Giro do Vale / Bom Retiro do Sul / Educação

Aulas na rede municipal de Bom Retiro do Sul iniciam na segunda-feira

Mais de 1.400 alunos voltarão para as salas de aula

A segunda-feira, dia 26, será dia de retornar ao convívio dos colegas e professores na rede municipal de ensino de Bom Retiro do Sul. Após o período de férias e com as baterias recarregadas, o ano letivo de 2018 inicia com muitas novidades e projetos educacionais.

Conforme a SMEC (Secretaria Municipal de Educação e Cultura) a rede municipal terá mais de 1400 alunos de educação infantil e ensino fundamental retornando às aulas a partir da segunda-feira. E para que todos sejam recebidos da melhor forma possível, as escolas se empenharam e prepararam muitas surpresas para receber os alunos. Na EMEF Isabel Luiza Bittencourt, por exemplo, uma decoração especial foi confeccionada para acolher os alunos com muito carinho.

Já na EMEF Anita Ferreira de Moraes, no Faxinal, os preparativos na escola e a empolgação dos profissionais são enormes à espera dos alunos. Para o primeiro dia de aula, a equipe da escola quer tornar o dia mais doce. Além da merenda escolar, cuidadosamente selecionada pela nutricionista Cíntia Carolini da Rocha Eckhardt, as crianças se divertirão com um delicioso algodão doce feito com muito amor e carinho.

Além do acolhimento especial, a Coordenadora Pedagógica e Administrativa da SMEC, Martinha Maria Dullius diz que todos os projetos já iniciados no ano anterior terão continuidade e novos serão implantados.

“Priorizaremos a qualificação dos servidores e o aperfeiçoamento nas metodologias de ensino dos alunos. São trabalhos que terão uma melhoria gradual e contínua, fortalecendo a educação, a formação dos professores e a qualificação humana dos servidores”, destacou.

Entre os projetos e metas que serão desenvolvidos estão a prática do planejamento como ferramenta ao processo pedagógico e o fortalecimento das equipes diretivas a partir de maior autonomia financeira nas escolas.

Terão continuidade neste ano a Feira de Ciências, o Dança Bom Retiro, ampliação das hortas escolares e a formação de uma parceria com a EMATER para incrementar projetos de alimentação saudável.

Uma das inovações, conforme Martinha, será a criação de uma cultura que vise a escrita e a leitura entre os alunos. A ideia é envolver e incentivar os alunos da rede municipal a lerem e escreverem suas próprias histórias. “As histórias que os alunos contarem serão selecionadas e farão parte de um livro que a SMEC irá lançar neste ano”, revela Martinha.

Transporte escolar

Neste ano, por determinação do Governo Federal, que emitiu novos critérios de atendimento para o transporte escolar, uma reavaliação obrigatória está sendo feita no sistema municipal, e adequações serão feitas.

“Os alunos continuarão a ter o transporte escolar normalmente neste início de ano letivo. Um mapeamento será feito dentro das escolas com cada aluno, cruzando informações sobre o local de sua residência e a escola que frequenta, dentro dos parâmetros exigidos pelo Governo Federal”, explicou Martinha.

As carteirinhas necessárias para uso do transporte escolar serão emitidas nas escolas que os alunos frequentarem, após o início das aulas. Situações especiais e de vulnerabilidade serão avaliadas a parte pela SMEC, caso seja necessário.

Mais alfabetização

Devido a novos critérios do Governo Federal para que os municípios continuem a oferecer o programa Mais Educação, Bom Retiro do Sul não atende aos novos critérios e não terá o programa neste ano nas escolas municipais. Conforme a determinação do Governo Federal, as escolas com ótima classificação no IDEB não poderão mais oferecer o programa aos alunos no município.

Todavia, para que os alunos não saiam prejudicados, o município continuará ofertando o turno integral nas escolas, dentro das possibilidades financeiras. Para complementar o Mais Educação, a SMEC fez a inscrição do município no projeto ‘Mais Alfabetização’, por meio do Ministério da Educação e Cultura, e aguarda a contemplação para começar a oferecer oficinas de leitura e escrita aos alunos de primeiro e segundo ano do Ensino Fundamental.

 

AI

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Porém, o pedido foi negado pela Justiça, mesmo com parecer favorável do Ministério Público (MP)

Previsão é que a Draco comece a operar em maio de 2019, a partir do ingresso de novos servidores na corporação

Ministério da Saúde ampliou prazo para até terça-feira, na tentativa de preencher vagas que faltam

Termômetros voltam a superar os 30°C em vários pontos