Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter goleia o Figueirense e retoma liderança da Série B

Colorado foi superior e aplicou 3 a 0 no Beira-Rio.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter não precisou ser exuberante para controlar o Figueirense e golear, neste sábado no Beira-Rio. A vitória por 3 a 0 veio ao natural, explorando os contra-ataques e a bola áerea na fraca defesa dos catarinenses. Pottker e Uendel foram destaques em atuação para retomar a liderança da Série B.

Com 45 pontos, o Colorado voltou ao primeiro lugar, empatado com o América-MG, mas à frente no número de vitórias. O Figueirense, por sua vez, afunda na zona do rebaixamento, com 25 pontos em 18º. O Inter volta a jogar no próximo sábado, contra o Náutico, em Caruaru.

Gol cedo e controle da partida

Sob forte chuva, o Colorado fez rapidamente o tema de casa para não se incomodar depois. Abriu o placar com facilidade, mas na tentativa de controlar, deu espaços demais ao Figueirense, que chegou a assustar o gol de Danilo Fernandes no primeiro tempo.

O Inter inaugurou o escore logo aos três minutos, em jogada rápida que começou com D’Alessandro. Ele serviu Uendel que olhou para a área e descolou grande cruzamento para Pottker. Livre atrás da marcação, o atacante deu uma voadora na bola e fulminou as redes para o 1 a 0.

Ele ainda teve a chance de ampliar aos seis minutos. Lançado nas costas da zaga, podia chutar, mas preferiu centralizar com Damião. O centroavante chegou um segundo atrasado e Pereira afastou.

Figueirense assusta, mas sob controle

Depois disso, os comandados de Guto Ferreira diminuíram a marcha e o Figueira cresceu. Aos sete, Danilo precisou trabalhar. Zé Love levantou com perigo na área, a zaga se atrapalhou e Enan tentou o chute, mas o goleiro surgiu no abafa.

Cláudio Winck deu a resposta com belo chute de longe. O goleiro Saulo se atrapalhou com a bola molhada e por pouco Pottker não chegou no rebote.

A partir dos 20 minutos, o Figueirense teve duas boas chances. A primeira delas parou nas mãos de Danilo, após Dudu roubar na meia-lua e cruzar para Enan. O atacante mandou o testaço defendido pelo goleiro. Aos 26, Zé Love recebeu na esquerda, foi para cima da marcação e quase levou a melhor. Pereira surgiu na sobra e mandou uma bomba, mas isolou

O jogo só voltou a ficar movimentado após os 40. Foi o Inter que tentou uma estocada com Uendel, invadindo a área em alta velocidade. Ele cruzou na confusão e a zaga afastou. Edenilson pegou o rebote e mandou a bomba, mas Saulo fez grande defesa.

A resposta do Figueira veio aos 45, com uma trapalhada de Danilo. O goleiro saiu mal do gol e foi driblado por Enan. Mas o atacante ficou sem ângulo e recuou para Dudu. No cruzamento, Cuesta tirou o perigo antes do árbitro definir o final da etapa.

Damião amplia o escore

O segundo tempo começou com substituição no Inter. Alemão entrou no lugar de Cláudio Winck. O Colorado recuou para seu campo e aguardou o Figueirense para dar o golpe final.

E o resultado apareceu aos sete minutos, numa cobrança de escanteio. D’Alessandro levantou com perfeição, a zaga ficou plantada no chão e Damião surgiu de peixinho para definir o 2 a 0.

O Figueira tentou responder com Zé Love aos 11 minutos e assustou. O atacante driblou bonito e levantou na marca do pênalti. Cuesta afastou contra o patrimônio e passou raspando o travessão.

Depois disso, Damião acumulou chances perdidas de gol. Primeiro, aos 14, Pottker atravessou o campo com a bola dominada e rolou para o lado. Com a meta à disposição, Damião chutou em cima de um zagueiro. Dez minutos depois, Uendel recebeu na esquerda, matou no peito e cruzou de primeira para Damião. Sozinho, a dois passos do gol, ele conseguiu mandar por cima da meta.

Uendel faz grande jogada para golear

Antes de Damião isolar a terceira bola, Nicolas Careca subiu com a careca na área e cabeceou para fora, aos 31. Nico López entrou no lugar de Sasha, em seguida. Quatro minutos depois, Nico serviu Damião na cara do gol. Ele tinha toda a meta à disposição e chutou em cima de um defensor.

Mas a goleada colorada estava garantida. Isso por que, aos 36, Uendel fez jogada magistral. Puxou da esquerda e driblou três rivais. Cruzou rasteiro na área e Nico López apenas encostou para o fundo das redes, confirmando o 3 a 0.

O Figueirense ainda teve a chance de ampliar aos 45, mas Nicolas Careca perdeu de frente para a meta. Ele recebeu na marca penal e disparou uma bomba. Superou o goleiro Danilo, mas a bola explodiu no travessão, mantendo a goleada do Inter.

No apito final, o lateral Alemão surpreendeu e recebeu grande apoio da torcida. Pagando alguma promessa ao voltar de lesão, ele percorreu todo o gramado de joelhos, antes de retornar ao vestiário.

Série B – 24ª rodada

Inter 3

Danilo Fernandes; Cláudio Winck (Alemão), Ernando, Víctor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Edenilson (Charles), D’Alessandro, William Pottker e Eduardo Sasha (Nico López); Leandro Damião. Técnico: Guto Ferreira.

Figueirense 0

Saulo; Dudu, Marquinhos, Leandro Almeida e João Lucas; Pereira, Abuda (Patrick), Marco Antônio e Xuxa (Lucas Silva); Zé Love e Henan (Nicolas Careca). Técnico: Milton Cruz.

Gols: William Pottker (3min/1ºT), Leandro Damião (7min/2ºT) e Nico López (37min/2ºT).

Cartões amarelos: Xuxa (F); D’Alessandro, Edenilson, Leandro Damião (I).

Público: 20.388.

Renda: R$ 403.232,00.

Arbitragem: Pericles Bassols Pegado Cortez, com Clovis Amaral da Silva e Cleberson do Nascimento Leite (trio pernambucano).

Local: Beira-Rio.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foram recuperados materiais possivelmente oriundos de furtos e roubos.

Um dos homens foi imobilizado por populares e o outro foi capturado no porão de uma casa.

Suspeito foi acompanhado por câmeras de videomonitoramento.

Chamas iniciaram na tarde da última quarta-feira