Giro do Vale / Esporte / Inter

Inter vence o Remo de virada e avança na Copa do Brasil

Leandro Damião e Edenilson marcaram os gols colorados no 2 a 1 no Mangueirão.

Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

O Inter venceu o Remo por 2 a 1 de virada na noite desta quarta-feira no Mangueirão e garantiu vaga na terceira fase da Copa do Brasil. Os gols da partida foram marcados no primeiro tempo. Felipe Marques abriu o placar para o time paraense, mas Leandro Damião e Edenilson viraram para garantir a classificação colorada.

Classificado, o Inter agora vai enfrentar o Cianorte na terceira fase da Copa do Brasil. A primeira partida será no Beira-Rio no dia 28 de fevereiro e a volta, fora de casa, em 14 de março

O jogo

Sem poder contar com William Pottker, lesionado, o técnico Odair Hellmann optou por mexer o mínimo possível no time e escalou o uruguaio Nico López aberto pelo lado direito. Com o esquema 4-2-3-1 mantido, o Inter tentou impor seu ritmo de jogo desde os primeiros minutos no Mineirão.

O cenário do começo da partida era bem definido. O Inter no campo de ataque tentando propor o jogo enquanto o Remo esperava e apostava nas bolas longas para o contra-ataque. E dessa forma, o time paraense chegou ao gol logo aos 18 minutos. Felipe Marques recebeu às costas de Dudu, cortou Klaus e bateu. A bola ainda desviou no zagueiro colorado e matou o goleiro Marcelo Lomba,1 a 0.

O Inter respondeu bem ao gol do Remo. Sem se abater e com D’Alessandro chamando o jogo, o Colorado foi em busca do empate, que não demorou para vir. E teve a participação do argentino. Aos 24 minutos, D’Ale bateu uma falta rápida para Iago, que cruzou na medida para Leandro Damião empurrar para o fundo do gol. O centroavante quebrou o jejum de gols em 2018 e igualou o marcador para o time gaúcho, 1 a 1.

Damião teve a chance de fazer o segundo logo na sequência. Após mais uma boa participação de Iago, que cruzou na medida, o centroavante não conseguiu colocar força no desvio e Vinícius fez a defesa.

A virada colorada, porém, não demorou. Aos 29, após mais uma jogada pelo lado esquerdo, o Inter teve chances com Nico López e Leandro Damião, que foram travados, mas a bola sobrou para Edenilson, que livre dentro da pequena área, estufou as redes e virou a partida: 2 a 1.

Após a virada, o Inter passou a tocar mais a bola e administrar o jogo. Antes do intervalo, o Victor Cuesta chegou a marcar o terceiro, mas teve o gol anulado por falta de Leandro Damião no meio da área na origem do lance.

Ritmo diminui, mas Inter segura a vantagem

Com a vantagem, o Inter voltou para o segundo tempo sem mudanças. No Remo, o técnico Ney da Matta sacou o volante Geandro, que tinha amarelo, e mandou Dudu a campo. Logo aos 9 minutos, ele já fez outra troca: Adenilson no lugar do lateral Levy, que tinha acabado de furar em bola e ceder escanteio para o Inter. No lance, D’Ale bateu, Klaus desviou, mas não conseguiu acertar o alvo.

O Inter conseguiu ter o controle do jogo nos primeiros minutos do segundo tempo. O que faltou ao time de Odair Hellmann foi profundidade nas jogadas. Em uma rara jogada com infiltração, Edenilson tabelou com Damião e apareceu para chutar, mas mandou para fora aos 19 minutos. Com o cronômetro chegando aos 25 minutos, Odair Hellmann fez a primeira mudança no Inter. Gabriel Dias foi chamado para o lugar de Dudu. Com isso, Edenilson foi deslocado para a lateral-direita.

Na parte final do segundo tempo, os jogadores do Inter começaram a mostrar desgaste. O ritmo do time caiu e permitiu ao Remo sua primeira chance na segunda etapa. Aos 30 minutos, Fernandes arrancou com a bola dominada, passou pela marcação de Dourado e chutou uma bola que passou à direita do gol de Marcelo Lomba.

O Inter voltou a levar perigo ao 36 minutos, quando Uendel combinou jogada com Nico López e apareceu na área para finalizar, mas acabou travado na hora do chute. Na sequência, Patrick também sentiu dores e foi substituído. O garoto Juan foi chamado para entrar na equipe.

Nos minutos finais, o Inter tratou de segurar o resultado e conseguiu controlar o Remo. A única chance do time paraense veio em falta cometida por Nico López na entrada da área aos 40 minutos, mas Esquerdinha bateu por cima do gol. Juan ainda teve uma bola para marcar o terceiro, mas o goleiro Vinícius conseguiu fazer a defesa. Antes do apito final, Nico López ainda foi expulso por acúmulo de amarelos. Final de partida: Remo 1 x 2 Inter.

Copa do Brasil 2018 – Segunda fase

Remo – 1

Vinícius; Levy (Adenilson), Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha; Felipe Recife, Geandro (Dudu), Jéferson Recife (Elielton), Fernandes; Felipe Marques e Isac. Técnico: Ney da Matta.

Inter – 2

Marcelo Lomba; Dudu (Gabriel Dias), Klaus, Cuesta e Iago; Dourado, Edenilson, Nico, Patrick (Juan) e D’Alessandro; Leandro Damião. Técnico: Odair Hellmann.

Gols: Felipe Marques (18min/1T); Damião (24min/1T), Edenilson (29min/1T)

Cartões amarelos: Felipe Recife, Geandro (REM); Edenilson, Klaus, Patrick, Gabriel Dias (INT)

Cartão vermelho: Nico López (INT)

Árbitro: Marcelo de Souza (SP)

Local: Belém

 

Correio do Povo

Ainda não há comentários

Publicidade

Últimas Notícias

Indivíduo, que ainda não teve a identidade confirmada, teria sido alvejado por quatro disparos de arma de fogo.

Veículo cortou a frente de ônibus que transportava cerca de 20 pessoas. Pelo menos 11 pessoas ficaram feridas, sendo que quatro permanecem no HBB, em estado regular.

Mulher havia registrado ocorrência de Maria da Penha contra o indivíduo.

Ele foi agredido com socos e teve sua carteira, com documentos e cerca de R$ 1 mil, levada.