Giro do Vale / Geral / Internacional

Terremoto no Irã deixa mais de 330 mortos

Mais de 2,5 mil pessoas ficaram feridos por conta do tremor

Foto: Pouria Pakizeh / ISNA / AFP

Foto: Pouria Pakizeh / ISNA / AFP

Ao menos 336 pessoas morreram e outras 2.530 ficaram feridas no Irã em um terremoto que sacudiu uma zona montanhosa na fronteira com o Iraque, de acordo com um balanço atualizado divulgado pelas autoridades iranianas. O balanço anterior registrava 207 mortos e 1,7 mil feridos. No Iraque, o terremoto provocou a morte de sete pessoas, de acordo com o novo balanço oficial.

Em algumas áreas dos dois países foram registrados cortes de energia elétrica. O tremor também foi sentido no sudeste da Turquia, perto da fronteira com Irã e Iraque. Na cidade de Diyarbakir, os habitantes saíram de suas casas durante o terremoto, mas retornaram pouco depois. Em 2003, um terremoto na cidade de Bam, província de Kerman matou 31 mil pessoas e a cidade ficou praticamente destruída.

Em abril de 2013, dois terremotos foram registrados no Irã, com poucos dias de intervalo, de magnitude 6,6 e 7,7, o mais forte no país desde 1957. Os tremores deixaram 40 mortos no Irã e um número similar no Paquistão. Em junho de 1990, um terremoto de 7,4 graus no Irã, perto do mar Cáspio, deixou 40 mil mortos e mais de 300 mil feridos, além de meio milhão de desabrigados. Em poucos segundos, uma superfície de 2,1 mil quilômetros quadrados, onde ficavam 27 cidades e 1.871 vilarejos nas províncias de Ghilan e Zandjan, ficou devastada.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Recebem o Pasep servidores públicos com inscrição de final 3

Volante não atua há cinco meses entre os profissionais e crê que não terá problemas para retomar ritmo