Giro do Vale / Estado / Geral

Região Central do Estado já tem ao menos 780 casas atingidas pelo temporal

Defesa Civil concentrou o atendimento aos moradores no ginásio do Corpo de Bombeiros em Santa Maria

Foto: João Vilnei / Divulgação

Foto: João Vilnei / Divulgação

Desde as 3h dessa quinta-feira, dia 19, equipes da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros trabalham para minimizar os efeitos da chuva em Santa Maria. O último balanço da Prefeitura aponta 380 casas atingidas pelo temporal, a maioria em áreas de vulnerabilidade social. Em toda a região Central do Estado, ao menos 780 casas foram afetadas pelo temporal. O número deve aumentar, já que Arroio do Tigre, Capão do Cipó e Itaara também registraram destelhamentos.

A Defesa Civil concentrou o atendimento aos moradores no ginásio do Corpo de Bombeiros, na rua Coronel Niederauer, número 890, no centro de Santa Maria. Até as 11h, 600 metros de lona já haviam sido distribuíbos.  “Estamos concentrando o atendimento no ginásio, mas estamos com equipes nas ruas para atender as necessidades das pessoas”, explicou o prefeito de Santa Maria, Jorge Pozzobom, para a imprensa.

A força do vento arrancou muitas árvores e postes por toda a cidade. Parte de Santa Maria ficou sem energia elétrica e sem telefone. A caixa d’água do Presídio Regional de Santa Maria foi arrancada. No local, há cerca de 500 detentos.

 

Correio do Povo

 

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

O homem fugiu e a vítima foi até a Delegacia de Polícia denunciar a situação

Familiares encontraram a vítima caída em um galpão da propriedade, em Linha Paisandu.

Máximas ficam mais amenas no Estado, inclusive no litoral Norte

Vigilância Sanitária havia solicitado alterações no local. Após adequações, cirurgias serão retomadas a partir de segunda-feira, dia 18