Giro do Vale / Esporte / Inter

D’Alessandro brilha e comanda virada do Inter sobre o Juventude

Com assistências do argentino, Colorado bateu rival por 3 a 1 e assumiu liderança do Gauchão.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter é líder do Gauchão. E é líder, porque virou o jogo e ganhou do Juventude por 3 a 1, no estádio Beira-Rio, no entardecer desta quinta-feira, pela sétima rodada do Campeonato Estadual. Em um jogo com dois tempos distintos, a equipe colorada dominou a etapa inicial e teve que se segurar depois do intervalo até definir o resultado. Nesse meio tempo, Odair ganhou dois problemas, pois Pottker e Danilo Fernandes sentiram lesão.

Com a vitória, o Inter foi a 15 pontos – um na frente do então líder Caxias, mas com um jogo a mais. O Juventude continuou com cinco pontos, na nona colocação. Os dois times voltam a campo no domingo. Enquanto o Inter vai à Região Sul enfrentar o São Paulo, o Juventude visita seu rival para um Ca-Ju, no Centenário.

Com assistências de D’Alessandro, Inter vira

As duas equipes começaram com propostas bem claras no Beira-Rio. Enquanto o Inter tentava a iniciativa, um Juventude compactado na defesa rechaçava os ataques vermelhos. E, não raro, conseguia escapar para alguma conclusão que acabava por não levar perigo real a Danilo Fernandes.

Foi assim ao longo dos primeiros 13 minutos. Até que houve um primeiro lance que mudou a história da partida. Num balão despretensioso para frente do goleiro Douglas, a bola sobrevoou o meio campo colorado, passou por Cuesta e chegou a Guilherme Queiroz. Com alguma folga da marcação de Klaus e notando Danilo Fernandes adiantado, tocou por cima e abriu o placar para os visitantes.

Seria algo bom para o Juventude se este lance tivesse ocorrido já no finalzinho, porque, depois dele, o Inter apertou de vez a pressão. Aos 15, Leandro Damião não empatou num testaço por questão de centímetros após cruzamento da direita. Mas aos 19 não teve erro. Teve foi surpresa. D’Alessandro cobrou rapidamente o escanteio e tocou rasteiro para Patrick, que completou cruzado e deixou tudo igual.

Quem quis empatar, quis também a virada. E a defesa do Juventude teve mais trabalho, tanto com Pottker pela direita, quanto com Iago e Patrick, pela esquerda. Contudo a melhor chance apareceu com Leandro Damião. Ele recebeu aos 33 e, num giro rápido, virou para uma conclusão forte e rasteira. A bola saiu ao lado do gol. Em seguida, Dudu bateu com efeito e arrancou um “uh” das arquibancadas. O quase virou gol no minuto seguinte. D’Alessandro pifou Iago, que entrava com velocidade na área. O lateral bateu forte e cruzado e correu para comemorar seu primeiro gol como profissional.

Juventude cresce no segundo tempo, mas D’Ale faz nova assistência

O Inter até chegou a esboçar um ataque de pressão logo que as equipes voltaram do intervalo. Só que não demorou para o Juventude tomar conta do jogo ainda no começo do segundo tempo. Com as entradas de Caprini e Vidal nos lugares de Felipe Lima e César Martins, o time da Serra recuperou a posse de bola e, pouco a pouco, foi avançando as suas linhas.

A posse de bola não tardou para se transformar em pressão. Ainda que um tanto quanto desorganizada, porém com a equipe da Serra cada vez mais próxima à área defensiva do Inter, como até então não tinha acontecido. Aos 5, os visitantes conseguiram seu primeiro lance de perigo. Num cruzamento da direita, Danilo Fernandes catou borboleta e Ricardo Jesus cabeceou ao lado do gol.

Se falhou no primeiro lance, o goleiro colorado se redimiu em seguida. Aos 16, em grande troca de passes, Jesus – de letra – pifou Queiroz, que ficou cara a cara com Danilo. O atacante chutou firme e não correu para o abraço, porque o camisa 1 fez a defesa. Mal deu para respirar e o Juventude chegou forte outra vez. Vidal recebeu na entrada da área pela direita e buscou o canto. Danilo voou e de novo evitou o empate.

A situação colorada pareceu que iria piorar aos 32. William Pottker desabou no chão com a mão na coxa depois de tentativa de ataque. Teve que dar lugar a Nico López. Aí brilhou a estrela do uruguaio. Numa chegada do Juventude, Dudu conseguiu cortar na defesa e a bola caiu para ele, que avançou ao longo da faixa direita do campo até tocar para D’Alessandro, já na intermediária ofensiva. O argentino deu poucos passos e devolveu a bola para Nico, dentro da área. O camisa 7 dominou e deu um toque para deslocar Douglas, anotando o terceiro gol colorado.

A única preocupação que o Inter teve depois do gol foi com Danilo Fernandes, que desabou no campo sentindo lesão. Como não havia mais trocas, teve que segurar até o final. E ainda antes do último apito, o Inter quase anotou o quarto. Damião recebeu dentro da área, porém a zaga cortou na hora. Em seguida, Gabriel Dias apareceu de surpresa na área e tocou, fazendo a bola rolar ao lado da meta.

Gauchão – 7ª rodada

Inter 3

Danilo Fernandes; Dudu (Gabriel Silva), Klaus, Cuesta e Iago; Rodrigo Dourado (Wellington Silva), Edenilson, William Pottker (Nico López), D’Alessandro e Patrick; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann

Juventude 1

Douglas; Vinícius, Fred, César Martins (Vidal) e Pará; Sananduva, Guilherme (Denner), Fellipe Matheus e Queiroz; Felipe Lima (Caprini) e Ricardo Jesus. Técnico: Antônio Carlos Zago

Gols: Guilherme Queiroz (14/1), Patrick (19/1), Iago (42/1), Nico López (34/2)

Cartões amarelos: Iago, Cuesta; Queiroz

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.

Veículo cortou a frente de ônibus que transportava cerca de 20 pessoas. Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas, sendo que quatro permanecem no HBB, em estado regular.

Mulher havia registrado ocorrência de Maria da Penha contra o indivíduo.

Ele foi agredido com socos e teve sua carteira, com documentos e cerca de R$ 1 mil, levada.