Giro do Vale / Estado / Geral

Viagem Segura de Navegantes terá quatro dias de fiscalização intensa

Operação se estende até o domingo, dia 4.

O Detran-RS, Polícia Rodoviária Federal, Brigada Militar, Comando Rodoviário estão mobilizados para a Viagem Segura de Navegantes, que tem início à zero hora desta quinta-feira, dia 1º. A 84ª edição da operação se estende por quatro dias, até a meia-noite de domingo, dia 4, com especial atenção para o Litoral, onde estará acontecendo também festival de música na praia de Atlântida.

Acidentes

Segundo levantamento do Detran-RS, entre janeiro de 2007 e junho de 2017, a média dos 15 feriados ou datas festivas em que ocorre a operação aponta 6,4 mortes por dia. No feriado de Navegantes, a média é um pouco mais baixa: 5,5 mortes/dia. No ano passado, foram 28 vítimas durante os cinco dias do feriado, considerando as que morrem até 30 dias pós-acidente. Avaliando a média geral da acidentalidade no estado, a análise aponta para 62% das vítimas fatais foram oriundas de acidentes que ocorreram nas rodovias, contra 38% nas vias municipais.

Sobre a Viagem Segura

Com seis anos completados no último feriado de 15 de Novembro, a Operação tem como principais parceiros Polícia Rodoviária Federal (PRF), Brigada Militar e Comando Rodoviário da BM (CRBM), DetranRS e Polícia Civil. Também colaboram órgãos de trânsito municipais (EPTC/ Porto Alegre), ANTT, DNIT, Cetran/RS, Daer, EGR, Famurs, além de representantes da sociedade civil organizada, como o Lions Club e o Instituto Zero Acidente.

Nas suas 83 edições anteriores, somou mais de 5,1 milhões de veículos fiscalizados e 885,4 mil infrações registradas. Foram recolhidos 85,2 mil veículos e 22,8 mil Carteiras Nacionais de Habilitação em situação irregular. No período, foram aplicados 181,7 mil testes de etilômetro, que resultaram em 15,2 mil infrações por alcoolemia. Dos condutores autuados por teste de etilômetro positivo, 5,8 mil foram enquadrados em crime de trânsito (quase 38,5%), por terem resultado igual ou superior a 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido dos pulmões. Outros 2,2 mil condutores se recusaram a fazer o teste. Todos responderão pelas sanções administrativas dos artigos 165 e 165-A do Código de Trânsito Brasileiro: multa de R$ 2.934,70 e suspensão do direito de dirigir por um ano (além da retenção do veículo e do documento).

 

Detran-RS

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Vítima foi encontrada por um pescador, que estava em um barco.

A Brigada Militar (BM) foi acionada e fez buscas, mas o assaltante não foi encontrado.

Havia cerca de 10,5 mil aves no momento do incêndio, mas não houve perda significativa

Após ser levado a Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) ele seria conduzido ao presídio.