Giro do Vale / Arvorezinha / Polícia

Cinco dias após assalto a bancos, cerco a criminosos continua na região alta do Vale

Durante a ação um homem foi morto

Foto: Josevan Ferreira / Grupo Independente / Divulgação

Forças de segurança seguem o cerco aos criminosos que atacaram as agências da Caixa Econômica Federal e do Banco do Brasil de Arvorezinha, no último dia 07 de dezembro. Um refém morreu durante a ação e um homem foi preso horas depois do roubo mas, desde então, apesar dos esforços, não há novidades.

Os trabalhos são realizados na região alta do Vale do Taquari, no área de Arvorezinha, Putinga, Anta Gorda, Ilópolis e Fontoura Xavier. Qualquer informação relevante que possa auxiliar o policiamento pode ser repassada pelos telefones 197, da Polícia Civil, e 190, da Brigada Militar.

 

Grupo Independente

 

SAIBA MAIS

Quadrilha realiza assalto a agências bancárias em Arvorezinha e um refém é morto

Identificado refém que acabou morto após assalto a bancos em Arvorezinha

Madrugada tem confronto com assaltantes de banco no interior de Putinga

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Ainda há veículos furtados no município, que estão desaparecidos.

Ação policial iniciou após criminosos terem roubado uma moto nas imediações da Cervejaria Salva em Bom Retiro do Sul.

Homem é um dos sócios de outro envolvido e ambos teriam pago R$ 25 mil por ritual macabro.

Decisão foi feita após processo movido por um grupo de advogados trabalhistas.