Giro do Vale / Esporte / Geral

Grêmio sofre, mas vence Atlético-GO fora de casa

Michel fez o único gol do jogo aos 37 minutos do segundo tempo.

Foto: Carlos Costa / Futurapress / Folhapress

Foto: Carlos Costa / Futurapress / Folhapress

Mesmo jogando pouco, o Grêmio sofreu, mas conseguiu arrancar uma vitória do Atlético-GO por 1 a 0 na noite desta quarta-feira, em Goiânia. O gol da partida foi marcado justamente por um ex-jogador do Dragão, Michel, aos 37 minutos do segundo tempo. Com o resultado, o Tricolor permaneceu na vice-liderança e ficou a oito pontos do líder Corinthians.

No próximo domingo, o Grêmio entrará em campo para enfrentar o Atlético-MG na Arena, às 16h. Já o Atlético-GO, atuará sábado contra o Fluminense no Maracanã, a partir das 19h.

Grêmio irreconhecível deixa Atlético-GO assustar

O Grêmio iniciou na noite desta quarta mais um capítulo da caçada ao Corinthians. Desta vez, o adversário foi o Atlético-GO, que entrou em campo como lanterna do Brasileirão. O jogo começou extremamente equilibrado, com superioridade das defesas sobre os ataques. Tricolor parecia que estava bem encaminhado quando aos 10 minutos levou perigo em uma cabeçada de Bressan. Para azar do time gaúcho, a conclusão passou acima do gol defendido por Felipe.

A partir daí, o Atlético-GO começou a tomar conta do jogo. Aos poucos, a equipe que estava mais concentrada no aspecto defensivo, começou a se soltar. Nos primeiros minutos, a marcação era tão forte nos jogadores do Grêmio que em algumas jogadas era possível ver dois atletas do Dragão contra um do Tricolor. A linha defensiva, quando a equipe de Renato Portaluppi tinha a bola, era formada por cinco homens.

Aos 17, o Atlético-GO chegou pela primeira vez. André Castro fez boa jogada pela direita e cruzou. Jorginho invadiu a área e cabeceou quase em cima de Grohe, mas a bola foi para fora. Em seguida, aos 24, o Dragão foi ainda mais perigoso e criou duas chances em um só lance. Walter recebeu lançamento na esquerda e, já dentro da defesa gremista, girou em cima de Kannemann, batendo forte, para uma grande defesa de Marcel Grohe. No rebote, Andrigo entrou na corrida e chutou, mas o arremate saiu alto.

Curiosamente, apesar de estar com quase todos os titulares, o Grêmio não conseguia se articular ofensivamente. Everton, Pedro Rocha e Fernandinho foram figuras apagadas no primeiro tempo. Arthur e Ramiro se movimentaram, mas também fracassaram na hora de criar situações para o time visitante.

Aos 40 minutos, o Atlético-GO encontrou uma nova chance de gol, a melhor da partida até então. Em cobrança de falta, Fernandinho desviou para trás e Roger Carvalho cabeceou a bola no travessão. Irreconhecível, o Grêmio desceu para o vestiário precisando de consertos e da orientação de Renato.

Michel salva o Grêmio 

A conversa no vestiário não teve o efeito esperado e o Grêmio retornou para o segundo tempo com o mesmo futebol dos primeiros 45 minutos. O Atlético-GO, por outro lado, jogava como queria e ainda dominou as ações nos 10 minutos iniciais. Insatisfeito com a produção da equipe, Renato resolveu sacar Arthur e colocar Lincoln.

Uma das provas de que o Grêmio não estava inspirado ocorreu aos 14 minutos. O zagueiro Roger Carvalho errou um passe no campo de defesa e Pedro Rocha ficou com a bola. O atacante tinha a chance de acionar Everton dentro da área, mas resolveu chutar. O lance acabou abafado pela zaga do Atlético-GO.

A resposta do Atlético-Go veio quatro minutos depois, através de uma cobrança de falta. Walter chutou forte e a bola quase entrou no canto direito de Marcelo Grohe. O goleiro do Grêmio chegou a voar na bola, mas o chute foi muito forte e acabou na linha de fundo.

Aos 20 minutos, o Grêmio conseguiu, pela primeira vez no jogo, dar trabalho ao goleiro Felipe. Fernandinho fez grande jogada pelo lado esquerdo e chutou forte. O goleiro do Dragão fez uma defesa esquisita, mas conseguiu evitar o que seria o gol do Tricolor.

Em uma nova tentativa de dar mais fôlego ao time do Grêmio, Renato apostou em Léo Moura no lugar de Pedro Rocha, atuação apagada. A modificação, no entanto, pouco acrescentou ao time, que seguia carente de criatividade e sem força para chegar ao ataque. Até que, aos 37 minutos, após uma cobrança ensaiada de escanteio, Lincoln apareceu livre dentro da área e cruzou para Michel, que, sem goleiro, empurrou a bola para o fundo das redes, fazendo 1 a 0. O lance decretou a vitória gremista, apesar da má atuação.

Brasileirão 2017 – 18ª rodada

Atlético-GO 0

Felipe; André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Paulinho, Igor (Silva), Andrigo, Jorginho (Luiz Fernando) e Niltinho; Walter. Técnico: J. P. Sanches.

Grêmio 1

Marcelo Grohe; Leonardo, Bressan, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Lincoln), Ramiro, Fernandinho e Pedro Rocha (Léo Moura); Everton. Técnico: Renato Portaluppi.

Gols: Michel, aos 37/2º;

Cartões Amarelos: Paulinho (A); Michel (G); Gilvan (A); Kannemann (G);

Árbitro: Igor Benevenuto (MG).

Local: Goiânia.

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Indivíduo de 40 anos, teria sido flagrado por familiares no momento em que tocava nas genitálias de uma menina.

Foto: Divulgação

Caminhonete, carro e moto haviam sido furtados na noite da sexta-feira em Lajeado.

Foto: Divulgação

Com eles foram encontrados drogas, dinheiro, munições e dois celulares.

Foto: Juliano Beppler da Silva / Giro do Vale / Arquivo

Sol pode aparecer em diferentes localidades do Estado.