Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio x Lanús: Decisão para fazer e ficar na história da Libertadores

Tricolor joga pelo empate para sair de La Fortaleza com o título de tricampeão do torneio

Foto: Foto: Fabiano do Amaral / Divulgação

Foto: Foto: Fabiano do Amaral / Divulgação

Para chegar ao topo da América pela terceira vez na sua história, para atingir o cume do Aconcágua, a montanha mais alta do continente americano com 6.961 metros de altura, para trazer a taça da Libertadores da América para Porto Alegre o Grêmio precisa sair “vivo” de La Fortaleza, na Argentina, a partir das 21h45min desta quarta-feira, dia 29. Em 1983, contra o Peñarol foi um páreo duro. Em 1995, na Colômbia, um clima hostil. Portanto, a história gremista é de superação em Libertadores.

O estádio, casa do Lanús, adversário aguerrido do Tricolor é um alçapão: torcida no cangote o tempo todo. O time de Renato Portallupi está em vantagem, venceu a primeira partida da decisão por 1 a 0. O jogo terminou com polêmica – pênalti em Jael, uso do VAR, empurra-empurra, confusão. O clima tenso seguiu durante toda a semana: reuniões, troca de farpas. Mas, para o capitão Pedro Geromel erguer a taça, tudo isto deve ser esquecido. Título se decide no campo. Por isto, com exceção de Kannemann, suspenso, a tendência é que a equipe seja a mesma que começou o jogo na Arena. Para a vaga do zagueiro argentino, Bressan deve ser o escolhido. Ainda no sistema defensivo, o Tricolor tem em Marcelo Grohe uma segurança. Frio e calculista, o goleiro do Grêmio já mostrou que não é fácil vencê-lo. Na frente dele, Geromel. Sinônimo de raça, qualidade técnica e humildade: se precisar chutão, dá chutão. Nas laterais, os perigosos Edílson, de chegada forte e chute potente, e Cortez, na esquerda, como elemento surpresa. No meio-campo, o coração da equipe, Jaílson, Arthur, Ramiro, Luan e Fernandinho ditam o ritmo. Marcam e avançam. O camisa 7 aliás, bem marcado no primeiro jogo, talvez tenha mais espaço para seus arremates e tabelas com Fernandinho e Lucas Barrios.

A tendência é que seja uma partida dura, brigada, com cada jogador ocupando o máximo de espaço no gramado do acanhado La Fortaleza, não dando chance ao adversário respirar. Ambos os times gostam de ficar com a bola no pé, de triangulações, de estocadas certeiras. O técnico do Lanús, Jorge Almíron, deu declarações de que irá atacar o Tricolor desde o começo. Mas não terão pressa. Não se afobam. Em Porto Alegre eles controlaram o jogo, especialmente no primeiro tempo, e tiveram duas oportunidades, salvas por Grohe. Eles vão avançando suas linhas trocando passes e na hora certa finalizam. Marcone, Acosta e Sand formam um tridente perigoso. O Grêmio, portanto, para anular estas armas, terá que adotar a mesma postura do segundo tempo na Arena: encularrar o Lanús, forçar o erro, o atropelo. E assim, com o espaço na defesa, um dos pontos vulneráveis dos argentinos, silenciar os mais de 40 mil argentinos que estarão nas arquibancadas e fazer explodir uma nação em azul, preto e branco.

O grupo gremista mostrou ao longo da competição credenciais que possibilitam ao torcedor gritar tricampeão ao final da partida. Não perderam a cabeça, não se assustaram e souberam controlar o ímpeto dos adversários. A verdade é que será uma partida de xadrez. Um movimento em falso e a Copa Libertadores mudará de dono. Veremos ao final do jogo qual Rei estará de pé: Grêmio ou Lanús. Se teremos um tricampeão ou um campeão inédito.

Libertadores 2017 – Final

Lanús

Andrada; Gómez, García Guerreño,Herrera, Velázquez; Martínez, Marcone, Pasquini; Silva, Sand, Acosta. Técnico: Jorge Almíron

Grêmio

Marcelo Grohe; Edilson, Geromel, Bressan, Cortez: Jailson, Arthur, Ramiro, Luan, Fernandinho; Lucas Barrios. Técnico: Renato Portaluppi

Local: La Fortaleza, Lanús, Argentina

Horário: 21h45min

Árbitro: Enrique Cáceres (PAR)

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Mulher se dizendo advogada também tentou angariar dados da vítima

Apesar do forte calor, não se descarta chuva isolada na Metade Norte

Medida encurta em 15 dias período com o sol até mais tarde

Colisão entre um caminhão caçamba e uma motocicleta ocorreu em frente ao Country Clube, no Bairro Olarias.