Giro do Vale / Esporte / Grêmio

Grêmio sofre, mas vira sobre o Brasil e ganha primeira em 2018

Tricolor se recuperou de primeiro tempo ruim e aplicou 2 a 1 na segunda etapa.

Foto: Lucas Uebel / Grêmio / Divulgação

O Grêmio sofreu, saiu atrás do placar de novo e parecia viver um pesadelo de pouco futebol e chances de gol. Só que a entrada de Alisson deu nova dinâmica ao time e, finalmente, a esperada vitória. Com boas contribuições de Everton e Luan, o Tricolor aplicou 2 a 1 e desencantou no Gauchão em 2018.

Este triunfo leva os gremistas a quatro pontos, mas ainda na vice-lanterna e 11º lugar no campeonato. O Brasil segue na vice-liderança com 13 pontos. O próximo desafio é a Recopa, no próximo dia 14 contra o Independiente, na Argentina.

Bem antes do embarque ao país vizinho, porém, o Grêmio continuou sofrendo no Gauchão na primeira etapa. O Tricolor ocupou o campo do Xavante a maior parte do tempo, mas teve poucas jogadas efetivas e viu a bola parada ser mais uma vez o drama do setor defensivo.

Com o Brasil recuado em busca do contra-ataque, o Tricolor apostou pelos lados. Logo aos três minutos, Everton perdeu boa chance ao errar fundamento. Ele foi lançado por Cícero nas costas da zaga, mas falhou o domínio, perdendo a chance do chute com a meta à disposição.

Pênalti negado e gol sofrido

Pressionando, mas sem concluir, o Grêmio viu um erro de arbitragem negar em uma penalidade máxima não marcada aos 16 minutos. Éder Sciola afastou bola com o braço na área, mas o juiz mandou seguir. Sob forte marcação, os gremistas também apostaram nos chutes de longe. Luan tentou, mas nem foi perto. Jailson caprichou, numa corrida pela intermediária, porém o chute cruzado passou tirando tinta da trave.

O melhor lance do Grêmio veio aos 35 minutos. Luan recebeu na quina da área e fez boa parede para Maicon. O volante mandou uma bomba no canto direito, mas Marcelo Pitol fez grande defesa no canto direito. No contragolpe do Xavante, Alisson Farias driblou dois marcadores e cruzou para Toty. Na cara do gol, ele chutou de bico para defesa de Grohe, que afastou em escanteio.

Na cobrança, contudo, mais um revés gremista. A zaga tirou parcialmente a bola levantada por Itaqui, que sobrou para Toty. O lateral chutou forte para a confusão e Roberio desviou todo esquisito. A bola foi direto no ângulo, sem chances para Marcelo Grohe fazer a defesa. O Grêmio foi para cima, mas a primeira etapa encerrou com derrota de 1 a 0 para o Brasil de Pelotas.

Outro Grêmio na segunda etapa

No intervalo Renato Portaluppi mudou o time, com Jael e Alisson nos lugares de Madson e Jailson. Com outra cara, o Tricolor mudou a história do jogo e, quem sabe, da sua campanha no Gauchão. Everton levou perigo logo no primeiro minuto. O garoto recebeu de Luan na quina da área, cortou para dentro e chutou forte. Pitol fez a defesa. Mas o Grêmio tinha fome de gol. Aos sete minutos, Alisson se credenciou como destaque da partida. Recebeu no meio-campo, correu para a área e chutou forte. A bola quicou na frente de Marcelo Pitol, que se atrapalhou e viu o 1 a 1 morrer no fundo das redes.

Mais rápido e abrindo espaços na defesa, o Tricolor quase virou aos 16. Jael fez ótima tabela com Luan e correu nas costas da zaga. Driblou Pitol, mas a arbitragem parou o lance por impedimento. Decisão equivocada, pois o atacante tinha condições de jogo.

Não tardou para os campeões da Libertadores finalmente apontarem para a vitória em 2018. Aos 18 minutos, Éverton recuperou bola na esquerda, fez o giro e viu Luan entrando na área. Cruzou no segundo pau e toda a defesa passou lotada. Luan recebeu sozinho e cutucou por baixo de Pitol antes de correr para o abraço com a virada por 2 a 1.

O Xavante tentou reagir com jogada combinada aos 20 minutos. Rafael Dumas chutou forte, viu Grohe não alcançar, mas a bola também passou triscando a trave esquerda, para fora. Na resposta gremista, Kannemann subiu na área e cabeceou certeiro. Caprichosamente, a bola desviou à esquerda da trave.

Everton poderia ter ampliado aos 35, no entanto o juiz falhou novamente. Cebolinha foi lançado nas costas da defesa por Luan, tinha tudo para marcar o 3 a 1, mas foi marcado novo impedimento após o jogador correr na mesma linha dos defensores.

Gauchão – 7ª rodada

Grêmio 2

Grohe; Madson (Alisson), Geromel, Kannemann e Cortez; Maicon (Michel), Jailson (Jael), Luan e Léo Moura; Éverton e Cícero. Técnico: Renato Portaluppi.

Brasil de Pelotas 1

Marcelo Pitol; Éder Sciola, Dumas, Rafael Bastos e Artur; Leandro Leite e Itaqui; Toty (Dudu), Mossoró (Calysson) e Alisson Farias; Robério (Matheus Lima). Técnico: Clemer.

Gols: Robério (38min/1ºT), para o Brasil de Pelotas; Alisson (7min/2ºT) e Luan (17min/2ºT), para o Grêmio.

Cartões amarelos: Jael (G); Artur, Leandro Leite e Mossoró (B).

Arbitragem: Anderson da Silva Farias.

Local: Arena.

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Também foram encontradas aproximadamente 20 buchas de crack, bem como dinheiro trocado, característico do tráfico de drogas

Estrutura tem condição de grave e iminente risco à saúde e à integridade física dos 353 trabalhadores

Criminosos, um homem e quatro mulheres, são de Porto Alegre