio volta a campo na próxima quarta-feira, às 21h45min, para encarar o Cruzeiro, na Arena, pela ida da semifinal da Copa do Brasil.

O jogo

De olhos nos jogos de ida da semifinal da Copa do Brasil, que acontecem na próxima quarta-feira, Grêmio e Botafogo pouparam seus titulares na partida deste domingo no Engenhão. O time carioca conseguiu logo no começo usar uma arma letal da equipe principal: o contra-ataque.

Com o cronômetro marcando apenas seis minutos, Jaílson perdeu a bola no meio-campo, o Botafogo saiu em contra-ataque rápido e Brenner rolou para Leandrinho, que deu um toque na saída de Paulo Victor e abriu o placar no Engenhão.

O Botafogo seguiu em cima do Grêmio e três minutos depois quase marcou o segundo em um lance fortuito. Gilson cruzou fechado e quase enganou Paulo Victor, que se esticou para mandar a bola para escanteio. Na sequência, Bruno Silva cruzou da direita, mas Emerson Silva não conseguiu o toque para mandar a bola para o do gol.

Após dificuldades defensivas encontradas nos primeiros 15 minutos, o Grêmio foi se organizando na partida. Marcando melhor e tendo a bola no meio-campo, ainda faltava levar perigo ao gol de Gatito Fernández. E a primeira chance veio aos 21 em escanteio batido por Lincoln, que sobrou para Batista após desvio de Marcelo Oliveira. O atacante bateu de primeira, mas Emerson Silva tirou quando Gatito parecia não ter como chegar na bola.

O Botafogo teve mais um contra-ataque perigoso aos 24 minutos, quando Guilherme saiu em velocidade, tabelou com Bruno Silva, se livrou de Bressan e chutou para defesa de Paulo Victor. A resposta gremista veio com Everton, que também partiu em velocidade, mas teve o chute desviado por Leandrinho dentro da área.

Já nos acréscimos, o Grêmio teve duas grandes chances para marcar. Primeiro, Fernandinho teve falta para cobrar na entrada da área. Ele bateu e a bola estourou no braço de Matheus Fernandes na barreira. O árbitro Wagner Reway viu e marcou o pênalti. Coube ao lateral Marcelo Oliveira fazer a cobrança. Mas o camisa 26 bateu mal. Ele optou pela cobrança colocada, sem força, e Gatito pulou no canto para fazer a defesa e evitar o empate.

O segundo tempo seguiu o panorama do primeiro, com o Grêmio tendo a bola, mas chegando mais em lances de bola parada e o Botafogo apostando nos contra-ataques. Assim, em uma bola parada, o Grêmio quase empatou no primeiro minuto. Após escanteio de Lincoln, a bola foi desviada no primeiro pau e Batista, meio no susto, cabeceou para fora.

Aos 9, a chance gremista veio em uma falta frontal na entrada da área. Lincoln bateu procurando o ângulo esquerdo e mandou perto. O Botafogo levou perigo pela primeira vez na segunda etapa aos 13. E foi em uma bela jogada. Bruno Silva deu o passe de calcanhar para Leo Valencia, que bateu colocada e Paulo Victor fez a defesa.

Logo depois, o lateral-direito Arnaldo fez uma grande jogada. Ele arrancou em velocidade, driblou Bressan e só não fez o gol porque Paulo Victor saiu de forma arrojada para fazer a defesa.

Na busca pelo empate, o técnico Renato Portaluppi mexeu na equipe aos 21. Dionathã entrou no lugar de Batista. O garoto deu maior movimentação ao ataque. Logo no primeiro lance, ele arriscou o chute e Gatito fez a defesa. Depois, aos 28, a mudança de Renato foi mais ofensiva. O volante Jaílson foi sacado para a entrada do meia-atacante Patrick.

Aos 36, o Botafogo teve mais um contra-ataque perigoso de três jogadores atacando contra dois defensores do Grêmio, mas Guilherme optou pela finalização e mandou por cima do gol de Paulo Victor.

Renato ainda fez mais uma troca, Jean Pyerre no lugar de Lincoln e, mas não foi suficiente para o Grêmio buscar o empate. O Botafogo ainda perdeu uma grande chance para o segundo gol aos 47, quando Guilherme recebeu dentro da área e finalizou uma bola que passou raspando à trave esquerda de Paulo Victor.

Campeonato Brasileiro – 20ª rodada

Botafogo – 1

Gatito Fernández; Arnaldo, Marcelo, Emerson Silva e Gilson, Matheus Fernandes, Bruno Silva, Leandrinho (Victor Luís), Leo Valencia e Guilherme; Brenner. Técnico: Jair Ventura.

Grêmio – 0

Paulo Victor, Leonardo, Bruno Rodrigo, Bressan, Marcelo Oliveira, Jailson (Patrick), Kaio, Fernandinho, Lincoln (Jean Pyerre) e Everton; Batista (Dionathã). Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: Leandrinho (6min/1ºT)

Cartões amarelos: Matheus Fernandes, Gilson, Émerson Silva (BOT); Bruno Rodrigo (GRE)

Arbitragem: Wagner Reway (MT), auxiliado por Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fábio Rodrigo Rubinho (MT)

Local: Nilton Santos , no Rio de Janeiro (RJ)

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Material estava em tonéis, e foi levado em ação que durou cerca de 5 minutos.

O suspeito, que já foi três vezes preso por furto em pouco mais de um mês, estava no interior do carro.

Veículo estava abandonado em uma rua do Bairro Pinheiros.

Decisões no mês de agosto fazem comissão técnica pensar em preservar jogadores importantes.