Giro do Vale / Economia / País

Petrobras aumenta preço do gás de cozinha, comercial e industrial

O reajuste para o botijão de 13 quilos supera 12%.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

A Petrobras está reajustando o gás de cozinha em 12,2%, em média. A decisão foi tomada à noite passada. Vale para o gás liquefeito de petróleo (GLP) para uso residencial vendido em botijões de até 13 quilos. O aumento entra em vigor a partir da meia-noite.

Segundo a Petrobras, o motivo é o estoque muito baixo e os impactos do furacão Harvey na maior região exportadora mundial de gás liquefeito de petróleo. Refere-se a região de Houston, no Texas. Argumenta ainda que a correção aplicada neste momento não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional.

“Com a chegada do furacão Harvey na semana passada, tanto a produção quanto os terminais do Golfo americano foram impactados e permanecem fora de operação. Assim, a menor disponibilidade de GLP provocou aumento de preço nos mercados consumidores, incluindo o Brasil.  Além disso, os preços já vinham sendo afetados por estoques em níveis próximos do mínimo observado nos últimos cinco anos nos Estados Unidos. Avaliações de mercado chegaram a apontar que o estoque não atingiria níveis considerados confortáveis para fazer frente ao período de inverno no Hemisfério Norte.  Tais fatores vinham se refletindo na elevação dos preços no mercado internacional e afetando especialmente as regiões do Extremo Oriente e da Europa, importantes centros consumidores de GLP. Os impactos do furacão Harvey só vieram agravar esse cenário, acarretando a manutenção de cotações elevadas no início do mês de setembro.” – diz o comunicado.

O ajuste anunciado foi aplicado sobre os preços praticados sem incidência de tributos. Se for integralmente repassado aos preços ao consumidor, a Petrobras estima que o preço do botijão pode ser reajustado, em média, em 4,2% ou cerca de R$ 2,44 por botijão.

A Petrobras divulgou ainda outro comunicado informando a decisão de reajustar os preços de comercialização para distribuidoras do GLP destinado aos usos industrial e comercial. A média de aumento fica em 2,5%.

Uma nova avaliação sobre os preços será feita em 21 de setembro. A última elevação ocorreu em cinco de agosto.

Nessa segunda-feira, a Petrobras também aumentou os preços da gasolina nas refinarias. Desde a mudança na política de preços, em três de julho, a elevação supera 17%. Também argumentou que o furacão fechou refinarias nos Estados Unidos e aumentou muito os valores de referência do combustível.

 

Rádio Gaúcha

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Foto: Divulgação

Atleta de Lajeado afirma ter sido chamado de macaco pela mãe de um dos jogadores do time adversário.

Foto: Divulgação

Relógios devem ser adiantados em uma hora a partir do dia 15 de outubro nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste.

Foto: Juliano Beppler / Giro do Vale

Nos aspirantes, vitória do Estudiantes sobre o Rudibar.

Foto: Brigada Militar / Divulgação

Bandidos tentaram abrir cofre com uso de maçarico.