Giro do Vale / Estado / Geral

Servidores do RS que ganham até R$ 4 mil recebem nesta sexta-feira

Quitação integral está prevista para ocorrer até o dia 14 de novembro

Servidores e pensionistas vinculados ao Executivo do Rio Grande do Sul com rendimento líquido entre R$ 2 mil e R$ 4 mil receberão os salários integralmente nesta sexta-feira, dia 10, conforme anunciou na última quinta-feira, dia 9, a Secretaria Estadual da Fazenda. Há ainda previsão, não confirmada até a tarde de quinta-feira, de pagar também quem ganha entre R$ 4 mil e 5 mil. A quitação integral está prevista para ocorrer até o dia 14 de novembro, de acordo com o comportamento da receita neste período, segundo o governo.

Este é o segundo mês consecutivo em que o governo adota o escalonamento dos pagamentos por valor dos salários, em vez de parcelar os vencimentos dos funcionários. O primeiro depósito, para quem recebe até R$ 2 mil, ocorreu no dia 31 de outubro. No mesmo dia, foi creditada a penúltima parcela do 13º salário de 2016, para todos os servidores.

Segundo o governo, com a entrada dos recursos do início do calendário mensal do ICMS, foi possível reunir os R$ 299,5 milhões necessários para efetivar os depósitos. Serão 257.124 vínculos com os salários quitados, de um total de 342.742 vínculos entre ativos, inativos e pensionistas. A folha líquida de outubro ficou em R$ 1,22 bilhão (sem considerar as consignações bancárias).

O governo ainda salienta que, ao pagar os servidores com rendimento líquido de até R$ 4 mil, 89,4% do magistério estará com os salários em dia, o que representa 146.035 professores.

Histórico de parcelamentos

Desde fevereiro do ano passado, os salários dos servidores do Poder Executivo vinham sendo pagos de forma fatiada e consecutiva. Em 2015, também houve parcelamento, no início do governo Sartori, mas por dois meses.

Antes, a última vez em que os servidores tiveram os salários parcelados, havia sido em 2007, durante o governo de Yeda Crusius.

 

G1-RS

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ele foi detido por uma guarnição da Brigada Militar (BM) na Estação Rodoviária, no Florestal, onde aguardava um ônibus.

Condutor do veículo que atropelou a vítima, deixou o local sem prestar socorro.

Tempo fica instável, mas sol aparece com nuvens em várias cidades.

Com decisão, ex-presidente seguirá preso para cumprir condenação no caso do triplex.